HomeGeral sexta-feira, 5 de janeiro de 2018 09:16

Nota Fiscal Gaúcha abre espaço para entidades de defesa dos animais

As ONGs Amigan e Focinho Amigo já entraram com o encaminhamento do pedido e agora reúnem os papeis necessários para poder participar.

O governo do Rio Grande do Sul informou no domingo, 31, que a partir de terça-feira, 02, entidades de defesa dos direitos dos animais poderão ser indicadas para receber recursos dentro do programa Nota Fiscal Gaúcha. As ONGs Amigan e Focinho Amigo, de Santa Rosa, que trabalham com animais abandonados, já entraram com o encaminhamento do pedido e agora reúnem os papeis necessários para poder participar.

Para indicar uma das entidades, é necessário estar inscrito no programa. A previsão é de que R$ 1 milhão seja repassado para as entidades ao longo de 2018. A indicação de uma entidade que trabalha pela causa animal não invalida as indicações que já podem ser feitas para entidades que realizam trabalhos nas áreas de educação, saúde e assistência social.

Para a indicação basta entrar no site do programa NFG e escolher uma das entidades relacionadas. Atualmente, apesar de terem atuação reconhecida, boa parte das entidades que atuam no resgate e proteção de animais encontram financiamento apenas por meio de doações de apoiadores.

Cães abandonados são os principais problemas das duas ONGs locais.
Faça seu comentário