• quinta-feira, 5 de outubro de 2017 15:48

    TRE julga processo contra Miro no dia 10

    O TRE confirmou para a tarde da terça-feira, 10 de outubro o julgamento do recurso da Representação Eleitoral contra o então vereador Miro Jesse-PPS. A sessão terá espaço para a defesa apresentar sua argumentação.

    A Procuradoria emitiu parecer requisitando o desprovimento do recurso e que se mantenha a condenação dada em primeira instância. O juiz eleitoral da 42º Zona Eleitoral de Santa Rosa, Adalberto Hommerding, julgou procedente a Representação Eleitoral movida contra o vereador Miro Jesse-PPS por captação ilícita de sufrágio, (compra de votos) e cassou seu diploma de vereador.

    A ação se deu baseada em interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça Eleitoral, que detectou provas de irregularidades. O processo foi movido pelo promotor Janor Duarte no dia 18 de dezembro do ano passado, após a promotora Cristiane Mello De Bona assumiu o processo.Miro ainda responde na esfera criminal pela mesma denúncia.

    O vereador Miro obteve 2.768 votos, sendo o mais votado em Santa Rosa em 201

  • quinta-feira, 28 de setembro de 2017 14:13

    Vicini pediu desculpa

    Em entrevista na manhã desta quinta-feira, à Rádio Noroeste o prefeito Alcides Vicini pediu desculpas por ter afirmado que possuía pareceres de autorização para a instalação do painel eletrônico na rótula do Taffarel. Vicini afirmou que esta informação partiu da Secretaria que responde pelo trânsito e irá apurar o fato.

    O prefeito ainda salientou que mandará desinstalar o equipamento do local.

    A afirmação ocorreu durante entrevista, no programa Noroeste Repórter apresentado por Zelindo Cancian, na manhã da quinta-feira, 21 de setembro. O prefeito ao ser questionado pelo repórter Jardel Hillesheim, afirmou que possuía pareceu do Conselho de Trânsito e da Procuradoria Geral do Município.

    A reportagem solicitou os documentos, os quais não foram repassados pelo fato de inexistirem.

     

  • terça-feira, 26 de setembro de 2017 09:56

    Vereadores questionam anúncio do Liminha

    Cinco vereadores de Santa Rosa questionam o anúncio feito pelo prefeito Alcides Vicini em utilizar o espaço do Colégio Liminha para instalar uma escola de educação fundamental. Segundo os vereadores não foi isso o combinado com a câmara, quando os parlamentares aprovaram a compra do local. “O prefeito anunciou que a prioridade é para abrigar escola infantil, e deixar de pagar alugueis. A economia mensal seria de em torno de R$ 50 mil/mês. Parlamentares reiteram que o município renovou os contratos de aluguel e com uma estrutura ampla, continuará pagando outras estruturas.

    O vereador Renato Schaefer, durante sessão na Câmara no dia 18, chegou a afirmar que o prefeito Alcides Vicini teria faltado com a verdade e disse que estava se sentindo usado (confira o vídeo da sessão).

    Schaefer convidou a secretária de Educação de Santa Rosa a comparecer na manhã de ontem, durante reunião das comissões da câmara para prestar esclarecimentos. Lires não compareceu pois a mesa diretora não enviou o convite formal. A Câmara receberá a secretária na próxima segunda-feira, as 09h. Entre os principais questionamentos está a necessidade de uma nova escola de ensino fundamental, além de outras pautas.

    O assunto será pauta na manhã da quarta-feira, as 07h30min, no Programa Ponto e Contraponto da Rádio Noroeste.

  • terça-feira, 19 de setembro de 2017 11:47

    A CPI do Painel

    Os vereadores Sônia Conti e Migue Knorst (PCdoB), Renato Schaefer, Cláudio Schmidt, Aldemir Ulrich (ambos do PMDB), Dado Silva e Márcia Carvalho (ambos do PT), e Antônio de Paula do PDT (que é suplente e assumiu nesta semana) assinaram o pedido de abertura de CPI para apurar a instalação de painel eletrônico na Rótula do Taffarel.

    A proposta de abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito-CPI partiu da vereadora Sônia Conti do PCdoB, a qual conseguiu as oito assinaturas de vereadores que possibilitam a abertura da investigação. Sônia precisava de cinco assinaturas. Com isso o presidente Paulinho dos Santos deve emitir uma resolução para a instauração da comissão com a finalidade a possível ocorrência de irregularidades. A Comissão deve obedecer à proporcionalidade das bancadas, onde cada líder indicar seu representante.

    Um parecer do Controle Interno (CI) da Prefeitura, remetido ao Ministério Público Estadual, aponta que a instalação do painel eletrônico na Rótula do Taffarel ocorreu de forma irregular. Segundo o órgão de fiscalização, a Prefeitura não poderia ter concedido a autorização para que a empresa instalasse o outdoor no local