HomeEducação & Cultura sexta-feira, 19 de maio de 2017 08:27

Direção do Liminha fala sobre a venda

Presidente da SCALIFRA, irmã Valderesa Moro afirma que aulas irão até dezembro e depois a estrutura será entregue ao município.

“Faz algum tempo que vínhamos refletindo sobre a possibilidade de vender o educandário”, admitiu nesta semana a irmã Valderesa Moro, diretora-presidente da SCALIFRA, mantenedora do Colégio Franciscano Santa Rosa de Lima-Liminha . Lembrou que foram feitos investimentos, como a construção do ginásio esportivo, na tentativa de elevar o número de alunos. Hoje são 300 estudantes para estrutura que já comportou 600. No início deste ano finalmente tomamos a difícil decisão de encerrarmos as atividades em Santa Rosa. Para mantermos a vinculação da história da escola com a educação, procuramos o prefeito para iniciarmos uma negociação”, comentou a irmã. Disse que a instituição recebeu propostas de outros investidores por valores mais elevados e com menor tempo de pagamento. Deu a entender, de forma clara, que não se tratava de uma simples transação imobiliária, mas a de passar para o município a preservação de uma história de 74 anos, que desapareceria no caso de uma ação empresarial.

Sobre a reação dos pais, que ontem realizaram uma passeata silenciosa de protesto, Valderesa Moro disse que todos os contratos firmados serão cumpridos até o final do ano, inclusive com os cerca de 60 colaboradores. “Pedimos a compreensão das pessoas, mas estamos diante de uma situação insustentável economicamente, o que levou-nos a desfazermo-nos do patrimônio”, concluiu. Apesar das dificuldades financeiras, afirmou que o Liminha jamais atrasou salários.

Estrutura será entregue ao município no final de Dezembro.

Anúnico da venda da estrutura aconteceu nesta semana, na Rádio Noroeste. LINK

Faça seu comentário

Comentários
  • Miguel Oliveira sexta-feira, 19 de maio de 2017 09:44

    Parabéns irmãs franciscanas pelo carinho e dedicação à educação dos nossos filhos . O gesto de procurar o prefeito e oferecer a estrutura ao município, ao contrário de entregar a especulação imobiliária, demonstram o tamanho de seu amor por nossa gente.
    Parabéns prefeito por entender este momento e assumir a condução daquele espaço histórico que tem e muito terá à oferecer a nossa cidade.