HomeCASO LIMPA FOSSA sexta-feira, 9 de dezembro de 2016 08:30

O que dizem os condenados

Apenas Lina Michalski falou sobre as acusações.

O processo movido pelo MP resultou na cassação do vereador Marino Martins (PP) e na inelegibilidade de Fernando Borela, Lina Michalski e do diretor Ademar da Veiga Martins.

O juiz da 42ª Zona Eleitoral Adalberto Hommerding, julgou parcialmente procedente a Ação de Investigação Judicial Eleitoral proposta pelo promotor eleitoral Janor Duarte. A demanda resultou na cassação do registro do vereador Marino Martins (PP) e na inelegibilidade nos próximos oito anos de Fernando Borela, ex-secretário do Desenvolvimento Econômico, Ademar da Veiga Martins, o ‘Dema’, diretor da pasta, e da advogada Lina Michalski, secretária de Administração e Governo, avaliada como um dos nomes de maior influência do Governo Vicini. Os oito anos passam a contar a partir de 2 de outubro de 2016, quando foram disputadas as eleições municipais. Leia mais sobre o caso LINK

A secretária de Administração e Governo, Lina Michalski veio à imprensa para se defender. Disse que, ao contrário do que a investigação do MP sinaliza, “meu trabalho é justamente o de evitar que tais situações se instalem dentro da Prefeitura. É o que eu faço e o que eu fiz também neste caso.” Lina colocou seu cargo à disposição do prefeito Alcides Vicini, que pelo menos até ontem não havia se manifestado sobre tal decisão.

 

O vereador Marino Martins, procurado pelo repórter Silvio Brasil, declarou: “não concederei entrevista no momento, pelo fato de que estou entrando com recurso.” Também disse que tudo não passava de uma armação para prejudicá-lo. “Coloco tudo nas mãos de Deus”, concluiu.

Fernando Borella, acionado pelo repórter Jardel Hillesheim, pediu compreensão pelo fato de que tinha pouco tempo para construir sua defesa no recurso, mas que oportunamente se manifestará sobre o caso.

Ademar da Veiga Martins (Dema) preferiu não dar nenhuma declaração específica sobre o tema e seu citado envolvimento. “Vamos aguardar os desdobramentos do caso”, resumiu.

 

 

Faça seu comentário