HomeAgricultura sexta-feira, 19 de maio de 2017 14:36

Camera processa grãos em São Luiz Gonzaga

A fábrica tem capacidade de processar 900 toneladas de soja por dia, atuando nos sete dias da semana em regime de 24 horas.

Com a colheita da safra recorde pelos sojicultores da região de São Luiz Gonzaga, está sendo reativada a fábrica de óleos e farelos vegetais do município. Ao final de 2016, a empresa Camera alcançou a capacidade máxima mensal de proces-samento de soja na fábrica de Santa Rosa.

Somada ao fato da safra recorde de soja no RS estar confirmada, a retomada da operação de São Luiz Gonzaga restou como consequência natural para o esforço de recuperação das atividades da empresa. Desde novembro a Camera já havia voltado a operar a estrutura de recebimento, limpeza, secagem e armazenagem de grãos naquela cidade, em preparação para a potencial reativação da operação industrial.

A fábrica tem capacidade de processar 900 toneladas de soja por dia, atuando nos sete dias da semana em regime de 24 horas. Produz farelo para o mercado doméstico (fábricas de ração animal) e para a exportação via porto de Rio Grande.

O óleo de soja tem como destino preferencial a produção de biodiesel e o refino para consumo humano, sendo seu excedente exportado via os portos de Paranaguá (PR) e Rio Grande. Nos mêses de março e abril foram contratados 60 funcionários para as vagas nos setores de preparação, extração, caldeira de geração de vapor e expedição de produtos acabados.

Várias empresas de prestação de serviços de toda a região trabalharam intensamente para a revisão geral do parque de máquinas e equipamentos industriais. Até o dia 13 foram realizados de testes de performance, e a retomada efetiva de produção ocorreu na segunda-feira desta semana.

Faça seu comentário