HomeESPECIAL DIA DA MULHER sábado, 4 de março de 2017 11:12

Vanessa Peripolli Gerlach

Capitã do Quadro de Oficiais de Estado Maior da Brigada Militar

Ser mulher nos dias atuais é um privilégio!

Retrocedendo, bem pouco, na história, percebemos a grande evolução que a figura feminina vem conquistando.

Nossas antecessoras desbravaram áridos caminhos e hoje temos, em tese, os mesmos direitos que os homens. Ainda falta concretizar vários pontos dessa igualdade, mas não podemos deixar de louvar as conquistas consagradas e as que estão em fase de concretização, ainda pendentes de reconhecimento por parte da sociedade como um todo. Para que isso ocorra, para que a igualdade de gênero prevista em nossa legislação venha para o mundo real, dispomos de vários mecanismos, como legislação de proteção contra a violência, sistema de cotas de gênero, tratamento diferenciado em função da maternidade, etc, que visam diminuir a lacuna ainda existente quanto ao tratamento dispensado a homens e a mulheres.

Precisamos de “um dia comemorativo” para lembrar que se no mundo concreto a igualdade hoje não está ainda no nível definido na lei, já foi bem pior há poucas décadas atrás. Idealizo uma época em que esse dia seja ... desnecessário, e que isso ocorra na vida de nossos filhos, pelo menos. Ser mulher hoje é ser profissional sem deixar de ser mãe; ser independente sem deixar de ser meiga; ser amiga sem deixar de ser família; ser esteio sem perder a ginga.

Vemos lares estruturados na figura da mãe; empresas sólidas na de suas gestoras; funções públicas na de suas titulares; vemos política sendo feita de saia e batom! Não digo que seja fácil, pois ainda enfrentamos o descrédito e o preconceito, adjetivos masculinos, muitas vezes infelizmente vindos de outras mulheres; mas os enfrentamos com competência, flexibilidade, persistência, garra, sutileza, adjetivos femininos!

Saímos dos bastidores e dominamos o palco! Somos filhas, mães, amigas, esposas, profissionais, assumindo nossos lugares sem deixar a essência feminina esmorecer, ao contrário: enaltecendo-a.

Ser mulher nos dias atuais é um privilégio pois não estamos apenas vendo a história ser escrita: estamos ajudando a escrevê-la!

 

 

Faça seu comentário