• sexta-feira, 29 de janeiro de 2016 11:34

    Dois vereadores na mira do MP. E é pra breve.

    # Jardel Hilischinaimenaisnsten( Hillesheim), (propus um nome artístico a ele. Não aceitou. Aí, dá nisso), respondeu pela coluna da semana passada. Muito obrigado.
    # Abaixo-assinado para lei de iniciativa popular pela redução dos subsídios dos vereadores de Santa Rosa já conta com pelo menos 2,3 mil assinaturas. Organizadores estão juntando as listas para preparar elaboração do projeto.
    # Projeto será elaborado com auxílio da OAB, Subsecção de Santa Rosa. Ou seja, não haverá chance de ser devolvido por qualquer tipo de erro.
    # Flávio Francisco da Silva, com mais de 20 anos no quadro de carreira da Prefeitura, sempre na Secretaria Municipal de Cultura, é o novo coordenador do CEU. Tomara que Deu o aceite.
    # Está decidido. Nelmo não virá à imprensa dar explicações sobre o guilhotinaço que o tirou da Emater. É um direito seu.
    # Ademir Spies, contador do quadro de carreira, é o novo Secretário Municipal da Fazenda. Assumirá o cargo tão logo retorne de suas férias lá pelo dia 20 de fevereiro.
    # Como Salsicha deve concorrer a vereador, aumentam as chances de Lina Michalski acumular o cargo de secretária de Governo, Administração, Esporte e Lazer, Cultura e Turismo e qualquer coisa que aparecer pela frente.
    # Santo Cristo terá carnaval. Sem dinheiro da Prefeitura.
    # Três de Maio terá carnaval. Sem dinheiro da Prefeitura.
    # Santa Rosa tem Verão Mágico. Com dinheiro da Prefeitura.
    # Segunda-feira tem sessão ordinária na Câmara. Reparem as indicações de Douglas e Marino. Não serão nada condizentes com a de vereadores de situação.
    # Joel Faccin é diretor geral da Câmara desde que Darci Petrazzini se aposentou. Caso foi parar no Ministério Público. Segundo o Controle Interno não é caso de má fé, mas interpretação equivocada da lei. Pouco importa, porque o erário foi afetado e terá que haver devolução de quem autorizou a substituição. Então, Paulinho dos Santos, Fernando Classmann e Lires Zimmermann, ex-presidentes dos últimos três anos, podem ir preparando suas carteiras por precaução.
    # Moacir Locatelli provou que não era louco e já está ganhando dinheiro com sol e vento.
    # De cada R$ 100,00 que a Metalúrgica Fratelli fatura atualmente, R$ 25,00 v êm da energia limpa. Parabéns, ex-louco.
    # No Ministério Público, Câmara de Vereadores está sendo mais citada do que sorvete no verão.
    # Dois vereadores na mira do MP. E é pra breve.

     

  • sexta-feira, 22 de janeiro de 2016 06:25

    Clima entre Douglas Calixto e Marino Martins com o PP não é dos bons

    # A comunidade respondeu ao chamado da APAE.
    # Vendemos os 11 mil números e garantimos recurso para esta importante instituição.
    # Todos fizeram sua parte. O Botijão em especial ofereceu as cartelas em frente ao Banrisul. Esse é dos nossos!
    # A semana foi de notícia boa para Neusa Kempfer.
    # Ela deve assumir cadeira na Assembleia Legislativa. Teremos uma deputada daqui!
    # Seu nome ainda foi especulado em nível estadual para concorrer a prefeita de Santa Rosa.
    # Será que Neusa vem? Ela deve estar com aquela musiquinha da campanha na cabeça...
    # Por falar em PMDB, Nelmo continua mudo e calado. Nem um piu...
    # Saiu, entrou em férias e ainda não falou.
    # Flávio Joel Baz Fagonde é o novo gerente da Emater.
    # Fica a dúvida. Foi indicado por Colossi?
    # Vicini mandou e Salsicha obedeceu.
    # Secretaria do Esporte deixará área locada na Ser Cisne. Economia total!!
    # Economizar é cortar os FGs (Funções Gratificadas).
    # E a campanha de redução dos subsídios dos vereadores também parou? Não ouvi falar mais nada.
    # Charles diz que terá seguimento.
    # Especula-se o substituto de Anderson Farias.
    # Se for por Vicini, Salsicha fica onde e como está.
    # Salsicha não terá tanto trabalho na Cultura. Próximo evento será apenas em abril.
    # Em tempos de vacas magras, não espere por grandes shows na 21ª Fenasoja.
    # Um “viva” para Mariana Neis, 1º lugar em Medicina na UFSM. Viva!!
    # Por falar em Viva, o clima entre Douglas Calixto e Marino Martins com o PP não é dos bons.
    # Douglas e Marino no PMDB?
    # Uma ave amiga contou que eles pensam em sair do partido, se Vicini não ceder a pressão. Pressão? Qual?
    # E Vicini alfinetou Colla. “Espero que ele não faça tantos votos!”.
    # Pelo jeito o prefeito está confiante.
    # Na esfera municipal Neusa não esconde o desejo de vir. Mas defende conversa com PP e PT.
    # E o Moroni? Será que fica como está?
    # Já acompanhou a Arlise Callai no Face? Uma ativista comunitária que está agindo em busca de soluções. Nem importa com quem. Ela denuncia e quer respostas!! E não quer concorrer a nada. Apenas faz!
    # E você, já eliminou os focos da dengue?

     

  • sexta-feira, 15 de janeiro de 2016 08:03

    Ficou claro que 2015 foi o ano sem eventos

    # Santa Rosa é a 37ª cidade brasileira em desempenho e desenvolvimento em infraestrutura. E é a segunda do Estado. É nóis!
    # Tem cidades brasileiras entupidas de mosquitos da dengue, sem poder sorrir com um título sequer.
    # A posição de Santa Rosa, também de destaque no Índice Firjan, foi reeditada para elevar a autoestima do santa-rosense que não gostou de ver sua cidade citada como ‘relaxada’ nacionalmente.
    # Ficou claro que 2015 foi o ano sem eventos. Vicini cortou todos eles, alegando falta de recursos.
    # Entramos em 2016 e parece que este ano será diferente. Os eventos estão de volta. Vicini confirmou R$ 20 mil para o Verão Mágico.
    # Se a posição do governo foi revista quanto a eventos, aguardamos com expectativa o anúncio do Carnaval de Rua para março.
    # Atitude. SER Cisne fecha acesso aos associados à sede campestre na segunda-feira para realização de ações de combate ao mosquito da dengue.
    # Atitude. Lideranças do Bairro Auxiliadora irão de porta em porta no domingo, distribuir folhetos com orientações aos moradores sobre as formas de matar o Aedes aegypti.
    # Que tais atitudes se reproduzam em empresas, entidades e outras associações de moradores. Se esperarmos só pela Prefeitura, além de pecarmos pela omissão, a guerra será vencida pelo mosquito. Afinal, o problema é de todos nós.
    # Terra pediu dinheiro para a Odebrecht. Matéria circulou nos sites locais, inclusive no nosso, mas é assunto requentado. Terra é especulado para presidir a Câmara, substituindo Eduardo Cunha.
    # Me assopraram: “o lixo amontoado atrás do Centro Cultural não era um problema do Anderson Farias. É uma obra que vem sendo executada sob a responsabilidade da Secretaria do Planejamento”.
    # Isso prova que Vicini nunca foi com a cútis do Anderson. Sua exoneração foi no embalo da reportagem que assustou o prefeito e envergonhou a cidade.
    # Chama a atenção e causa grande preocupação a informação de que Santa Rosa tem cinco mil desempregados.
    # Conflitos agora podem ser solucionados em cartórios, mas só aqueles que estão na Justiça. Conflitos como o do Nelmo Vargas e Leonel Colossi ainda ficam em outra esfera.
    # Falando em Nelmo, a Emater ainda não anunciou seu substituto. Ele deixou a gerência regional da Emater, mas até agora não deu um pio na imprensa. Vem ou não vem?
    # PSB vai exigir a manutenção da Secretaria de Cultura. Se depender de Vicini, duvido. Lá atrás, quando formava seu governo, o prefeito pensava em extinguir a secretaria, que só sobreviveu graças aos ativistas culturais que exerceram pressão.

     

  • sexta-feira, 8 de janeiro de 2016 10:23

    Vicini, Benvegnú e Aldair Melchior admitiram a omissão

    # O assunto marcante da semana foi a reportagem da RBS sobre o descaso da Prefeitura com os logradouros públicos em ações de combate ao mosquito transmissor da dengue.
    # Pela ordem de comando, depois da repercussão constrangedora nacional, Vicini, Benvegnú e Aldair Melchior admitiram a omissão. Isso é um aspecto positivo, porque geralmente político busca culpados ou culpas para casos rumorosos.
    # A reação de Vicini foi imediata. Mandou seus secretários fazer o dever de casa. Várias ações estão a caminho.
    # Vicini demitiu Márdiori Watthier da Vigilância Sanitária e Anderson Farias da Secretaria de Cultura e Turismo. Por que? Porque a reportagem mostrou imagens fortes relacionando os dois setores.
    # O critério de Vicini é questionado, porque o cochilo na Prefeitura foi amplo, geral e irrestrito. Fosse assim, quase todo o governo deveria ser exonerado.
    # O que Vicini pretendeu com as demissões de Márdiori e Anderson foi mandar um recado claríssimo para os demais secretários, do tipo “não fez, tá fora”.
    # Anderson Farias há anos estava na corda bamba. Surgiu um motivo oportuno para Vicini exonerá-lo.
    # Colla criticou Benvegnú nas redes sociais, dizendo que o presidente da Fundação gozava suas férias enquanto a cidade vivia um grande drama. O presidente do PSDB foi infeliz: Benvegnú suspendeu as férias até esta sexta-feira, para estar à frente de todos os encaminhamentos da crise instalada no governo.
    # Porém, Colla fez um questionamento interessante: “Vicini exonerou o presidente do PSB (Anderson Farias)”. E aí especula se uma crise política não estaria a caminho.
    # A reportagem da RBS deve servir para que finalmente a cidade acorde para o combate à dengue. Pessoalmente, recebi várias fotos de lixos amontoados no fundo de empresas da cidade.
    # Vieram denúncias de piscinas particulares ‘abandonadas’, lixos à beira de estradas vicinais e um monte de situações já denunciadas na Rádio Noroeste, Câmara de Vereadores e Facebook.
    # É que a audiência nacional quem tem é a Globo. Certamente que agora, depois de toda a comunidade exposta, também finalmente as pessoas passem a encarar o combate ao mosquito como um problema pessoal, particular, comunitário e empresarial.