HomeAgricultura terça-feira, 28 de novembro de 2017 14:07

Mais de 70% da merenda escolar vem da agricultura familiar

Os produtos variam entre carnes (gado, frango e suíno), leite, verduras, legumes, frutas, doces e polpa de frutas, biscoitos e macarrão.

Na segunda-feira, dia 27 de novembro, a Secretária Lires Zimmermann Führ recebeu na Secretaria de Desenvolvimento Educacional os representantes das cooperativas de agroindústria, UNICOOPER e COOPERSOL, bem como os fornecedores da Agricultura Familiar. O objetivo do encontro foi o planejamento e aquisição de alimentos da merenda escolar para 2018.

A compra de gêneros alimentícios da agricultura familiar para a merenda escolar é regida pela lei do FNDE nº 11.947 de 2009, que estabelece que no mínimo 30% do valor de repasse deve ser gasto em produtos da agricultura familiar.
Segundo levantamento da secretaria, hoje, a prefeitura investe cerca de 73,6% do valor destinado a compra de alimento para a merenda escolar, proveniente da agricultura familiar. Os produtos variam entre carnes (gado, frango e suíno), leite, verduras, legumes, frutas, doces e polpa de frutas, biscoitos e macarrão.

De acordo com a Secretária Lires Zimmermann Führ, neste ano, o município teve que complementar com recursos próprios a alimentação destinada aos alunos, uma vez que o recurso enviado pelo FNDE - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação- está sendo insuficiente.

A secretária acrescenta ainda, sobre a importância de oferecer aos alunos uma refeição saudável com produtos de qualidade e adequados.“Dialogar com as entidades é importante para fortalecermos os investimentos na Agricultura Familiar do nosso município, incentivando a produção e garantindo uma alimentação de qualidade”, finaliza Lires.

O objetivo do encontro foi o planejamento e aquisição de alimentos da merenda escolar para 2018.
Faça seu comentário