• quinta-feira, 11 de julho de 2013 20:17

    Estatísticas da Câmara com os maiores gastadores de diárias

    # Um paradigma está por ser quebrado na Câmara. Diárias podem cair pela metade, de R$ 371,00 para R$ 180,00. Seria a consagração da decência.

    # Nem um e nem dois vereadores, muitos deles declaram abertamente que as diárias servem para complementar salário. Salário de vereador.

    # Isso torna imoral, nojento, repulsivo e inaceitável o instituto da diária na Câmara de Vereadores de Santa Rosa, no patamar de R$ 371,00.

    # O mais interessante é que finalmente surge o contraditório na Câmara de Santa Rosa, reduzindo as chances de ‘acordinhos’. Temos um grupo claramente a favor da redução das diárias e outro contra. E estão partindo para o confronto de ideias, devolvendo à casa legislativa a essência do debate público. É um novo momento.

    # O que era para ser um Dia Nacional de Luta dos trabalhadores de Santa Rosa, virou numa confraria de líderes sindicais.

    # Num país que decidiu passar tudo a limpo, os sindicatos de trabalhadores e seu sistema imexível na linha de comando também passa a ser questionado.

    # O resultado está na adesão. Boa parte de quem não trabalhou ontem em Santa Rosa, ficou em casa.

    # Só a metade dos trabalhadores do Frigorífico Alibem, com seus familiares, lotaria a Praça da Bandeira. E o Alibem não funcionou. Onde os trabalhadores protestaram?

    # Os sindicatos ontem não levaram multidão à praça. Não passou despercebida a benevolência dos discursos para com o Governo Federal. Se os culpados não estão em Brasília, estão aonde?

    # Se vivemos dias de protestos, está mais do que na hora de os empresários protestarem de novo contra a falta de estradas. Sugiro o encascalhamento do trecho entre Santa Rosa e Santo Ângelo. O trecho está se esfarelando.

    # Jeferson Fernandes e Bohn Gass fizeram que nem gelatina: se mexeram, se mexeram, mas não saíram do lugar.

    # Hospital Dom Bosco está por zerar suas dívidas fiscais. É um salto decenal.

    # Estatísticas da Câmara, com os maiores gastadores de diárias:

    Em 2009: Cláudio Schmidt (9,2 mil), Osório Antunes, Denir Frosi e Valdecir Hemsing, todos com 30 diárias (R$ 6,9 mil).

    Em 2010: Cláudio Schmidt (R$ 10,2 mil), Denir Frosi (R$ 10,8 mil), Douglas Calixto (R$ 10 mil) e Marino Martins (R$ 9,6 mil).

    Em 2011: Valdecir Hemsing (R$ 13,4 mil), Cláudio Schmidt (R$ 12,5 mil), Osório Antunes (R$ 12,2 mil) e Marino Martins (R$ 12 mil).

    Em 2012: Douglas Calixto (R$ 12,5 mil), Marino Martins (R$ 11,8 mil), Valdecir Hemsing (R$ 11,5 mil) e Cláudio Schmidt (R$ 9,6 mil).

    # Em quatro anos, Cláudio Schmidt gastou R$ 41,3 mil só em diárias. Falta acrescentar neste subtotal os gastos com as passagens.

    # Transformando só o que Schmidt gastou em diárias nos últimos quatro anos, em passagens de ônibus do Expresso Toda Hora (ao preço de roleta: R$ 2,15), corresponde a 19,2 mil passagens.

  • quinta-feira, 4 de julho de 2013 19:31

    Cláudio Schmidt e Osório Antunes abusaram da paciência de quem tem cérebro

    # Cláudio Schmidt e Osório Antunes abusaram da paciência de quem tem cérebro, na sessão de segunda-feira. Até uma ameba reagiria diante de argumentos tão idiotas utilizados para justificar o desenfreado uso de diárias.

    # Os dois vereadores chegaram a sugerir que os que gastam diárias dão resultado para o município. Foi uma acusação do tipo "quem não gasta diária não faz nada". Silêncio no plenário.

    # Nenhum dos seis vereadores que não gastaram nenhuma diária no primeiro semestre reagiu à provocação. Aliás, estranho silêncio. É que o corpo de pares não briga.

    # Mais gente deve fazer o que fez Rubi Artus nesta semana, ao questionar os valores gastos com diárias. Vereador não briga com vereador por causa de diárias.

    # Vicini avaliou seus seis primeiros meses de governo. Se queixou muito da falta de dinheiro.

    # A oposição não deu um pio na Câmara, na sessão de segunda-feira, sobre o primeiro semestre do Governo Vicini.

    # Aliás, a oposição a Vicini na Câmara é uma graça.

    # Justiça aos nomes de Miro Jesse e Lires Zimmermann Führ. Eles também não gastaram um centavo em diárias no primeiro semestre deste ano.

    # Lires e Miro, na ótica de Schmidt e Osório, não teriam dado resultado à comunidade?

    # Esta farra das diárias um dia vai acabar. Só depende da nossa maturidade política.

    # Tuparendi sediou dois protestos nesta semana.

    # Somos bilionários, se projetarmos o que a Prefeitura arrecadará nos próximos quatro anos. Isso mexe com a autoestima de quem aposta na cidade.

    # Santa Rosa registrou 2,4 acidentes por dia no primeiro semestre de 2013.

    # Se um vereador ganha R$ 370,00 por uma diária e fica dois dias em Porto Alegre, de quanto é sua despesa?

    # A do vereador eu não sei, mas a do Janir Lino, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos eu sei. Ele diz que de R$ 120,00 sobra troco.

    # Um vereador, ganhando duas diárias de R$ 370,00 e ficando dois dias em Porto Alegre comendo e dormindo onde o Janir vai, faria sobrar só nos dois dias R$ 500,00 limpo. Que te parece?

    # Osório, Schmidt e Marino, ouçam. Sobre as diárias, não é uma implicância da imprensa. Parem de falar mal do Jornal Noroeste nas sessões da Câmara, porque assim vocês nos consagram. São as ruas que estão reagindo os desmandos dos políticos. O gasto de diárias que vocês promovem é algo que beira à estupidez.

  • quinta-feira, 27 de junho de 2013 21:03

    Câmara de Vereadores de Santa Rosa deve reduzir para 30 o teto de diárias

    # Cotrirosa completa hoje 45 anos. Esta cooperativa nasceu em meio a tiroteio. Acreditem. Foi meio que na bala o desmembramento com Santo Ângelo.

    # Mutuca tira boi do mato, sim. E como tira!

    # Câmara de Vereadores de Santa Rosa deve reduzir para 30 o teto de diárias para cada vereador por ano. Valeu, Paulinho.

    # Vicini pediu urgência para o projeto do passe-livre. Câmara acatou.

    # E sobre diárias, uma sugestão: liguem, mandem e-mail, torpedo ou parem na rua para cumprimentar seis vereadores: Sônia Conti, Karina Kucharski, Nelci Dani,Valdemar Fonseca, Lires e Miro. Não gastaram um pila em diária neste ano.

    # Como se explica quatro vereadores não gastar um centavo com diárias e outros três gastar quase a metade de tudo o que a Câmara desembolsou em 2013???

    # Juntos, Cláudio Schmidt, Osório Antunes dos Santos e Marino Martins gastaram mais de R$ 15 mil em diárias. Tem uma explicação que convença?

    # O trio Schmidt-Osório-Marino gastou em média, neste primeiro semestre, R$ 2,5 mil. Sofrem de ansiedade?

    # Para estes três, as ruas estão protestando contra o quê?

    # Vale-livro foi uma ótima ideia. Uma ideia brilhante. Visitar uma Feira do Livro e não poder levar uma obra para casa, é uma violência contra a criança.

    # E Cruzeiro continua crescendo: tem a Prefeitura, o Toda Hora, a sede da Cotrirosa, um bailão, o Ouro Verde, o Posto do Nenê, Banrisul, Sicredi... E agora terá uma agência do Correio.

    # Abdul Nasser sugere: "que o Mercadão Público seja explorado em outros dias e horários por outros grupos".

    # O Careca, do Toda Hora, hoje é muito mais conhecido como o marido da Ingrid Vione. Ela venceu, de novo, tudo o que disputou nos Jogos do Sesc, em Erechim, nas provas de natação.

    # Portal Transparência da Câmara voltou a ter transparência. Atualizou as diárias gastas por vereadores e servidores. Deve ter sido um esforço fantástico, algo beirando o sobrenatural.

    # Tuparendi vai protestar contra falta de segurança no trevo principal. É na próxima quarta-feira, dia 3. Vamos?

    # Matei a saudade de Namir Strejevitch. Está em Natal, onde o verão é a única estação do ano. Professora de Educação Física dos bons tempos das Olimpíadas da USES.

  • quinta-feira, 20 de junho de 2013 22:32

    Santa Rosa protestou através de 1,6 mil manifestantes

    # Santa Rosa protestou através de 1,6 mil manifestantes. Uma emoção que dificilmente será substituída na minha memória jornalística. Foi algo quase indescritível pela beleza do ato individual de cada protestante.

    # Vi a chuva caindo, a temperatura baixando, mas a energia na praça subindo de segundo a segundo.

    # Vi políticos vaiados.

    # Vi os jovens se dando conta do poder que possuem.

    # Não vi a Brigada agindo contra vândalos, porque eles estavam ausentes.

    # Vi idosos muito vivos de espírito, vivendo o momento ímpar que as ditaduras lhes negaram.

    # Vi olhos brilhando, cheios de vida, lutando por uma vida melhor.

    # Vi Santa Rosa apresentando seus grandes líderes do futuro, forjados no movimento estudantil.

    # Permitam-me: vi duas filhas de 17 anos protestando nas ruas, apoiadas pela mãe. Tudo ao natural, sem estímulo e nem reprimenda.

    # Tem novo protesto marcado para o dia 26 de julho, quarta-feira da próxima semana. Se não chover, as cenas poderão ser reproduzidas e vividas por quem se intimidou com a chuva.

    # Proposta de mais 25% de redução das passagens para estudantes veio pela força do roldão do protesto local. O próprio Governo Municipal admite.

    # Com pressão, o mesmo projeto pode chegar aos 100%. Depende da intensidade do bafo na nuca.

    # Se a Câmara tiver boa vontade, vota e aprova o projeto antes do recesso que começa no dia 16 de julho.

    # Descobri na quarta-feira que quanto menor for o número de líderes, mais organizado sai o protesto.

    # Todos os políticos locais que foram à Praça da Bandeira falaram, mas bem baixinho. No microfone (um megafone humilde, desbotado, sem pompa), nenhum político falou.

    # A desoneração às passagens de ônibus anunciadas pelo governo federal no dia 31 de maio, soma-se à desoneração da folha dos trabalhadores há mais tempo. Tudo pode ser transformado em redução da passagem em Santa Rosa.