sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018 09:17

IPTU até agora não gerou nenhum debate ferrenho

# Presidente Michel Temer já sabe oficialmente da realização da Fenasoja 2018 entre o final de abril e início de maio próximo. É mais um presidente que será convidado para a abertura oficial.

# Ação. Vicini reuniu seus articuladores e está partindo em busca de um dos 50 investimentos anunciados pelo Grupo Havan, uma rede de lojas completa.

# IPTU até agora não gerou nenhum debate ferrenho, a exemplo de tempos passados. O tributo corresponde a 15% do orçamento do município.

# Bela matéria da contracapa construída pelo repórter Silvio Brasil. Apesar de tudo o que ele narra no campo do abandono, ainda é lindo o local para ser visitado. Mas, poderia ficar bem melhor.

# O tempo passa e com ele os conceitos. Não consegui me emocionar em ver o prefeito de minha cidade posando numa foto ao lado do presidente da República.

# E que tal o Terra? Disse que o Vida & Saúde perdeu uma grande oportunidade de negócio ao rejeitar a gestão do Hospital Dom Bosco. E admitiu que está envolvido nas negociações com um grande interessado no mesmo negócio.

# No que virou o Carnaval de Santa Rosa! Em ‘meia dúzia’ de blocos. Quem são os culpados? Todos que desistiram.

# Um grande carnaval numa cidade como a nossa seria sustentado por uma disputa de rua, que a Prefeituras acabou alegando falta de dinheiro e as escolas não esboçaram nenhuma reação mais forte pela retomada do projeto.

# Nada morre quando há força para resistir. Não acredito no reavivamento do carnaval em Santa Rosa, enquanto o dinheiro público exercer papel fundamental. Isso é subsídio, não apoio.

# Fracassou o protesto “Santa Rosa não é Brasília - Devolvam o 13º salário”, realizado na segunda-feira, na primeira sessão ordinária da Câmara do ano. Apenas 15 protestaram, média de um manifestante para cada vereador.

# Presidente Temer tem tudo para ser o mega show da Fenasoja. Viriam petistas do Rio Grande inteiro para o Parque.

# Sessão de segunda-feira foi marcada por autoelogios dos vereadores. Falaram bem de si próprios e do trabalho que desenvolvem em favor da cidade. É um reflexo direto às críticas sofridas nas redes sociais.

# Proposta de Miro Jesse de outorga de Moção de Congratulações a uma parlamentar e a um secretário estadual foi rejeitada pelo plenário da Câmara. Linha básica de raciocínio: se dá para um, que se dê para todos.

# Porém, foi uma discussão pau a pau. No plenário houve empate de sete votos a favor e sete contrários. O presidente Renato Schaefer deu o voto de minerva contra a proposta.

# Lei de autoria do vereador licenciado Aldemir Ulrich estabelece critérios mais apurados sobre a concessão de qualquer tipo de homenagem concedida pela Câmara. Matéria ainda não entrou em votação.

Faça seu comentário