• quarta-feira, 16 de abril de 2014 21:45

    PP faz na Câmara com o PT é o mesmo que o PT faz no plano nacional

    # O que o PP faz na Câmara com o PT é o mesmo que o PT faz no plano nacional com a oposição diante de uma denúncia: tira o foco do problema debatendo outras denúncias.
    # Empresário que instalou o Residencial Altamira enviou nota à imprensa contando o que ocorreu numa reunião realizada no gabinete do prefeito Alcides Vicini. Assegura que ficou acertado naquela ocasião que a empresa loteadora compraria R$ 25 mil em materiais para que a Prefeitura fabricasse os tubos da rede pluvial.
    # Os R$ 25 mil se destinavam à compra de cimento, brita e areia. E não é que levaram também tijolos?
    # Na nota fica claro que os R$ 25 mil não foram todos utilizados na fabricação de tubos, porque diante da morosidade da Secretaria de Obras em fazer os tubos, a empresa foi ao mercado comprar parte da tubulação. Sobraram cerca de R$ 9 mil.
    # E onde foram parar os R$ 9 mil?
    # Vicini afirma que abriu, sim, uma sindicância. Desconhecia completamente a medida até o momento da queixa. E garanto que sou bem informado.
    # Prefeito Vicini dá claros sinais de que irá mesmo fechar secretarias, justificando que precisa enxugar despesas. Neste embalo, nota-se que correm riscos secretários que fazem bico na Prefeitura.
    # Bico, sim. Têm outras atividades na iniciativa privada e ocupam cargos de secretário. E alguns deles longe de ser uma Brastemp.
    # Vicini é um homem que fez muitos amigos ao longo dos seus quase 70 anos. Sugiro que os velhos amigos meçam o grau de comprometimento de alguns secretários.
    # E procurem saber também o que alguns CCs andam fazendo em plena vigência da Lei de Responsabilidade Fiscal. Um caso típico de descontrole e falta de noção do curso legal do dinheiro público é este episódio dos tubos.
    # Orlando era muito criticado pela oposição (PP) por aquilo que eles chamavam de má assessoria. E o que sobra pro Vicini neste quarto governo?
    # Os tempos são outros. Estamos em 2014 e tudo avançou, desde os instrumentos de fiscalização. A Lei de Responsabilidade Fiscal inibiu em muito as ações clientelistas que no passado se constituíam em práticas absolutamente normais e naturais numa Prefeitura como a nossa.
    # Vicini lidera um governo cansado, despretensioso, desfocado do novo, com um secretariado que em grande parte não tem mais nada para provar. Falta sangue novo neste time, gente que faça do cargo de secretário uma grande oportunidade de provar seu valor à sociedade. E que o cargo seja um emprego único.

  • sexta-feira, 11 de abril de 2014 08:01

    Polo Moveleiro fica, graças ao recuo de Vicini

    # Quando Cláudio Schmidt denunciou Timirinho com fotos provando que ele transportou máquinas e tubos da Prefeitura dirigindo caminhões da Secretaria de Obras, imediatamente o gabinete deveria ter instaurado uma sindicância. Não fez.
    # Não fez, mas reavaliou. Vicini determinou a completa suspensão de trabalho de máquinas para particulares num prazo de 60 dias. A suspensão ocorre em consonância com a CPI instalada na Câmara. Antes tarde do que nunca, mas o governo ainda prefere não se investigar internamente.
    # Denúncias de Schmidt foram protocoladas no Ministério Público, onde o furo é muito mais em baixo. Deixo de duvidar da disposição de Schmidt de ir até o fim.
    # Polo Moveleiro fica, graças ao recuo de Vicini diante de posições contrárias da Indumóveis e da Acisap. Tudo aconteceu na imprensa. Ou seja, o debate com o setor interessado não ocorreu.
    # Vicini segue firme na sua decisão de cortar CCs de primeiro e segundo escalões. Como o governo vai continuar funcionando e, até quem sabe, funcionando bem melhor, significa que muitos dos atuais não farão falta.
    # Movimento cultural se antecipa em mobilização contrária à especulada incorporação da Secretaria da Cultura pela Secretaria de Esportes e Lazer.
    # Artistas projetam a criação da Fundação Municipal de Cultura, nos moldes da Fundação de Saúde.
    # Denir Frosi acumula a secretaria de Obras, que continua sem titular. Miro Jeske é o preferido de Vicini para substituir José Aurélio.
    # Cartório de Cruzeiro teve parecer favorável da comissão competente da Assembleia Legislativa. Sobre este assunto, Walter Lorentz diz o seguinte: “Sou casado com uma tabeliã e inclusive está em andamento um concurso para tabeliães e registradores. Deverá demorar no mínimo mais quatro meses para definir este concurso. Este tabelionato de Cruzeiro não foi ainda criado, portanto não está neste concurso. Outra coisa, o último concurso aconteceu em 2004, portanto amigos, faz dez anos. Baseado nisto, o próximo concurso vai levar no mínimo 7 anos para acontecer. Não vamos iludir o povo de Cruzeiro. Esqueçam, este tabelionato de Cruzeiro não vai funcionar antes de 8 anos. O tempo dirá se estou certo ou errado. Os políticos não conhecem os trâmites no TJ”.

  • quinta-feira, 3 de abril de 2014 20:48

    Vicini vai cortar fundo na carne

    # CPI aprovada em plenário para investigar as denúncias terá um destino de dois possíveis: morre ou vive. Há articulações visíveis em direção às duas perspectivas.
    # Cláudio Schmidt já foi fotografado conversando com Carlos Alberto Nasi no Planejamento da Prefeitura. É o PT quem busca atualmente as provas que justificarão ou não a instalação da CPI.
    # Duvido que a CPI seja instalada. E também duvido que Schmidt mantenha a mesma veemência diante das denúncias.
    # José Aurélio não pediu pra sair. Vicini pediu que ele pedisse pra sair. É uma encenação comum em política.
    # Vicini garante que José Aurélio não caiu por causa das denúncias de Cláudio Schmidt. Talvez. Mas as denúncias envolvendo Timirinho e tubos devem no mínimo terem dado um empurrão na decisão de troca na pasta.
    # Vicini diz que não receia a CPI que está a caminho na Câmara.
    # Osmar Terra e Cláudio Franke discutiram feio na semana passada. Especula-se, inclusive, que Franke poderia estar deixando a coordenação do gabinete de Terra na cidade.
    # Projeto que transforma o Polo Moveleiro em Polo Multissetorial deve ser votado na próxima segunda-feira. O argumento de Vicini é que o dinheiro público seria desperdiçado com a falta de indústrias moveleiras interessadas.
    # Onde está o desperdício? Um polo só é criado com incentivos, neste caso o de a Prefeitura ter viabilizado a área e a infraestrutura. Terminar com a proposta de um Polo Moveleiro é uma saída desprovida de qualquer genialidade. É puro imediatismo.
    # Vicini vai cortar fundo na carne. Hoje pelo menos mais três secretários estão próximos da banha quente: Denir Frosi, Ademar Borges Figueiredo e Anderson Farias. Podem ser fritados qualquer hora.
    # Reviravolta na Câmara de tontear a cabeça. Miguel Oliveira foi mandado sair da Assessoria de Comunicação. Ele é do PMDB. Claudiomiro Sorriso é o substituto. Também é do PMDB. O cargo é do PP.

  • quinta-feira, 27 de março de 2014 23:11

    Fatos da semana

    = Eita segunda-feira agitada na política.
    = O Timirinho veio à Rádio Noroeste para se explicar sobre denúncias apontadas pelo Cláudio Schmidt. Deu mais argumentos para o adversário usar contra ele.
    = Não deu outra! O Schmidt, que anda escaldado, deu a tréplica na sessão da Câmara. Alinhou passo com cinco parlamentares e conseguiu assinaturas para uma CPI.
    = Pode não dar em nada, mas o Timirinho e o Governo vão comprar algumas Aspirinas nos próximos dias.
    = A sigla CPI é quase sempre Coisa Para Irritar... tipo coça-coça.
    = PMDB em alta.
    = Ala feminina do PMDB pretende reunir centenas de lideranças amanhã em Santa Rosa, em evento estadual.
    = Esse “Diálogos” do PMDB tem vários objetivos. O principal deles, ninguém duvide, é colocar Neusa Kempfer em evidência como pré-candidata.
    = Neusa candidatíssima, embalada e adiantada.
    = A entrevista do Nasi foi um cabedal de elogios ao chefe... ele fez, ele está fazendo, ele pediu, ele sugeriu... então tá!
    = A gente entende, mas tem horas que certos assuntos dão um nó no “célebro”. Em Tuparendi, sem entrar o mérito da questão, justiça eleitoral inocenta porque as provas foram conseguidas de forma irregular. Traduzindo: existe a prova, mas a pessoa não pediu permissão para fazer uso.
    = Dar ou não “dar bola ao que rola” na net é escolha pessoal, mas sempre é, digamos, oportuno, pelo menos passar o olho.
    = O “Face” é sempre interessante para avaliarmos a repercussão de alguns assuntos, como as sacolas do Dani, os shows da Fenasoja e a Sucuri do Winkler.
    = Ah, sim, tem também o originalíssimo movimento que conta os acidentes e registra a bela paisagem da ERS 344. Isso fala por si só...
    = Ah, tem também a cobra que fez muitos passarem vergonha!
    =“Se ele achou que viria com metralhadora, ele se enganou, pois veio com revólver do Paraguai e acabou dando um tiro no pé”.
    = Se foi tiro no pé ou não, quem responderá será a CPI que será instaurada no legislativo.