• terça-feira, 20 de junho de 2017 09:38

    Translucência Nucal

    Quando descobri que seria mãe, uma das primeiras sensações que senti foi uma felicidade imensa misturada com um amor profundo.

    Depois de visualizar o positivo no exame de sangue, a felicidade se misturou com preocupação. “Será que está tudo bem com meu bebê?”, “Será que está se desenvolvendo como deve ser?”.Existem alguns exames que mostram se está ou não tudo bem com o desenvolvimento do nosso bebê. Já ouviu falar em medida de Translucência Nucal (TN) ?.

    O nome é estranho, mas é bem fácil de entender como funciona.

    A Translucência Nucal é medida durante a ultrassonografia realizada entre a 11a e 13a semana gestacional. A ultrassonografia geralmente é abdominal, mas se a medida não for possível, pode ser necessária a realização da ultrassonografia transvaginal. Se houver um acúmulo excessivo de líquido na região da nuca do feto, aumenta o risco do bebê ter uma alteração cromossômica, malformações ou alguma síndrome genética.

    É importante destacar que a TN não faz o diagnóstico, isto é, não oferece certeza absoluta, mas revela um risco grande daquele feto que está com acúmulo de líquido na região da nuca apresentar alguma alteração.

    O diagnóstico de alguma alteração precoce é fundamental para a realização de um tratamento o mais breve possível.

    Enquanto aguardava minha vez para realizar o exame uma mãezinha disse que iria fazer o exame que detecta a síndrome de down. Ela não estava errada.

    Síndrome de Down - A mais conhecida das alterações cromossômicas é a Síndrome de Down, onde, além da TN, a idade materna e a história anterior na família de alteração cromossômica também são importantes para calcular o risco.

    Mas para se ter certeza do diagnóstico de Síndrome de Down é preciso realizar outros exames como o estudo de cariótipo fetal (aminiocentese).

    Dos fetos que apresentam a TN aumentada e o cariótipo normal, há grandes chances de malformações do coração, síndromes genéticas ou mesmo o não desenvolvimento pleno do feto resultando em abortos espontâneos.

    Todas as mulheres estão sujeitas a algum risco de dar a luz a um bebê com alguma alteração cromossômica. Se a mamãe tiver 25 anos, o risco inicial é de 1/430, isto é, a cada 430 mamães, 1 terá um filho com anomalia cromossômica. Caso tenha 35 anos, o risco sobe para 1/125.

    Mas esse número pode aumentar ou diminuir de acordo com os fatores já mencionados aqui, entre os quais a idade da mulher (quanto mais velha a mamãe grávida, maior é o risco) e de história na família de alterações, chamado de risco ajustado ou individual.

    Como é um exame simples e não invasivo, ou seja, não há risco para mamãe e nem para bebê, esse exame deve ser realizado rotineiramente no pré-natal em todas as mamães grávidas.

    A partir do cálculo desse risco deve-se então verificar a necessidade de se realizar exames mais invasivos para se ter a certeza do diagnóstico, possibilitando tratamento mais específico e o aconselhamento genético para o casal sobre as possíveis anomalias do seu bebê.

    Dicas

    A Translucência Nucal também proporciona verificar com mais precisão a idade gestacional da mulher, facilitando o acompanhamento do crescimento fetal.

    Caso a TN estiver aumentada, não tenha medo e pergunte tudo o que lhe passar pela cabeça na consulta médica.

    Quanto mais conhecer o seu bebê, melhor você vai poder cuidar da maior preciosidade que você carrega.

  • segunda-feira, 19 de junho de 2017 15:14

    Parto Humanizado

    A gravidez é um momento mágico para toda mulher. Um dos momentos marcantes dessa magia é o dia do nascimento. O número de mulheres que buscam o parto humanizado cresce constantemente.

    Diante dessa questão surge o termo "Parto Humanizado". Que não pode ser entendido como um "tipo de parto", onde alguns detalhes o definem como tal, como o uso da água ou a posição, a intensidade da luz, a presença do acompanhante ou qualquer outra variável.

    Relatos de partos via cesariana mostram a frustração de algumas mulheres de não terem parido naturalmente, com as próprias forças, os seus filhos. Querem e precisam vivenciar o nascimento de seus filhos de forma ativa, participativa, inteira. Viver os processos naturais e humanos por inteiro muitas vezes envolve dor, incômodo, conflito, medo.

    A humanização proposta pela ‘humanização do parto’ entende a gestação e o parto como eventos fisiológicos perfeitos (onde apenas 15 a 20% das gestantes apresentam adoecimento neste período necessitando cuidados especiais), cabendo a obstetrícia apenas acompanhar o processo e não interferir buscando ‘aperfeiçoá-lo’.

    Em Santa Rosa a Maternidade do Hospital Vida & Saúde possui projetos de adaptação de parto humanizado com o uso da água. De acordo com a assessoria de comunicação, já existem recursos confirmados para essas melhorias. Algumas ações nesse sentido já estão sendo realizadas, como a presença do pai durante o trabalho de parto e convivência rápida do bebê com toda a família.

    Que momento cheio de vida, amor e carinho!

    Confira algumas imagens extraídas da internet de partos humanizados e apaixone-se:

  • segunda-feira, 29 de maio de 2017 09:49

    Um sutiã que detecta o câncer de mama

    A mãe do inventor teve que remover as mamas por causa da doença - e ele criou a tecnologia para ajudar mulheres com a mesma predisposição genética

    Saúde é para se guardar bem perto do peito. Pelo menos é o que acredita o mexicano Julian Rios Cantu, que venceu o Prêmio de Estudante Empreendedor Global por desenvolver um sutiã que detecta sinais precoces de câncer de mama.

    A ideia é básica: quando surge um tumor, a área ao redor dele se enche de vasos sanguíneos para “alimentá-lo”. É assim que o câncer cresce. Essa supervascularização pode ser detectada por um aumento de temperatura - mas que geralmente é imperceptível sem equipamentos muito específicos. Boas novas sobre o câncer: Equipamentos, remédios e genética

    A grande sacada de Julian foi unir biosensores (que detectam essas mudanças) a análise de dados. Tudo isso dentro de um sutiã.

    Mulheres vestiriam o equipamento por pelo menos uma hora por semana. Além da estrutura de um sutiã normal, que mantêm os seios na mesma posição, o cybersutiã conta com 200 biosensores táteis, de calor e de luz, que detectam variações de textura, temperatura e cor, área por área da mama.

    As informações que ele coleta são mandadas para um app e vão formando uma base de dados de como é a vascularização normal das mamas. Com uma base de dados sólida, fica mais fácil detectar quando existe uma mudança significativa - e o alerta permite que a paciente faça mais exames e comece uma intervenção precoce, antes do crescimento do câncer.

    A ideia de Cantu foi inspirada na própria mãe. Sobrevivente da doença, ela teve que retirar as duas mamas quando ele tinha 13 anos. Sua criação é voltada para pessoas que, como ela, têm predisposição genética ao câncer e poderiam se beneficiar de um acompanhamento mais constante (e também muito prático) da saúde mamária. A ideia não substitui testes como a mamografia, mas seria uma parceira do autoexame das mulheres.

    O sutiã ganhou o nome de EVA e a empresa de Cantu, Higia Tecnologies, recebeu US$ 20 mil do Prêmio pela ideia, que vai continuar a ser desenvolvida pelo jovem e outros três co-fundadores da startup. Veja um pouco mais sobre a tecnologia no vídeo da Higia (em espanhol):

    https://

     

    A criação ainda não está disponível, mas pode vir a ajudar milhares de mulheres (Divulgação/SAÚDE é Vital)

    • A criação ainda não está disponível, mas pode vir a ajudar milhares de mulheres (Divulgação/SAÚDE é Vital) A criação ainda não está disponível, mas pode vir a ajudar milhares de mulheres (Divulgação/SAÚDE é Vital)
  • terça-feira, 7 de fevereiro de 2017 09:14

    ENTREVISTA: Ibirá Müller, Educador Físico e Mestre de Capoeira

    O que é capoeira?
    A capoeira é uma arte afro-brasileira, que mescla luta, dança, musicalidade e cultura dos negros africanos que haviam sido trazidos ao Brasil por conta da escravidão.
    Capoeira é esporte?
    Sim, a capoeira tem caráter esportivo, sendo usada como luta em campeonatos, como instrumento de defesa pessoal e atualmente nos campeonatos de MMA (Artes Marciais Mistas ) é também reconhecida na LDB da educação como desporto.
    Quais são os benefícios da capoeira?
    1. Atende a todos os públicos e faixas etárias. A capoeira, devido à sua característica multifacetada, pode ser praticada por pessoas de qualquer idade. “Nos dias atuais, existem inúmeros profissionais especialistas em áreas específicas para o treinamento de capoeira: capoeira para crianças, capoeira para atletas, capoeira para a terceira idade, dentre outros. Materiais didáticos também são inúmeros, nos dias atuais, o que eleva a capoeira a um patamar de disciplina pedagógica com relevância”.
    2. Ajuda a liberar o estresse. A capoeira serve de válvula de escape; é uma forma de liberar o estresse de uma forma lúdica e saudável.
    3. Trabalha todo o corpo. Em termos físicos, a capoeira é uma das atividades mais completas, por trabalhar todos os segmentos corporais e diversas posições em sua prática.
    4. Estimula o condicionamento cardiovascular e musculoesquelético. A capoeira é classificada como uma atividade física anaeróbica e predominantemente funcional, por estimular o condicionamento cardiovascular e musculoesquelético utilizando o peso do próprio corpo.
    5. Promove maior flexibilidade. Os movimentos de capoeira exigem e desenvolvem a flexibilidade no corpo, quase que como os movimentos de ioga.
    6. Promove maior coordenação
    7. Estimula a velocidade
    8. Estimula a autoconfiança
    9. Define o corpo
    10. Evidencia o valor da defesa (e não do ataque)
    11. Estimula o respeito pelo próximo
    12. Amplia o conhecimento
    13. Desestimula a timidez
    14. No que se refere aos aspectos físicos, esse esporte oferece às crianças: - Resistência aeróbica e anaeróbica. - Velocidade. - Flexibilidade. - Resistência muscular. - Aumento de dos reflexos. - Força e agilidade. - Equilíbrio, coordenação e ritmo. - Tempo de reação simples e complexo. - Mais capacidade cardiorrespiratória.
    15. No que se refere aos aspectos psicológicos, a capoeira desperta e estimula algumas qualidades das crianças: - A atenção e percepção. - A criatividade. - O autocontrole e astúcia. - A cooperação e o sentido de sociedade. - A disciplina e o respeito. Quem pratica capoeira não só se exercita, mas recebe importantes informações sobre a cultura popular, a origem da prática, as tradições celebradas em músicas e canções etc. Tudo isso é muito válido, tanto para crianças como para adultos.
    Ibirá Müller
    Educador Físico e Mestre de Capoeira