• sábado, 17 de setembro de 2016 09:53

    Afinal para quem devemos votar?

    # Aposto que nem que seja por uma vez na semana, mas você já ouviu ou assistiu a propaganda eleitoral gratuita.
    # Estamos na reta final da campanha e notamos na roda de amigos que muitos ainda estão indecisos. Afinal para quem devemos votar?
    # E as pesquisas que não saem? Será que nenhum está na frente ou nenhum tem interesse de divulgar?
    # Nesta semana atendi uma ligação na qual a moça se identificou e me questionou sobre minha intenção de voto. Mas antes disso a pesquisa perguntava sobre a rejeição. Em quem você não votaria e por que?
    # Será foco de campanha apostar na rejeição de algum nome?
    # Sem pesquisas registradas, sabemos que o resultado da eleição só será conhecido depois das 17h do domingo, 02 de outubro. Nem a Mãe Diná seria capaz de arriscar um palpite hoje.
    # O que está turbulenta é a Justiça Eleitoral. As denúncias não param. O que deveria ter trégua é o som de rua dos candidatos. Ao menos aos domingos à tarde eles poderiam respeitar o descanso da comunidade.
    # Na eleição “Facewhat’s” tudo acaba sendo levado na esportiva. O debate é ferrenho, mas sempre os mesmos que elogiam ou criticam.
    # Talvez o que deixa os candidatos com mais receio é o fato de as pessoas não se apropriarem da campanha. Hoje a campanha é praticamente é dos “cabos eleitorais”.
    # Tuparendi respira um ar mais sereno. Em Porto Mauá, sem oposição, a eleição é apenas na proporcional.
    # Caros candidatos: é vedado o uso de repartições públicas para fazer campanha. Há um processo na Justiça que talvez tenha desfecho de julgamento nesta sexta-feira tratando de um caso que contraria tal vedação.
    # Que repercussão ou influência terá a denúncia apresentada esta semana contra Lula pela Operação Lava Jato?
    # Tendência na reta final da campanha na televisão é de palavras mais ásperas e dedo em riste.
    # Debate de ontem, no Gega, por exemplo, já mostrou maior disposição dos candidatos a prefeito de engrossar mais a voz.
    # Na verdade pesquisas existem na cidade, mas de consumo interno de cada chapa majoritária ou coligação que a contratou.
    # Que me perdoem as escolas, mas numa campanha tão rápida como a que vivemos e se a atual legislação eleitoral persistir em 2020, é necessário um debate antecipado entre coordenadores e direções de educandários para que se promovam debates para um conjunto escolar. Isso, inclusive, vale para as entidades empresariais, como Acisap e Sindilojas, que ao invés de dois debates poderiam ter feito um só. Tudo por causa do tempo.
    # Uma ideia para os candidatos a prefeito. Quando forem convidados para um debate, não levem o vice. Mandem o vice pras ruas. Afinal, o tempo é ínfimo para os vices nos debates segmentados.
    # Duvido que os comícios (que saudades!) um dia retornem. Aposta nos debates segmentados, mas planejados para setores inteiros, tipo escolas, movimento empresarial, trabalhadores do campo, acadêmicos...

     

  • sábado, 10 de setembro de 2016 10:19

    Alguns falam muito de passado, mas e o futuro?

    # Durma e descanse com este barulho. Os candidatos estão ultrapassando e utilizando suas “músicas” para perturbar o sossego da comunidade.
    # A fiscalização da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável deve se intensificar, mas para isso acontecer são necessárias denúncias. Se o som for muito alto e não estiver no horário permitido, denuncie no Portal do Cidadão da Prefeitura de Santa Rosa ou no Cartório Eleitoral.
    # Mais dois candidatos a vereador foram denunciados na Justiça Eleitoral. Os dois por propaganda irregular. A Justiça está cumprindo a lei.
    # Quem diria, o que era para explodir, apenas acalmou. Tuparendi está calmo e sereno. Problema superado. Será?
    # A eleição de Santa Rosa apresenta um dado interessante: a Avenida América todos começaram, mas ninguém terminou.
    # E o vermelho voltou a ser usado, não só por Orlando. Vicini esteve por duas ocasiões, em debates, com seu suéter vermelho. Colla se recusa a usar a cor.
    # Alguns falam muito de passado, mas e o futuro?
    # Quem acha que a eleição está definida pode ir tirando o cavalo da chuva. A definição só será conhecida no dia 02 de outubro. Não leve por surpresa se...
    # Os candidatos se propõem a trabalhar com a queda de arrecadação e de repasses? O que sobe em Santa Rosa é só o IPTU.
    # Hoje as reuniões das coligações estão acontecendo mais em grupos do whatsapp. E se neles estiverem forasteiros? Cuidado com o que dizem lá, pois tudo tem olho e ouvido. E as táticas podem ser inoperantes se descobertas a tempo.
    # Circula uma pesquisa, mas ela só avaliou os veículos com propaganda. Adivinha quem está na frente? A Hinode vence a eleição em Santa Rosa. Quanto carro, heim!
    # Em tempos de crise, até os adesivos são em número menor. Os que ultrapassam o limite, acabam parando no “capa preta”. É para ser uma eleição “de igual pra igual”.
    # Moradores da Bela Vista estão assustados com o estilhaço de pedras, provocado pela explosão de roxas na obra da Corsan. Quem vai arcar com as despesas das residências? Telhados foram danificados, carros tiveram sua lataria amassada e pessoas tiveram sua segurança violada.
    # Amauri Giovelli, de vários anos na política, anuncia que está deixando a vida pública neste final do ano, independente do resultado das eleições majoritária. Diz que sai numa boa com todos do PP e que trata-se de uma decisão pessoal.
    # Perdemos Zéio, aquele baixinho que jogava pela direita do Dínamo na década de 1990 e que o saudoso Nene Zorzan apostava muito. Ele morreu ontem, em Itapema.
    # Campanha majoritária pode contrariar eventualmente o que um ou outro eleitor pensa diante de sua autoridade incontestável de avaliação, mas, convenhamos, ela vem sendo conduzida até agora num nível elevado de parte das três candidaturas majoritárias.
    # Campanha eleitoral funciona assim. No começo, todos falam manso. Depois, vêm as pesquisas e os números causam reações. O primeiro que falar mal do outro é porque está mal na pesquisa. E o 'outro' que foi falado é porque está bem. Não tem nada de genialidade nisso, mas é só uma lembrança de conceito.
    # O alto nível da campanha deve-se em grande parte pelo tempo reduzido. Não dá para ficar falando mal dos outros e deixar propostas para o eleitor de lado.
    # A nova forma de apresentação dos candidatos à vereança é nota 10. As inserções não são exaustivas para o telespectador e os candidatos tiveram mais tempo para produzir um material de melhor qualidade.

     

  • sábado, 3 de setembro de 2016 10:57

    Os eleitores estão diferentes neste pleito

    # O clima tende a ficar mais tenso. Afinal eleições municipais acontecem a cada quatro anos.
    # Iniciou a propaganda eleitoral e todas as pessoas já conhecem todos os candidatos. Não seria uma boa hora para uma pesquisa eleitoral?
    # Note nas idas e vindas da cidade que as pessoas não estão se envolvendo mais “tanto” na política. Dificilmente você verá em casas e carros bandeiras de alguém que não é candidato ou não tem cargo para defender. Os eleitores estão diferentes neste pleito.
    # Será que todos já definiram seu voto?
    # Em Tuparendi o clima está mais quente que nunca. Olha que qualquer lenha pode terminar em fogo para um churrasco. Carne não falta, e nem convidados.
    # Tuparendi, uma cidade pacata, calma....Tuparendi é uma cidade cheia de rivalidade política. Irmãos de coração são esquecidos neste período eleitoral. A verdade é que alguém vai vencer, e os únicos que podem decidir isso são os eleitores.
    # Isso vale para toda a região. O exercício da democracia é fundamental para construirmos uma cidade justa. Por isso, ouça, questione e não tenha vergonha de mudar seu voto. Ele deve ser embasado de propostas e não paixões.
    # E sobre a criação da Associação Amigos de Santa Rosa: nosso leitor José Adolfo Danda gostou muito da ideia e com certeza ajudará a encabeçar a proposta. Viu? Não precisamos que somente os políticos criem formas de ajudar a definir onde e como os recursos públicos (nosso dinheiro) serão investidos.
    # Já tem candidatos a vereador propondo a redução dos salários dos mesmos, se forem eleitos. Gesto nobre!
    # Ótimo momento para relembrar que existe um “abaixo assinado” pela população que exige a redução do salário dos parlamentares da Câmara de Santa Rosa.
    # Por falar em Câmara, alguém sabe sobre o processo do telefone? Se o envolvido fosse fã do Bruno e Marrone isso não teria acontecido, pois na música a ligação vai de um orelhão. Ligações urbanas são complicadas!
    # Já sei, a próxima proposta seria instalar um orelhão na frente da Câmara de Vereadores de Santa Rosa. Muita “dor de cabeça” seria evitada.
    # Sobe para sete o número de candidaturas impugnadas pela Justiça Eleitoral. Não brinquem com a Justiça e com o MP.
    # Cuidado com o que falam por aí, hoje, ontem e amanhã, os “comícios”, foram, estão e serão gravados. Será curiosidade dos opositores?
    # Estamos vivendo a Semana da Pátria. Tomara que ela sirva para refletirmos o que queremos para a nossa cidade. Pois se cada cidadão trabalhar para contribuir uma cidade melhor, teremos um Brasil mais humano.
    # Temos bandeira na Praça da Bandeira!
    # A semana foi marcada na história do Brasil. Golpe ou impeachment, isso não importa. O que vale é que nosso país precisa avançar e melhorar.
    # O sistema de telefonia celular está cada vez pior em Santa Rosa. A OAB, as entidades, o MP, e PROCOM, todos.. eu, tu, ele , nós, vós.....poderiamos fazer algo!
    # Agora sim, temos um ministro de Santa Rosa. Oficialmente.
    # Meee... nem sabia que nos rios de Santa Rosa ainda alguns peixes sobreviviam. Tanta poluição causada por empresas e também pela população.

     

     

  • segunda-feira, 29 de agosto de 2016 07:15

    É hora de pedir propostas.

    #Estamos vivendo um período eleitoral. Não estranhem quando forem abordados nas ruas por candidatos que pedem seu voto.
    #Campanha eleitoral, este é o momento de conversar e cobrar. É hora de pedir propostas.
    #Afinal, você sabe para que serve um vereador? Para que serve um prefeito?
    #E na lista da Justiça Eleitoral estão 13 nomes com pedido de impugnação. Entre eles uma candidatura a prefeito e duas coligações. Um candidato de Porto Mauá e outro de Tuparendi estão julgados. O restante dos processos está na mesa do juiz eleitoral.
    #O PR causou uma certa dor de cabeça ao juiz eleitoral, que terá que definir para que lado irá o partido. O Partido da República possui duas convenções. Uma delas apóia o PP e outra o PT.
    #Nelmo Vargas, atual presidente do PR de Santa Rosa, foi quem encabeçou a saída do partido do lado do candidato Alcides Vicini. Junto com seu grupo migrou para o lado de Orlando Desconsi. Nelmo só esqueceu de apresentar candidatos a vereador. Qual a força do PR se nem candidato possui?
    #Aguardem pois não são apenas processos eleitorais envolvendo políticos que estão rolando na Justiça. Hoje uma audiência pode definir o futuro de um deles.
    #A ACISAP deu um show de democracia e reuniu os candidatos a prefeito de Santa Rosa. A ideia das entidades é participar do Governo Municipal como um conselheiro.
    #Que tal a criação da Associação Amigos de Santa Rosa (AASR)? A entidade reuniria “liderança não políticas” para discutir ações e investimentos em setores públicos.
    #A AASR serviria como aliada do prefeito eleito, pontuando e levantando prioridades para serem seguidas. O prefeito não precisaria mais negociar com vereadores para que os projetos fossem aprovados, pois quem faria isso seria o Conselho.
    #Você sabia que alguns vereadores podem indicar “amigos (as)” para ocupar cargos públicos? Isso é a triste realidade em Santa Rosa. Muitos trabalham apenas para garantir o seu lucro em cada final do mês.
    #Alguns defensores do povo participam do Governo indiretamente. Uns indicam a mulher, filhos e até amizades íntimas.
    #Entre as pautas do Conselho poderiam entrar a redução dos salários dos vereadores, redução ainda mais das diárias.
    #Já notou que nenhum candidato defende a redução do salário dos vereadores?
    #Nas redes sociais o que mais se ouve são as músicas eleitorais. É fácil, só cantar três vezes o nome do candidato.
    #A tal moda da renovação vem pegando. Mas a renovação deve vir com propostas concretas.
    #A Empresa Jornalística Noroeste iniciou sua grande cobertura. Será palco dos principais debates com os candidatos. Anotem na agenda: Dia 27 de setembro será a vez dos candidatos de Tuparendi. Na quarta-feira, 28, estarão frente a frente Colla, Orlando e Vicini. Até lá, o clima deve esquentar.
    #Algumas pesquisas eleitorais circulam na mão de representantes de partidos, mas nenhuma oficial. Como diria o sucesso de uma novela: Publique-se!
    #Na verdade nem em Santa Rosa, muito menos em Tuparendi se sabe quem ganhará a eleição. Aqui e lá será voto a voto. Quem acha que está com a eleição ganha, pode cair do cavalo.
    #Em tempo: No debate da ACISAP o candidato a vice Luis (com S) Antonio Benvegnú chegou um pouco atrasado. Quase que um “cara” sentou em sua cadeira.