HomeAgricultura quarta-feira, 22 de março de 2017 14:50

Programa Gaúcho para a Qualidade e Valorização da Erva-mate é lançado

As ações do programa serão executadas com o apoio e parceria de entidades, entre elas o Sindicato da Indústria do Mate no Estado do Rio Grande do Sul (Sindimate/RS), Instituto Brasileiro da Erva-mate (Ibramate).

Com a presença de autoridades, lideranças, representantes do setor ervateiro e agricultores foi lançado, na tarde de terça-feira, 21, no auditório da Expoagro Afubra, o Programa Gaúcho para a Qualidade e Valorização da Erva-Mate, da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR/RS), do Governo do Estado. O programa visa contribuir para a adoção de boas práticas na produção e no beneficiamento da erva-mate, para o aumento da produtividade, para o resgate do melhoramento genético dos ervais gaúchos, para o aumento de renda e para o fortalecimento da organização da cadeia produtiva.

Responsável por apresentar os detalhes da nova política pública, o assistente técnico estadual da Emater/RS-Ascar em Florestas e Sistemas Agroflorestais, Antônio de Borba, também salientou que o programa irá capacitar técnicos da entidade e trabalhadores de indústria em boas práticas agrícolas e de fabricação de erva-mate, prestar assistência técnica para produtores, e realizar o resgate, a multiplicação e a conservação do material genético de ervais nativos, entre outros. “As ações iniciam neste ano e seguem até o ano de 2021, podendo ser mantida como política pública permanente”, salientou.

As ações do programa serão executadas com o apoio e parceria de entidades, entre elas o Sindicato da Indústria do Mate no Estado do Rio Grande do Sul (Sindimate/RS), Instituto Brasileiro da Erva-mate (Ibramate), além de instituições de ensino, de pesquisa, de sindicatos dos trabalhadores rurais (STR) e outros agentes públicos e privados, que possam contribuir para a valorização e para a qualificação da cadeia produtiva. “A política pública atenderá todos os cinco polos ervateiros do Estado, estando a cultura presente em mais de 200 municípios gaúchos”, lembrou Borba.

No Estado, lembrou o secretário da SDR, Tarcísio Minetto, são produzidas ao ano mais de 276 mil toneladas, com valor de produção de R$ 303 milhões e US$ 80 milhões em exportações, sendo cultivada em mais de 35 mil hectares, contribuindo com 46% da produção total brasileira da folha. “Ainda assim temos que trabalhar os gargalos do setor, com vistas a qualificar as ações em manejo, de genética, de acesso à assistência técnica e de dificuldades relativas ao mercado e a indústria”, enfatizou.

Além de Minetto, o evento contou com a presença de outras autoridades, como o presidente da Emater/RS, Clair Kuhn, o deputado estadual Edson Brum, o vice-presidente da Afubra Marco Antônio Dornelles, o presidente do STR e representante da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag/RS), Renato Goerck, o presidente do Sindimate Álvaro Pompermaier e o presidente do Ibramate, Valdir Zonin. Kuhn valorizou a ação do Estado no apoio a uma das mais importantes cadeias produtivas gaúchas. “É preciso olhar para frente para que possamos alcançar a qualidade que queremos para a nossa erva-mate”, ressaltou.

A Expoagro Afubra segue até quinta-feira (23/03), no Parque da Expoagro, em Rincão Del Rey, Rio Pardo. No espaço Casa da Emater é possível visitar diversas parcelas em que estão sendo realizadas demonstrações sobre bovinocultura leiteira, artesanato rural, fruticultura, processamento de carnes, piscicultura, secagem e armazenagem de grãos, ovinocultura, saneamento ambiental e segurança alimentar, entre outras. Todas as informações sobre a feira podem ser obtidas no sitewww.afubra.com.br/expoagro.html.

Faça seu comentário