quinta-feira, 13 de abril de 2017 08:07

Os tempos são outros

# Os tempos são outros. Dos cerca de 1,6 mil associados do Sindicato dos Servidores Municipais de Santa Rosa, apenas 180 compareceram na assembléia que deliberou sobre a proposta salarial enviada pelo executivo.
# Grosso modo, isso significa que cada servidor presente representou outros sete no voto.
# Em tempo: a assembleia foi realizada no Centro Cívico, com capacidade para mil pessoas. Então, 18% dos espaços foram ocupados. A próxima pode ser feita na varanda do presidente.
# Segundo Padilha, teve ocasiões em que o sindicato reuniu mais de 750 associados em assembleia.
# É a transferência de responsabilidade e, por incrível que pareça, chegando até nos sindicatos de classe. Já é comum e vivido em vários outros setores da nossa geração cada vez mais individualista.
# Se somarmos o quanto é gasto em doações e recursos da Prefeitura em cada enxurrada que atinge a cidade, a conclusão óbvia indicará que uma solução definitiva se tornará mais barata.
# O problema são os declives da nossa cidade, instalada num cerrado plaino na década de 40. Talvez o saudoso e visionário Pautilho Palhares nunca imaginasse que a cidade cresceria em tal velocidade que poucas décadas após correriam águas para o Pessegueirinho e Pessegueiro do alto de duas coxilhas.
# Vicini já sinalizou soluções para o curto, médio e longo prazo. Não foram estimados valores, será um conjunto de obras caro, mas indispensável.
# Denúncia contra Miro Jesse deixou esta semana o Ministério Público para ingressar na esfera judiciária. A promotora Cristiane Mello de Bona posicionou-se pela cassação do registro da candidatura. Sentença deve sair antes do final do mês.
# O líder sindical João Roque do Santos foi condenado na instância local a pagar R$ 12 mil a duas funcionárias de uma metalúrgica local por danos morais. Recorreu e o Tribunal de Justiça manteve a condenação.
# Fato teria ocorrido num piquete em frente à metalúrgica, onde João Roque teria criado uma situação de constrangimento às duas funcionárias. Ele se defende dizendo que suas palavras foram distorcidas.
# Agende desde agora: 142º Almoço de Ideias no dia 26 de abril, uma quarta-feira, com Caio Cezar Fernandez Vianna, presidente da CCGL falando sobre “Projeto Cooperativo e os Reflexos na Economia do Rio Grande do Sul”.
# No PT, valorização da mulher é na prática, com Mara Alves na presidência.
# Cesta básica 2,32% mais barata em março. E vai ficar mais barato ainda, porque o consumidor não está comprando.

 

Faça seu comentário