HomeEconomia sábado, 6 de maio de 2017 11:31

Juntar forças para vencer é empreender

A iniciativa do empresário Nelcir Fronza, é uma maneira de empresas do segmento, mas que, de forma direta não são concorrentes, se unirem na competição por espaço no mercado do ramo da construção civil.

Empreender é sobretudo passarpor cima, superar-se, ainda mais em meio a crise e falta de incentivo. E uma das formas aplicadas na prática no cotidiano é a da colaboração mútua, a união de esforços em prol de um único objetivo: o fortalecimento da marca através do serviço prestado.

Uma das formas de colaboração dentro do empreendedorismo em Santa Rosa e que já está em funcionamento há seis anos e com resultados satisfatórios é o grupo de indicação Viabiliza. A iniciativa, idealizada pelo empresário Nelcir Fronza, é uma maneira de empresas do segmento, mas que, de forma direta não são concorrentes, se unirem na competição por espaço no mercado do ramo da construção civil. O grupo, que já teve mais empresas participantes, é formado atualmente por quatro empreendimentos que fornecem juntas, tudo o que o cliente necessita para a construção ou reforma de sua residência ou escritório. Uma espécie de empreendedorismo colaborativo, no qual, mutuamente trocam experiências a fim de atender a demanda.

“Funciona da seguinte forma: o cliente que vai tirar seu projeto do papel, ao procurar a um dos estabelecimentos a fim de comprar telhado, pisos e revestimentos, por exemplo, recebe a dica de onde encontrar os demais itens que necessitará seu projeto, como sistemas de aquecimento solar, impermea-bilizantes, tintas, mantas acústicas, além de profissionais qualificados para tocar a obra”, explica Fronza.

Na prática, cada empresa integrante é especialista em sua área de atuação e está apta a oferecer a melhor solução. Reunidas, elas têm como propósito, garantir tranquilidade e segurança em todas as etapas de uma obra. “Comprometimento e seriedade estão presentes nesta caminhada, aliás fatores primordiais para qualquer negócio. Enquanto um indica um dos participantes do grupo, o outro necessariamente precisa estar comprometido em, ao fechar negócio, executá-lo com o padrão que o cliente merece”, destaca o empresário, que administra a RBF Acabamentos.

Para que a qualidade esteja presente, não só no produto oferecido, mas, principalmente, na aplicação do mesmo em uma obra, seja ela qual for, o grupo Viabiliza busca também preparar melhor as equipes que farão a execução do trabalho.

Cerca de quatro workshops são realizados por ano, a fim de oportunizar aos profissionais a qualificação e atualização, com a apresentação das novidades do mercado. Em março, um técnico vindo de Portugal esteve em Santa Rosa, quando, reunido com mais de 40 profissionais na sede da Associação Profissional dos Engenheiros e Arquitetos (APEA), deu dicas e informações acerca de técnicas de instalação de lareiras, já que a Europa concentra referências internacionais na produção de lareiras de alta performance. “Empreender é também se preocupar com a qualidade do que se oferece, não somente do produto que se comercializa, mas também do serviço que se presta. Precisamos ter profissionais qualificados e uma mão de obra que acompanhe a evolução, as tendências. E esta é uma das ações que desenvolvemos, inclusive, com os mais de 10 prestadores de serviços terceirizados que o grupo Viabiliza se relaciona”, reforça Nelcir Fronza.

 

Faça seu comentário