• sexta-feira, 12 de setembro de 2014 09:04

    Está dissolvido o Plantão ‘Cai Cai’

    # Não apoiamos, em hipótese alguma, e em nenhum segmento, agressões físicas. Agredir com a força é renunciar ao diálogo.

    # Vamos alimentar sempre o contraditório, estimulando trincheiras de pensamentos. Afinal, são donos desta cidade 71.961 santa-rosenses.

    # Na Câmara, agressão física contra o vereador Cláudio Schmidt (PMDB) foi rechaçada por Karina Kucharski (PT). Fernando Classmann (PTB) disse que a Mesa não compactua com tais atos. E só.

    # Vicini mantém cargos de CCs sem titulares, apesar da pressão.

    # Ana Amélia Lemos faz campanha em Santa Rosa no próximo domingo. Recepção será no Carlos Denardin lá pelo meio dia. Manifestações de palanque na rua Santo Ângelo, em frente à sede do PP.

    # A candidata do PP ao Piratini almoçará no Salão Paroquial de Cruzeiro, que comemora no domingo 51 anos.

    # Medicina em Ijuí e Odontologia em Santa Rosa.

    # Cláudio Schmidt presidiu sessão da CPI dos Tubos nesta semana, acompanhada pessoalmente por Timirinho.

    # Está dissolvido o Plantão ‘Cai Cai’. É que caíram tantos, que o foco agora é para os que estão chegando.

    # Câmara realiza sessão especial na próxima segunda-feira, às 20h, no Piquete Esteio do Rio Grande, em homenagem à Semana Farroupilha.

    # Das oito máquinas paradas na Secretaria de Agropecuária e Infraestrutura, seis voltaram para o trecho nesta semana. A informação é de Darci Petrazzini, que comanda a pasta. Mazáa Darci!

    # Carlos Nasi está em férias. Repetindo: em férias. Volta (?) em 15 dias.

    # Ricardo Ribas diz ter provas de que a Expresso Toda Hora é quem está conduzindo a pesquisa que pede aos usuários avaliar o sistema de transporte urbano. Assegura que tem testemunhas abordadas.

    # Lozekan afirma que a pesquisa está sendo feita pela Prócidades, empresa contratada pela Prefeitura.

    # Assunto vai parar no Ministério Público, segundo Ribas, que integra o movimento Acorda Santa Rosa.

    # Temos três domingos pela frente que antecedem as eleições. Depois virá o domingo da votação. Já definiu o teu voto em todos os níveis?

    # Não vote em branco.

  • segunda-feira, 8 de setembro de 2014 10:23

    Asfalto maldito?

    # Orlando Desconsi, Tilica e o advogado Tiaraju ocupam uma sala na Prefeitura cedida pessoalmente pelo prefeito Alcides Vicini. Perguntamos para Tilica do que se tratava e ele não respondeu.
    # Com o silêncio de Tilica, fomos à Prefeitura. A versão da Prefeitura é de que o ex-prefeito tem que responder a várias citações feitas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) às suas contas (não sabemos qual ou quais os anos). Vicini teria cedido a sala num ato de cavalheirismo.
    # O PSB e o PSDB pedem o seguinte esclarecimento: o atual gerente da UPA não é indicação de nenhuma das duas siglas. O nome de Silvano Fervo é indicação pessoal do presidente Anderson Mantei.
    # Fernando Classmann está por dar um tiro no pé. Reapresentou projeto da Mesa Diretora que transforma em cargo de confiança do presidente da Câmara quem exercer a função de diretor geral.
    # A ideia original apoiada pelo PT, PCdoB e PMDB, previa que o nome seria indicado por um colegiado de partidos com assento na casa. O projeto reapresentado transfere a prerrogativa só para o presidente. PT, PCdoB e Cláudio Schmidt retiraram o apoio.
    # Acisap reúne candidatos à deputação estadual e federal indicados por partidos locais. O PP indicou Sergio Turra para o debate (?). O preferencial do partido em Santa Rosa não é Ernani Polo?
    # Luis Antônio Benvegnú e Miro Jesse falaram alto um com o outro no gabinete de Vicini, mas tão alto que se ouviu no corredor.
    # De primário, o PPS virou secundário no Governo Municipal, com a perda de cargos importantes.
    # O que anda acontecendo na Prefeitura é tão intenso e atípico, mas da mesma forma tão repetitivo, que parece ter sedado as pessoas. Só na Secretaria de Obras, por exemplo, caíram três secretários e dois diretores, e um terceiro diretor pediu pra sair. Em que lugar do mundo isso pode soar como comum???
    # O Governo Vicini-Benvegnú tem hoje três diretorias sem titulares e um CC-2 (coordenador). Vicini está em viagem nesta semana. Ah, bendita viagem! Tirou a pressão do gringo.
    # Asfalto maldito? O asfalto fresado da Expedicionário Weber já provocou a queda de um secretário e de um diretor na Prefeitura e de três motoristas na iniciativa privada.
    # Ex-assessor parlamentar de Miro Jesse na Câmara, Armindo Sávio Ribeiro foi indiciado pela Polícia em inquérito enviado ao Ministério Público. E pode ser enquadrado por crime de formação de quadrilha, se assim entender o MP.
    # São três ex-CCs que apresentaram documentos falsos para acessar cargos públicos de confiança. Os três são (ou eram) filiados ao PPS.
    # Na defesa de dois acusados, feita por um mesmo advogado, foi apresentada uma mesma apuração: um homem falecido em 14 de agosto é quem teria intermediado a falsificação. Como morto não fala, a Polícia não tem mais do que a admissão de culpa dos ex-CCs de terem realmente usado o documento falso.
    # Nossa população cresceu, mesmo não sendo nós uma região ‘logisticamente recomendável’. Em quase 300 municípios gaúchos a população decresceu.
    # Plantão ‘Cai Cai’ informa: Clédio Rigon, diretor de Agropecuária caiu na terça-feira. E mais um secretário está balançando.
    --
    Dama, xadrez e outros jogos
    Gosto de jogar damas e xadrez. Atrai-me a possibilidade de
    calcular com antecedência a jogada, imaginar o que o outro está planejando, algumas vezes entregar uma peça para ganhar outra em posição mais estratégica.
    Na vida, amigos, quase tudo é jogo. Sedução é jogo. Avançar no emprego é jogo. Imprensa é jogo. Claro, alguns, como dama e xadrez, sem maldade alguma. Em outros, como na atividade política, ingenuidade é falecida faz séculos.
    Então, quando se diz “vamos derrubar o Moroni”, pode ser algo “se não chiarem, vendemos”. Ou pode ser algo mais complexo ainda, uma jogada várias casas adiante. Ou seriam apartamentos? Ou nada disso, porque também é arte fazer o óbvio para ganhar o jogo por 1 a 0.
    Bah, ter uma dama feita é meio jogo ganho. Ter cartas na manga é possibilidade de xeque-mate. Por isso, quando alguém aparece com um catatau de granadas, é quase óbvio que outro alguém levantou uma cerca de arame farpado, provavelmente, bem na divisa que ele usava. Por isso tivemos tantas notícias nos últimos dias (que semanas vibrantes), sinal de que o jogo está bem calculado.
    Acreditar que o julgamento do Grêmio não tem ingrediente extra é ingenuidade. A TV quer o Koff ferrado porque ele durante muito tempo liderava a oposição. É um crime semelhante ao que cometeram contra o Inter naquele campeonato roubado pela CBF para o Corinthians. Qualquer maldade é mera coincidência. Aliás, alguém poderia explicar para os gaúchos porque o clássico Gre-Nal, na lista dos maiores do mundo, não foi transmitido ao vivo pela tal emissora do Rio Grande.
    Há perguntas que nem sempre se consegue responder. Eu não sei por que querem vender o terreno do Ginásio Moroni. Da mesma forma como não sei a quem interessa passar jogo do “Chorinthians” em cada rodada. Como saber o que se pretende com a desconstrução social em curso no Brasil? A quem interessa acabar com os valores da família? A quem interessa acabar com os regionalismos? A quem interessa termos um pensamento único neste país imenso?
    É tudo um jogo. Somos todos bonecos, marionetes, mesmo quando achamos que somos atores. Acima de nós certamente há outros que orquestram tudo, que riem da nossa inteligência porque já fizeram cálculos e avançaram várias casas no jogo que recém movemos a segunda peça.
    Contam que o xadrez foi inventado como se fosse reprodução de um campo de batalha. Discordo: xadrez é um campo político em miniatura, onde peões dão à vida pelos cavalos e bispos. O que vale é salvar o rei, afinal ele é o cara, mesmo quando nunca soube de nada.

  • sábado, 30 de agosto de 2014 08:56

    Mano caiu por ingenuidade. Timirinho por insistência.

    # Timirinho é alvo de uma CPI na Câmara, por supostamente estar à frente de ações clientelistas do governo. Persistiu. Aí, não deu pra Vicini segurar.

    # O que fez Mano parece natural, mas não é. Os tempos são outros. Ele deveria dar exemplo como secretário, não produzir o contrário. Se não fosse denunciado, não daria nada. Não foi algo de envergonhar o padre.

    # “Não basta à mulher de César ser honesta, ela precisa parecer honesta”, conta a história. Isso vale para qualquer assessor público.

    # Vicini mandou demolir o Ginásio Moroni. Porém, até agora não vi um prego ser retirado. E o primeiro prego só será retirado, após o prefeito medir a reação.

    # Darci Petrazzini é fiel a Vicini. Vou repetir: Petrazzini é fiel ao prefeito Alcides Vicini. É um valor moral que consagrou grandes homens. Deixa uma pasta que estava sob controle, para assumir o que hoje é um grande “pepino”. Isso é fidelidade.

    # E tem mais: Darci Petrazzini, por ser aposentado do serviço público, ganha menos de R$ 2 mil por mês para ser secretário. Se fosse pelo salário, não valeria a pena se incomodar ou se dispor ao incômodo.

    # Promotor Marcelo Squarça pediu que Vicini avalie a possibilidade de suspender por enquanto a demolição do Moroni.

    # Cláudio Franke veio à imprensa e apelou para que Vicini protele este debate para depois das eleições, alegando que a legislação eleitoral restringe a manifestação de candidatos na imprensa.

    # É que Osmar Terra assegurou R$ 4 milhões para a construção de um novo ginásio de esportes. Fez o anúncio durante aquela polvadeira girada em torno da venda do terreno do Parcão.

    # Vicini diz que os R$ 4 milhões prometidos por Terra (dinheiro viria do Ministério do Esporte), viraram apenas R$ 700 mil. Assim, teria que vender o terreno do Moroni...

    # Em plena campanha eleitoral, Terra sai deste debate. Franke acha injusto, assegurando que há um contraponto do parlamentar.

    # A Prefeitura anuncia um novo ginásio esportivo que custará R$ 6 milhões. É óbvio que uma eventual venda do terreno do Moroni, mais os R$ 700 mil de Brasília, serão insuficientes. De onde virão os outros milhões que estão faltando?

    # Se a decisão do Governo Vicini de construir um ginásio é tão relevante, quais são todas as etapas à sua execução?

    # Plantão ‘Cai Cai’ informa: até às 18h de ontem, ninguém havia caído na Prefeitura. Não vale cair no final de semana.

  • sábado, 23 de agosto de 2014 16:01

    Alcides Vicini disse que o terreno do ginasião será vendido. E pronto!

    # Segundo assegurou Alcides Vicini, o terreno do ginasião será vendido. E pronto!

    # Nasi, do Planejamento, explica que será um processo transparente: “todos poderão participar do leilão”. Ah, se é assim, então tudo bem. Pensei que do leilão fosse participar meia dúzia.

    # Quanto custa o terreno do ginasião, Nasi? “Talvez R$ 2,5 milhões”. Que pena! Estou fora do leilão. Meu dinheiro não alcança. Mas fica para outro leilão, quem sabe?

    # Mas o que disse Nasi é importante ressaltar, para acabar com as conversinhas de canto. “Todos podem participar do leilão de um terreno pré-orçado em R$ 2,5 milhões”. Todos (?).

    # Vereador Cláudio Schmidt diz que está sendo ameaçado. Vai pedir proteção policial.

    # Morreu Erani Guilherme Müller, conhecido pelos amigos mais chegados pela alcunha de “Frangão”. Um grande político. Saudades. Combateu a Ditadura Militar em plena ditadura, aqui em Santa Rosa.

    # A Fundação Municipal de Saúde tem um orçamento projetado de R$ 80 milhões para 2015. Levando em conta uma população de 70 mil habitantes, o gasto per capita será de R$ 1.142,85 no ano. Isso significa investir R$ 3,13 por dia na saúde de cada santa-rosense usuário do SUS.

    # Não sou contra o crescimento econômico de Santa Rosa. Mas, não sou mesmo! O que me faz pensar é porque alguns empresários locais, com pleno consentimento do Governo Municipal, apontam seus interesses por terrenos públicos.

    # O perímetro urbano de Santa Rosa está por ser superior a 60 km². O shopping tem que ser no terreno do Parcão? Outro empreendimento comercial tem que ser no terreno do ginasião?

    # Não é verdade que não existe área estratégica para investimentos comerciais na cidade. Toda a cidade é disponível. Basta comprar.

    # A Loja Exclusiva comprou terreno para investir. A rede Benoit comprou um filé mignon imobiliário na Avenida Rio Branco e está construindo. Móveis Di Bento comprou um terreno privado e construiu. Lojas Becker comprou área privada e construiu. Querem mais exemplos? Tem aos montes.

    # Quem vendeu as áreas citadas tinham as propriedades para fazer negócio. É o caso da Prefeitura?

    # Valdir Carpenedo, (quem diria?), vem à Rádio Noroeste às 8h30min desta sexta-feira, contrapor contestações de Cláudio Schmidt.

    # Valdemar Fonseca quer saber quantos e quais os imóveis a Prefeitura pretende vender. Pergunta como esta é mais comum em imobiliárias.