• segunda-feira, 29 de setembro de 2014 09:43

    Fique ligado!!!

    Prepare-se para o Verão, seja sócio de um clube bacana.

    A direção da SER Cisne está trabalhando para receber seus sócios.

    Seja sócio você também e curtir dias agradáveis com sua família!

     

    Temos dois tipos de títulos:

     

    PATRIMONIAL:

    R$ 1.460,00 parcelado nos cartões Sicredi, Quero Quero e Banricompras em 10 x de R$ 146,00

     

    EFETIVO:

    R$ 910,00 parcelado em 10 X de R$ 91,00 nos cartões.

     

    A partir de 10/04/15 passa a pagar mensalidade.

     

    A diferença do Patrimonial para o Efetivo é que o Patrimonial é proprietário, pode

    Concorrer a cargo de Diretoria, votar, ser votado ou até vender futuramente mediante transferência assinada em cartório, enquanto que o Efetivo não dá direito a voto e nem a ser votado, também não pode ser vendido futuramente.

     

    Também temos a temporada (a partir de novembro/2014) para não sócio que custa R$ 257,00 por pessoa, válida até 31/03/15.

    Venda de temporada para a família: R$ 650,00 , inicio em 01/11/14 e findando em 31/03/2015.

    Taxa de namorado (a) R$ 214,00 com validade até 31/03/2015.

    Maiores informações: 3512 5365

     

  • segunda-feira, 22 de setembro de 2014 07:39

    Sonhos

    Vivemos entre duas realidades distintas, a externa (ego) e a interna (id). Nossa realidade interna é a que fala de nós, de nossos desejos, do que nos move em direção ao prazer. Já a realidade externa seria a nossa vida objetiva, a que realmente vivemos, com as alegrias, os sofrimentos, os vazios os desprazeres, os medos e muitas coisas mais.

    Para que estas duas realidades se equilibrem, nosso psiquismo se refugia nos sonhos. Através dos sonhos buscamos realizar os nossos desejos. Os sonhos seriam então, os encarregados de compensar e mesmo substituir uma realidade que nos é hostil, por outra, que nos proporcionaria um apaziguamento interior (do id, do nosso inconsciente).

    Quando estamos acordados, nossa função externa (ego) seria suficiente para nos manter em efetivo equilíbrio, porem quando dormimos o sono enfraquece nosso ego, e desta forma ficamos aos caprichos da realidade interna. A realidade interna presa pela censura (repressão), precisa se soltar e para isto lança mão dos sonhos. Podemos observar que, em nossos sonhos, tudo é permitido. Eles não têm limites, quando sonhamos vamos a qualquer lugar, matamos quem quer que seja, voamos da janela de qualquer edifício, convivemos com pessoas que não estão mais em nosso meio, o tempo não existe nos sonhos, neles estamos livres do tempo e do espaço.

    Por usufruir de tamanha liberdade, muitas vezes acordamos assustados, sem entender o que se passou em nossa mente. Imediatamente nossa realidade externa que estava descansando entra em ação e nos diz: foi apenas um sonho. E assim vivemos entre “sonhos” e realidade.

    Fatima R. Braga - Psicóloga CRP:22165

  • terça-feira, 16 de setembro de 2014 08:34

    Falar em cabelo nesta época que antecede a estação mais esperado do ano é uma maravilha!

    Gurias, mulheres, meninas, guris, homens, garotos, primavera ou verão, vão ser estações de cabelos hippies. Sim entramos com a tendência do romântico,mas não certinho e quando falo nisso, não falo em cabelo desidratado, falo em cabelo com a aparência saudável, mas levemente bagunçado, dando um ar de “badhairday” traduzindo - aquele dia que o cabelo não fica legal, por mais que você escove ou chape.

    Saídas para deixar o cabelo lindo mesmo em um dia ruim é apostar em coques, tranças e até no nosso fiel “rabo de cavalo”, despenteados, levemente bagunçados e ainda assim sair arrasando.

    Quanto à cor teremos:ombréhair, californianas, mechas tradicionais e cabelo com a cor chapada natural ou cosmética - cabelo de uma cor só tendência cores quentes, ruivo, acajus, vermelhos.

    Entendendo a diferença entre ombré, californianas e mechas tradicionais. Ombré, é o sombreado a partir da orelha, onde o degrade sai da cor natural da raiz e na ponta apresenta uma cor pelo menos 5 tons mais clara. Californianas: as queridinhas do verão, dão aquele efeito praia “queimado do sol” isso só acontece nas pontas, mas não de uma forma marcada e sim suave, como se fosse natural, já as mechas tradicionais: são aquelas que acompanham vocês e nós profissionais, desde o principio, mas claro devemos valorizar a técnica utilizada, pois as mechas “faixas de pedestre” aquelas que ficavam bem marcadas já eram, foi.

    Não esquecendoo público masculino, que hoje também tem se mostrado bastante antenado, seguem umas dicas para a estação, cabelos mais baixos nas laterais e com a parte de cima mais longa, porem desconectada “bagunçada”, isto para dia de esporte/trabalho, baladas. Já para homens mais sérios, executivos ou cabelos para noites de festas de gala, cabelos trabalhados somente com tesoura ganham de longe as apostas e dão um acabamento leve, porém moderno. E os grisalhos e calvos, a grande sacada é assumir os fios mais acinzentados, tratando-os bem com uma linha adequada, indicada por um profissional, já os calvos o jeito também é assumir a “careca” e claro, podendo variar os acessórios, bonés, boinas, toucas, em sua infinidade dando assim uma incrementada no look.

    “Gentem”, então a grande sacada é tratar os fios com mais naturalidade, cuidando para que não aconteça o pior com eles, no restante é só se divertir e aproveitar para fazer do seu cabelo um acessório de peso na hora de compor o seu estilo.

    Jeferson Scherer HairStyle, cabeleireiro, maquiador, orientador SENAC, universitário do curso de Estética e Imagem Pessoal.

  • sexta-feira, 12 de setembro de 2014 16:06

    Afinal, o que é estar na moda?

    "Alguém que vai à loja de luxo e compra um look inteiro não está na moda.

    Isso não é estar na moda, é somente ter acesso a roupas. Uma pessoa estilosa é aquela que pega a moda da passarela e a transforma em algo mais fashion quando a usa na rua. Faz misturas, sobreposições, adéqua com a sua personalidade." (diz o francês Isham Sardouk, que presta serviço para grifes como Prada e Zara)Fonte:veja.abril.com.br

    A cartela de cores para a coleção Primavera-Verão 2015 tende a valorizar os tons mais apagados. O candy collor, ou a paleta de cores pastel, que estava em alta em 2012 e em 2014 dá lugar aos tons cítricos, volta em uma variação chamada "yummi colors”. O nome tem uma explicação curiosa: designa colorações parecidas com as de doces e de frutas.

    Tons fechados e neons ficam de fora. As principais apostas da paleta são o off-white, o nude, o cinza, mostarda, lilás, roxo, rosa, azul-piscina, verde-militar e o pêssego.

    Color Blocking - Tendência Primavera/Verão 2015

    Estamos em um dos meses mais alegres do ano, primavera, flores...

    ...mês que inspira, e já podemos falar sobre as tendências que nos aguardam para a temporada Primavera/Verão 2015.

    Diferente das últimas temporadas que cores fortes como azul klein e verde esmeralda foram tendência absoluta, este ano para as épocas mais quentes do ano, as Candy Collors ou Yummi Collors é que chegam trazendo delicadeza aos looks e às próximas estações.

    Os tons terrosos também continuam em alta, mas dessa vez com toques quentes de vermelho, laranja e roxo.

    E na onda das cores, uma tendência original dos anos 80 e 90 e que se tornou sucesso em 2011/2012 volta à tona para alegrar qualquer guarda roupa, é a Collor Blocking. Agora as cores surgem dividindo espaço em uma só peça e separadas por charmosas estampas geométricas.

    Mas para quem não é fã do contraste de tons fortes, não precisa se preocupar, cores como preto, branco e nude nunca saem de moda e são as clássicas para todas as estações.

    A tendência collor blocking é ousada e pode causar dúvidas na hora de compor o look, por isso separamos algumas produções inspiradoras, olha só: