• sábado, 12 de julho de 2014 07:03

    Polícia cuida do caso dos documentos falsos dos CCs

    # O bicho está pegando feio no caso dos documentos falsos dos CCs. A Polícia Civil já ouviu o ex-assessor parlamentar de Miro Jesse.
    # Ele assumiu ter realmente feito uso do documento falso, mas negou ter sido o autor da falsificação.
    # Citou mais duas pessoas, uma que teria articulado e outra que falsificou. Pela lei, a citação de três pessoas já enquadra os três envolvidos em formação de quadrilha.
    # São dois inquéritos policiais. O outro inquérito envolve o ex-sub-prefeito da vila Sete de Setembro e corre na Delegacia de Polícia de Cruzeiro.
    # Vão começar as obras da Avenida Expedicionário Weber. Se antes era proibido sair de casa atrasado, agora muito mais.
    # Engenheiro Maurício Lenz diz que as intervenções ao longo de toda a avenida irão durar cerca de 30 dias. Uma grande oportunidade para nossos motoristas reciclar hábitos.
    # Nome de Miro Jesse consta no TRE como candidato à deputação estadual pelo PPS. Em contato telefônico, declarou não ter definido ainda se concorrerá.
    # Miro não esteve presente na convenção do PPS. Precisa assinar documentos em Porto Alegre, mas está em viagem para fora do Estado. Não se diz candidato por enquanto e admite que talvez nem venha a ser.
    # Tem que pagar para estacionar no centro a partir deste sábado. A ideia, sendo simpática ou antipática, visa justamente tornar o estacionamento rotativo. O centro lota de carros nos sábados, uns amanhecendo e ocupando a vaga até o meio dia.
    # Cláudio Schmidt, presidente da CPI dos Tubos, assinou convocações chamando depoentes para às 8h30min de sexta-feira passada. Porém, ele só chegou à Câmara depois das 9h. Pegou mal.
    # Câmara aprovou por maciça maioria projeto que enxuga a estrutura do primeiro escalão do Governo Vicini. São três secretários a menos, três salários a menos e assim sucessivamente. Palmas para Vicini.
    # Amauri Gioveli estava escondido no Governo Vicini, cuidando de questões relacionadas ao gabinete (sem expressão pública). Agora à frente da Secretaria de Desenvolvimento Social, age e fala na imprensa com a desenvoltura característica dos Gioveli.
    # O que é pior: os 7x1 pra Alemanha ou ver a Argentina sendo campeã no Maracanã. Que ano! Que Copa! Que merda!

     

  • sábado, 5 de julho de 2014 08:10

    Projeto que enxuga a estrutura administrativa

    # Vai ser dada a largada. Campanha eleitoral começa no próximo domingo.
    # Hoje é o último dia para os partidos solicitar registros de candidaturas. Podemos ter alguma surpresa na região? Acho que não.
    # Pleito à deputação estadual tem quatro candidatos que votam em Santa Rosa: Classmann (PTB), De Paula (PDT), Jeferson (PT) e Neusa (PMDB).
    # À deputação federal, Osmar Terra (PMDB) vota em Santa Rosa e Elvino Bohn Gass (PT) vota em Santo Cristo.
    # Vejam que são seis candidaturas visceralmente ligadas à cidade e à microrregião. É um bom número para dimensionar a intensidade das ações político-partidárias.
    # Câmara vota na segunda-feira projeto que enxuga a estrutura administrativa da Prefeitura. Vicini primeiro exerceu a reforma na prática, para medir a temperatura. Esperou a poeira baixar e agora garante que tem apoio de sua base parlamentar.
    # Fechar secretarias e não preencher alguns CCs da estrutura é fechar portas para cabos eleitorais e companheiros de campanha. Há desgaste, o que valoriza a ação de Vicini.
    # Em 60 dias, Hospital Vida & Saúde teve anunciado R$ 9 milhões. Pouco antes da Fenasoja, o Governo do Estado garantiu R$ 6 milhões para a construção do novo prédio. Nesta semana, o Ministério da Saúde garantiu R$ 3 milhões para equipar o prédio novo.
    # Anderson Mantei é quem lidera todo o processo, demonstrando habilidade diferenciada ao lidar com políticos de vários partidos.
    # Em dois anos, após entrar em funcionamento o novo prédio do Vida & Saúde, o número de servidores deverá ser superior a mil.
    # Em área física e equipamentos novos, estamos vendo o surgimento de um novo Vida & Saúde ao lado do atual Vida & Saúde. E com a ressalva de que o atual Vida & Saúde está reformado.
    # Se deram conta da dimensão dos números que gravitam em torno do Vida & Saúde? Do tamanho do hospital que está a caminho? Do salto dado nos últimos anos?
    # Santa Rosa se deu ao luxo nesta semana de socorrer desabrigados de enchente da região. É num momento como este que podemos compreender a importância social da Vila Auxiliadora II.
    # A chuva que caiu na semana passada fatalmente desabrigaria famílias ribeirinhas da cidade, todas transferidas para a nova Auxiliadora.

  • sexta-feira, 27 de junho de 2014 20:59

    Afinal, onde há fumaça...

    # Final de semana será marcado por convenções estaduais. Para Santa Rosa e a região, é provável que não haja nenhuma novidade. As pré-candidaturas postas devem ser confirmadas.
    # Estranho. De Paula foi a São Borja no sábado passado, participou da convenção estadual do PDT, mas o partido local não publicou nenhuma nota anunciando a homologação de seu nome.
    # O fato de o PMDB não ter um deputado estadual há 28 anos, é um dos aspectos de motivação utilizado em favor da candidatura de Neusa Kempfer dentro da sigla.
    # E não é que a Corsan tinha e tem razão. A Corsan não sabia que duas quadras da rua Borges Fortes seriam asfaltadas. Muito menos no domingo passado.
    # A rede estourou na segunda-feira, certamente não resistindo o rolo pesado que trepida a base. E as outras vias que receberão o mesmo rolo?
    # Prefeitura e Corsan conseguiram não conversar sobre a obra da Borges Fortes. Simplesmente não teve conversa alguma. Estourou a rede, danificou o asfalto. Mas não tem problema, a gente paga.
    # Stok Center inaugurado ontem em Santa Rosa, um investimento de R$ 15 milhões que amplia as opções de compras para a região.
    # Projeto Tape Porã continua andando. E atenção, muita atenção: Governo Municipal desistiu de construir no prolongamento do Parcão um terminal de ônibus.
    # Já dá quase um livro o olho grande àquela área do Parcão. Primeiro, um shopping, depois um prédio para sediar a Receita Federal (vê se pode isso!) e mais recentemente um terminal de ônibus. Qual será a próxima brilhante sugestão?
    # Que chuvarada. Além de não secar as roupas, dar prejuízo ao trigo e encher o saco com tanta umidade, a chuva também serve para mostrar o excessivo número de buracos nos asfaltos velhos.
    # E a Corsan, com suas redes do tempo da Cibalena e do Veramon, consegue criar buracos novos para nos incomodar no futuro, logo ali à frente.
    # Vicini segura no peito sua reforma administrativa, que enxuga os CCs. Se fosse à Câmara, seria uma proposta rejeitada por sua própria base.
    # Já virou caso de Polícia os dois históricos escolares forjados por dois ex-detentores de cargos de confiança, um na Câmara e outro na Prefeitura. E não estamos mais diante de um bate boca político. A investigação policial foi solicitada pelo Ministério Público.
    # E tem mais um caso sendo investigado, que ainda não chegou ao MP. É que a sindicância da Prefeitura não andou.
    # Com sintomas e cheiros fortes de prática de falsidade ideológica, sentimos que os casos vão feder. Haverá gente muito arrependida pelo ocorrido.
    # Os três ex-CCs foram demitidos (como se restasse alguma outra coisa a ser feita). Um deles era assessor de Miro Jesse na Câmara. Miro, na época, disse que foi o último a saber da falsificação.
    # Secretaria de Administração determinou um pente fino em todos os documentos comprobatórios de conclusão de ensino Fundamental ou Médio apresentados por servidores na Prefeitura.
    # Afinal, onde há fumaça...
    # Colégio Liminha inaugura hoje um ginásio esportivo de R$ 4 milhões, com medidas oficiais. Chegamos ao futuro, graças ao Liminha.
    # E isso que o Liminha não vendeu nenhum terreno para construir o ginásio.

  • segunda-feira, 23 de junho de 2014 08:30

    É uma CPI silenciosa

    # Feriado religioso cria feriadão político. Eles viajam para se revigorar, para se afastar das lidas cotidianas. E estão certos. Como dizia Florisvaldo Schmorantz, de saudosa memória: “o grande perigo é quando você se entedia fazendo aquilo que gosta”.
    # Semana que vem é imprescindível que a CPI dos Tubos diga qualquer coisa. Qualquer coisa menos o silêncio. A gritaria foi muito grande para o resultado que está dando a investigação.
    # É uma CPI silenciosa. Tomara que não haja indícios de que o assunto deva ser levado em água morna, quase esfriando.
    # Alcides Vicini abraçou o Tape Porã e começa a fazer história dentro da história. Anunciou R$ 200 mil e deu a Carlos Alberto Nasi a missão de encaminhar o assunto.
    # Nasi alimenta a esperança de buscar mais R$ 200 mil junto ao Ministério da Saúde. Seriam R$ 400 mil em 2014 destinados ao “Caminho Bonito”.
    # Mais importante do que os 400 é a vontade política deste governo de abraçar o Tape Porã. Agora vai.
    # Vicini exerce seu quarto mandato de prefeito. O fato em si, se constituirá na mais forte lembrança que gerações futuras guardarão dele.
    # Mas e as obras? Quais são as grandes obras dos três governos e meio exercidos até agora por Alcides Vicini?
    # Vicini foi reeleito quatro vezes por fazer governos linearmente eficientes. Mas em 14 anos como prefeito, não há uma grande obra que salte aos olhos.
    # Fez grandes articulações, como a vinda da RBS para Santa Rosa e a consolidação da Unijuí como Universidade Regional. Comprou a área do IF, levou a Prefeitura para Cruzeiro e adquiriu o prédio. Modernizou a máquina através do PNFM, comprou a área que hoje sedia o SEST SENAT.
    # Todas, entre outras da mesma relevância, são obras importantes. Porém, não se calcificam na memória popular.
    # Vicini tem dois projetos que podem consagrá-lo por resolver problemas de hoje e do futuro do futuro: o Tape Porã e o prolongamento da Avenida América.
    # As duas obras dispensam justificativas. O Tape Porã será no futuro um dos maiores orgulhos de Santa Rosa. Quem viver verá.
    # Se as obras que marcaram os governos de Vicini fossem consideradas um time de futebol, o Tape Porã e a Avenida América prolongada seriam os craques. De craque ninguém esquece.
    # Na iminência de uma consagração popular, o Governo Vicini, ao invés de saborear dois projetos amplamente simpáticos, atravessa uma discussão sobre um terminal de ônibus justamente na cabeceira da sonhada Floresta Urbana.
    # É como se o Governo tenha dificuldade de ser feliz, ou não quer ser feliz.
    # Respeito todas as opiniões sobre o terminal, inclusive as que defendem o projeto na cabeceira do Tape Porã. Mas preciso valorizar a opinião de quem utiliza o transporte coletivo.
    # E nessa faixa, a defesa da maciça maioria é de um terminal de ônibus no centro da cidade, nas imediações da Praça da Bandeira.
    # O terminal na área do Parcão é um cobertor curto. Num dia de chuva ou de frio, o trabalhador estará protegido no terminal. Mas para chegar ao local onde alguns gênios o defendem, terá que caminhar mais 400 metros. Qual é a lógica??????.