sábado, 4 de novembro de 2017 08:48

Coisas da cidade

Está na hora de a RGE vir a público explicar o que está acontecendo com a energia elétrica em Santa Rosa. Nas últimas semanas as quedas se tornaram irritantes. Uma ou duas pela manhã, mais uma ou duas à tarde. Mesmo com céu limpo e sol brilhando. Elevadores param, computadores desligam perigosamente, máquinas e equipamentos também. A cada queda, tudo precisa ser recomeçado.

Evidentemente, deve haver uma explicação...

***

Parece que o clima político azedou de vez entre lideranças das Missões e do Noroeste. Tudo por conta das publicações e desmentidos envolvendo a ponte sobre o nosso querido rio Uruguai.

Nas Missões se ouve: “A ponte é nossa!”

Na região Noroeste o papo é outro: “Não é bem assim. Muita água ainda vai passar sob a ponte que não existe!”

Confesso que não sei aonde isso vai dar. Depois daquela comemoração infantil do Darcisio Perondi na Câmara dos Deputados, que revela bem o nível de elegância e recato daquela casa legislativa, acho que teremos mais lances espetaculares e pouca efetividade. Talvez não vejamos a ponte tão cedo.

***

Outubro passou e com ele as intensas programações do “Outubro Rosa”, com inúmeros momentos em que as mulheres (especialmente elas) foram alertadas sobre o risco do câncer de mama. Aqui mesmo na cidade a movimentação foi grande e digna de elogios. O caso é sério. Diagnóstico precoce aumenta a possibilidade de cura. O Instituto Nacional do Câncer estima que, neste ano de 2017, chegaremos a 58.000 novos casos de câncer de mama no Brasil.

Na internet circulou um vídeo em que uma mulher mostra como fazer o autoexame. Surpreendentemente, ela usou o peito do marido para explicar o procedimento. Essa situação tornou o vídeo divertido, porém mostra que vivemos um clima de censura bastante bizarro. Mesmo para tratar de um assunto de saúde pública, mostrar um seio feminino pode desencadear uma onda de raivosos protestos dos puristas e moralistas de plantão.

Essa onda conservadora que anda por aí está cada vez mais ridícula.

***

O trânsito da cidade não é mais o mesmo. Não estou falando de ruas e artérias. Estou falando dos motoristas.

Como eu vivo e trabalho na região central da cidade, percebo que as pessoas estão nervosas e irritadas. O nosso trânsito, antes muito civilizado, está repleto de motoristas com a mão na buzina. Tenho visto com frequência. Um segundo após a abertura do sinal verde, as buzinas começam a soar. Sem falar daqueles carros de publicidade que transitam lentamente e atordoam nossos ouvidos.

Pois bem. Acho mesmo que as pessoas estão mais irritadas. Seja pela vida cada vez mais veloz, seja pelos problemas econômicos.

Mas não custa nada tomar um chá de gentileza e cortesia antes de sair de casa. Tudo ficará melhor. Para todos.

***

O anúncio do curso de Medicina para a cidade de Ijuí despertou entusiasmos também por aqui. A possibilidade da vinda do curso de Odontologia para Santa Rosa torna-se mais palpável. A torcida é grande.

Faça seu comentário