• terça-feira, 5 de abril de 2016 14:40

    H1N1: saiba mais sobre vacina, prevenção, sintoma e tratamento

    A chegada antecipada do vírus e a severidade dos casos têm chamado a atenção dos médicos e provocado uma corrida às clínicas de vacinação.

    Veja perguntas e respostas sobre o H1N1 e outros vírus da gripe:

    É comum haver tantos casos graves e mortes por gripe nesta época do ano?

    Não. Houve uma antecipação da temporada de gripe no Brasil. “O esperado para seria ter o pico de casos no mês de julho. O que está acontecendo neste momento é uma antecipação de circulação do H1N1”, diz a pediatra Lucia Bricks, diretora médica de Influenza na América Latina da Sanofi Pasteur. Especialistas discutem várias hipóteses que podem explicar a antecipação da chegada do vírus, que vão desde fatores climáticos até o aumento de viagens internacionais que podem ter trazido o H1N1 que circulava no hemisfério norte.Também chama a atenção dos médicos a grande proporção de casos graves e mortes em adultos. Em geral, complicações costumam ser mais comuns em idosos, gestantes, crianças pequenas e outros grupos de risco. Até 19 de março, o país já tinha registrado 305 casos e 46 mortes por H1N1, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde. Mais da metade dos casos graves e mortes registradas este ano foram na faixa etária de 40 a 60 anos.

    Já é possivel se vacinar este ano?

    As clínicas particulares já têm disponível os primeiros lotes da vacina trivalente contra influenza de 2016, que protege contra H1N1, H3N2 (ambos vírus da Influenza A) e uma cepa da Influenza B. A vacina trivalente pode ser usada a partir dos 6 meses de idade.Já a vacina tetravalente ou quadrivalente - que além de proteger contra o H1N1, o H3N2 e a Influenza B também protege contra uma segunda cepa da Influenza B - ainda está começando a ser distribuída. A vacina tetravalente pode ser usada a partir dos 3 anos de idade.

    Como será a vacinação na rede pública?

    A campanha nacional de vacinação contra gripe está marcada para começar no dia 30 de abril e vai até o dia 20 de maio. Na rede pública, a vacinação contra influenza é destinada a alguns grupos prioritários: crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, idosos, profissionais da saúde, povos indígenas e pessoas portadoras de doenças crônicas e outras doenças que comprometam a imunidade.

    A vacina muda todo ano?

    Sim. Todo ano, a Organização Mundial da Saúde (OMS) faz uma previsão de quais serão os vírus Influenza que devem circular no inverno do hemisfério norte e do hemisfério sul com base em amostras de pacientes coletadas em centros sentinela distribuídos em todo o mundo. As vacinas são desenvolvidas com base nessa informação, que costuma ser divulgada pela OMS em setembro no caso do hemisfério sul. O processo de desenvolvimento da vacina é complexo e leva, em média, 6 meses.

    Quem tomou a vacina no ano passado está protegido este ano?

    Não. Mesmo para o vírus H1N1, que permanece o mesmo do ano passado, a quantidade de anticorpos diminui ao longo dos meses, reduzindo o grau de proteção. Em relação ao vírus H3N2 e ao Influenza B, não há proteção nenhuma, já que os vírus mudaram.

    Além da vacina, quais são as medidas preventivas contra a gripe?


    Lavar as mãos com frequência e manter os ambientes ventilados continuam sendo medidas de prevenção importantes contra qualquer tipo de gripe.

    Quais são os sintomas do H1N1?


    A gripe - tanto a H1N1 quanto a H3N2 ou a Influenza B - tem como sintomas febre alta e súbita, tosse, dor de garganta, dor no corpo, dor nas articulações e dor de cabeça. No caso do H1N1, um sintoma que chama a atenção é a falta de ar e o cansaço excessivo. É importante distinguir a gripe do resfriado comum, que é muito mais leve, com sintomas menos graves como coriza, mal estar, dor de cabeça e febre baixa.

    Como é o tratamento do H1N1?


    O tratamento deve envolver boa hidratação, repouso e uso do antiviral específico, prescrito pelo médico. Trata-se de um antiviral específico contra o vírus Influenza, indicado para pessoas com maior risco de desenvolver complicações. É importante que o paciente consiga tomar a medicação nas primeiras 48 horas do início dos sintomas, para que a eficácia seja maior. O tratamento também pode envolver o uso de analgésicos para aliviar os sintomas.

  • quarta-feira, 23 de dezembro de 2015 14:46

    Dicas para não engordar no Natal

    Durante as festas de natal e de fim de ano sempre há muita comida à mesa e provavelmente alguns quilinhos a mais logo depois. Para evitar esta situação, confira nossas dicas para comer e não engordar no Natal.

    É importante prestar atenção em alguns sinais. Comer muito e a sensação de peso no estômago, má digestão, prisão de ventre e inchaço nos tornozelos são alguns dos sinais. Caso isto ocorra aconselha-se a ingestão de um remédio caseiro para a digestão, como o chá de boldo, e investir numa alimentação leve à base de saladas e frutas, por exemplo.

  • quinta-feira, 10 de dezembro de 2015 09:58

    A vacina contra a dengue vem aí

    De acordo com a Revista Saúde depois de quase um século de esforço, um imunizante contra o vírus deve aparecer no início de 2016 - e o Brasil pode ser o primeiro país a lançar a vacina contra dengue. A fórmula foi testada em mais de 40 mil pessoas espalhadas por 15 países do globo. Nas pesquisas, de cada mil pessoas vacinadas, 660 escaparam da dengue. Além disso, nos testes, houve uma queda de quadros graves da doença e de hospitalizações.

    #Blog #FranciMadril #Vacinacontradengue #Coisaboa #MaisSaúde

    Curta minha fan page:
    https://www.facebook.com/blogdafrancimadril

  • quarta-feira, 9 de dezembro de 2015 10:29

    Celulite zero no Natal!

    A celulite é uma realidade na vida das mulheres em diferentes graus de intensidade, tamanho e textura. Estima-se que ela atinja cerca de 90% da população feminina, independentemente de idade ou peso. Os principais causadores são a predisposição genética, os fatores hormonais, o sedentarismo, dieta desequilibrada, abuso de álcool e fumo, além do stress.

    E que tal aproveitar o Natal para reduzir a "chata" da celulite. Claro que é algo que leva um tempinho, mas sempre há tempo.

    Começar pela alimentação é uma ótima opção ainda mais nesta época de festas.

    Conheça os alimentos que ajudam a combater a celulite:

    1) Alimentos integrais
    Os alimentos integrais são uma ótima escolha para amenizar a celulite. Como são ricos em fibras, eles atuam na melhora do funcionamento intestinal, o que inibe a absorção de toxinas e ainda elimina as impurezas que podem prejudicar o quadro da celulite.

    2) Folhas verde-escuras
    Aposte em rúcula e espinafre para melhorar a circulação e desintoxicar o organismo. Essas verduras são antioxidantes que combatem os radicais livres e ajudam a evitar o envelhecimento precoce.

    3) Oleaginosas
    Nozes, castanhas e amêndoas atuam como antioxidante e evitam o surgimento da celulite e ainda contam com a presença do selênio.

    4) Água de coco
    Equilibra o organismo, beneficiando a saúde como um todo. Além disso, reduz as toxinas que dão origem à celulite.

    5) Maçã
    Quando a maçã é ingerida se forma um gel que retarda a absorção da glicose e dificulta a absorção das gorduras. Além disso, ela ajuda a neutralizar as toxinas do organismo causadoras do incômodo.

    6) Salmão, sardinha e atum
    Esses peixes são ricos em ômega 3 (um antioxidante) e em proteínas, ao mesmo tempo em que tem pouca gordura e ajudam a combater a celulite.

    7) Abacaxi
    O abacaxi é rico em bromelina, uma enzima que age como anti-inflamatório e por isso deve ser consumido por quem deseja eliminar a celulite

    8) Banana
    A banana contém potássio, que ajuda no processo de drenagem linfática. Além disso, regula o intestino e diminui a absorção de gorduras

    9) Frutas vermelhas
    Riquíssimas em vitamina C e A, elas combatem radicais livres por serem antioxidantes, fortalecem os vasos sanguíneos e diminuem a produção de insulina

    10) Chá verde
    O chá verde é famoso pela sua ação antioxidante e diurética, sendo um ótimo aliado no controle da celulite. O ideal é tomar três copos por dia para que, aos poucos, a celulite seja amenizada.

    Você consegue!