• quinta-feira, 1 de agosto de 2013 23:10

    Vicini descartou nesta semana reduzir o número de CCs

    # Câmara retoma semestre na segunda-feira com pé direito, homenageando Paulo Madeira, uma das figuras mais simpáticas de Santa Rosa. Aos 74 anos, receberá às 18h30min o título de Cidadão Santa-rosense. Grande Madeira !

    # A logística, que quase criou trauma por aqui naquela disputa que a Nestlé transformou em uma decisão política, optando por instalar sua fábrica em Palmeira das Missões, mostra Santa Rosa com IDH aceitável. Estamos em 31º no RS.

    # O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH) mostra que crescemos na educação, saúde e renda. E com a logística (?) contra nós.

    # A expectativa de vida dos santa-rosenses é de 77,3 anos. Nossa! Haja Viagra.

    # Quando assumiu, em 2009, Orlando aumentou a estrutura administrativa criando novas secretarias. O número de CCs cresceu no Estado nos últimos sete anos em mais de três mil.

    # Vicini descartou nesta semana reduzir o número de CCs.

    # Governador disse que as estradas da região ainda não saíram do papel por culpa das construtoras.

    # Semana que vem tem consulta popular.

    # Começou ontem um torneio que reúne os 64 melhores jogadores de bocha de Santa Rosa. É na cancha do caprichoso Anativo Soares, em Cruzeiro. É de no mínimo se dar uma espiada.

    # Santa Rosa comemora em agosto 82 anos, 20 a menos do que o velho guerreiro Pedro José Ribeiro, morador de Cerro Alto, de 102 anos.

    # Alguém viu ou ouviu o Osmar Terra por aí?

    # Tempos que não voltam mais: Terra e Vicini debatendo no rádio. Chegaram aos 60 e perderam o tesão (de brigar).

    # Numa via sacra por patrocínios em Porto alegre, Vicini e Vânio Heimerdinger foram apoiados pelos deputados Jeferson Fernandes e Ernani Polo. Voltaram com R$ 35 mil.

    # Vicini vai propor em breve um grande debate para que os eventos de Santa Rosa não se canibalizem. Reunirá Fenasoja, Musicanto, Hortigranjeiros, ExpoCruzeiro e Oktoberfest para avaliar um calendário que dê fôlego aos patrocinadores e voluntários. Já é uma questão urgente.

    # Longe de ser uma unanimidade em Santa Rosa entre os taxistas, taxímetro entra em vigor no dia 28. Vamos, pelo menos, experimentar.

    # Vocês se lembram daquela ação que o PP e o PMDB ingressaram contra Orlando Desconsi no Ministério Público, contra a utilização de R$ 4 milhões liberados pela Corsan em obras de asfalto? Era para ter sido julgada em Porto Alegre nesta semana, mas a defesa pediu prorrogação do prazo.

    # Falando em Corsan, se todos os santos ajudarem, teremos finalmente a audiência pública com a alta direção da empresa na quinta-feira da semana que vem, dia 8, às 18h, na Câmara.

  • quinta-feira, 25 de julho de 2013 21:09

    Semana fria. De recesso.

    # Semana fria. De recesso.

    # Fria, mesmo. Foi de entupir torneiras com água congelada.

    # Declarações de Moacir Maronez merecem uma reflexão. A imagem de um chão de fábrica do passado, sujo e perigoso, nada a tem a ver com a realidade de hoje.

    # De um assessor do Governo Vicini: "ainda somos o merengue. O recheio continua sendo do governo do Orlando".

    # Castração de cachorros, casa de passagem para animais doentes e criação de um cadastro para identificar os donos dos cães, são assuntos para começar a semana que vem. Os temas serão debatidos numa audiência pública de segunda-feira, às 18h 30min, no auditório da antiga USES. Antiga ou extinta USES?

    # Paulo Madeira sonhava ser músico. Renunciou à vereança na década de 1960, amedrontado por um tio que era do DOPS. A história do Negrão Madeira, que esbanja simpatia apesar das dores nas costas, será contada no dia 5 de agosto, na sessão solene da Câmara, que vai lhe conferir o título de Cidadão Santa-rosense. Ele nasceu em Cruz Alta.

    # Tarso Genro visita Giruá nesta sexta-feira. Deve receber comitiva de empresários que, f i n a l m e n t e, serão ouvidos a respeito das estradas.

    # Tarso virá de carro até Giruá? Se vir de carro, poupa os empresários da região de arrazoar o pleito por estradas.

    # Fundo Municipal de Cultura ainda não liberou um centavo para projetos em 2013.

    # Entre nós o PEN - Partido Ecológico Nacional. Tem comissão provisória em Santa Rosa, que já foi recebida pelo prefeito Vicini (?).

    # Paulinho critica faixas de segurança ao longo da Avenida Expedicionário Weber. Faixas do quê?

    # Na minha humilde opinião, o melhor vereador de oposição do primeiro semestre foi Valdemar Fonseca, do PMDB. Já o título de melhor vereador da situação está difícil de ser apontado, porque todos os demais se comportaram bem na missão de não contestar Vicini.

    # De cada 100 atendimentos no Pronto Socorro do Vida & Saúde, apenas 15 eram de urgência ou emergência. A maioria poderia ter sido tratada nos postos de saúde. É uma questão de desconhecimento, cultura ou credibilidade?

    # Reajam Artistas da Terra! Que lerdeza é essa? O prazo para inscrições à Mostra termina hoje.

    # Será que Tarso Genro ouvirá, mesmo, os empresários em Giruá?

    # Distrito Industrial Moveleiro continua na classificação de ‘quase pronto’.

  • quinta-feira, 18 de julho de 2013 21:17

    Líderes do PP continuam afirmando que o partido não terá candidato local para deputado estadual

    # Câmara de Santa Rosa acorda e reduz valor da diária. Caiu para R$ 210,00. Antes era R$ 370,00. Uma diferença pró-comunidade de R$ 161,00.

    # Redução foi no ‘bafo de nuca’. Aqui, as ruas também produziram efeitos.

    # Por mais de duas décadas em Santa Rosa, nossos vereadores conseguiram transformar o valor de uma diária em algo repulsivo. A redução é histórica. A pressão também.

    # Antônio de Paula deixa claro que lhe apetece concorrer à deputação estadual no ano que vem. Condiciona eventual candidatura à unidade do partido na região. Em 1998, por exemplo, o PDT conseguiu lançar De Paula e Pedro Fischer. Os dois nem viram a praia.

    # Líderes do PP continuam afirmando que o partido não terá candidato local para deputado estadual. O único com chance é Vicini (que tem outros planos).

    # Vicini para sair de Santa Rosa, só se for pelas mãos de Ana Amélia Lemos.

    # Uma diária a R$ 210,00 ainda faz, sem muito esforço, sobrar alguns trocados para complementar renda.

    # Câmara está em recesso de inverno. Serão duas semanas sem gastos com diárias. Um alívio à tesouraria.

    # Carlos Nasi veio à imprensa e anunciou vários projetos e pré-projetos. Colegas do secretariado chiaram. O trato é cada um anunciar seus próprios projetos.

    # Líderes empresariais voltam a exigir audiência com o governador. Se reúnem amanhã com quatro deputados, três deles situacionistas, para informar disposição. Se for necessário, irão pro pau.

    # Aliás, desde o protesto do dia 24 de abril, que parou o Trevo do Porco, o Piratini não fez nenhum contato oficial com o movimento empresarial da Grande Santa Rosa. Nem para nos mandar para aquele lugar, encontraram tempo.

    # De Paula anunciou nesta semana R$ 750 mil liberados pelo Estado à UPA. Os mesmos R$ 750 mil já haviam sido anunciados pelo secretário Ciro Simoni e por Vicini e Benvegnú. Resumindo, tratam-se dos mesmos R$ 750 mil e não R$ 2,250 milhões como pode soar nos três anúncios.

    # Vocês se lembram do prolongamento da Avenida Bráulio de Oliveira? Ainda não está pronto.

    # Do jeito que vai, Deolmira Girardi duvida que teremos suplentes para o Conselho Tutelar. Ninguém quer a suplência, mesmo que praticamente todos os suplentes sejam titulares atualmente.

    # Uma pequena notícia enviada pela Assessoria de Imprensa da Prefeitura chamou a atenção. Ela informa que a pista de bicicross foi reformada. A pista fica no mesmo terreno que o Governo Municipal se mostrou disposto a vender, ao lado do Parcão. Aliás, o terreno continua à venda?

    # O Feirão do Trabalho foi uma ótima ideia da Prefeitura e dos empresários. Temos 700 vagas de empregos abertas em Santa Rosa. O capital humano se hoje fosse financiado pelos bancos, formaria fila de empresários locais e do país inteiro.

  • quinta-feira, 11 de julho de 2013 20:17

    Estatísticas da Câmara com os maiores gastadores de diárias

    # Um paradigma está por ser quebrado na Câmara. Diárias podem cair pela metade, de R$ 371,00 para R$ 180,00. Seria a consagração da decência.

    # Nem um e nem dois vereadores, muitos deles declaram abertamente que as diárias servem para complementar salário. Salário de vereador.

    # Isso torna imoral, nojento, repulsivo e inaceitável o instituto da diária na Câmara de Vereadores de Santa Rosa, no patamar de R$ 371,00.

    # O mais interessante é que finalmente surge o contraditório na Câmara de Santa Rosa, reduzindo as chances de ‘acordinhos’. Temos um grupo claramente a favor da redução das diárias e outro contra. E estão partindo para o confronto de ideias, devolvendo à casa legislativa a essência do debate público. É um novo momento.

    # O que era para ser um Dia Nacional de Luta dos trabalhadores de Santa Rosa, virou numa confraria de líderes sindicais.

    # Num país que decidiu passar tudo a limpo, os sindicatos de trabalhadores e seu sistema imexível na linha de comando também passa a ser questionado.

    # O resultado está na adesão. Boa parte de quem não trabalhou ontem em Santa Rosa, ficou em casa.

    # Só a metade dos trabalhadores do Frigorífico Alibem, com seus familiares, lotaria a Praça da Bandeira. E o Alibem não funcionou. Onde os trabalhadores protestaram?

    # Os sindicatos ontem não levaram multidão à praça. Não passou despercebida a benevolência dos discursos para com o Governo Federal. Se os culpados não estão em Brasília, estão aonde?

    # Se vivemos dias de protestos, está mais do que na hora de os empresários protestarem de novo contra a falta de estradas. Sugiro o encascalhamento do trecho entre Santa Rosa e Santo Ângelo. O trecho está se esfarelando.

    # Jeferson Fernandes e Bohn Gass fizeram que nem gelatina: se mexeram, se mexeram, mas não saíram do lugar.

    # Hospital Dom Bosco está por zerar suas dívidas fiscais. É um salto decenal.

    # Estatísticas da Câmara, com os maiores gastadores de diárias:

    Em 2009: Cláudio Schmidt (9,2 mil), Osório Antunes, Denir Frosi e Valdecir Hemsing, todos com 30 diárias (R$ 6,9 mil).

    Em 2010: Cláudio Schmidt (R$ 10,2 mil), Denir Frosi (R$ 10,8 mil), Douglas Calixto (R$ 10 mil) e Marino Martins (R$ 9,6 mil).

    Em 2011: Valdecir Hemsing (R$ 13,4 mil), Cláudio Schmidt (R$ 12,5 mil), Osório Antunes (R$ 12,2 mil) e Marino Martins (R$ 12 mil).

    Em 2012: Douglas Calixto (R$ 12,5 mil), Marino Martins (R$ 11,8 mil), Valdecir Hemsing (R$ 11,5 mil) e Cláudio Schmidt (R$ 9,6 mil).

    # Em quatro anos, Cláudio Schmidt gastou R$ 41,3 mil só em diárias. Falta acrescentar neste subtotal os gastos com as passagens.

    # Transformando só o que Schmidt gastou em diárias nos últimos quatro anos, em passagens de ônibus do Expresso Toda Hora (ao preço de roleta: R$ 2,15), corresponde a 19,2 mil passagens.