HomePolícia segunda-feira, 19 de março de 2018 08:38

Maiores ocorrências são por furto

Estelionato ocupa, em Santa Rosa, o terceiro lugar com 12 registros.

Em Santa Rosa, o crime mais registrado foi furto que chegou a 147 ocorrências, seguido por posse de entorpecentes, que somou 23 ocorrências. Estelionato ocupa o terceiro lugar com 12 registros. Já tráfico e furto de veículos tiveram, cada um, oito registros. Os índices seguem com cinco registros de delitos relacionados às armas e munições. A cidade teve um registro de homicídio doloso, crime contra a vida.

Tuparendi registrou, no mesmo período, nove furtos, três ocorrências de estelionato e um delito relacionado a armas e munição. Já Tucunduva teve 11 furtos e um abigeato. Porto Mauá teve três furtos.

Os crimes contra a vida mantiveram, no primeiro bimestre de 2018, a tendência de queda registrada em 2017 no Rio Grande do Sul. O balanço dos dados estatísticos da criminalidade, apresentado pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) e aponta redução de 63,9% nos índices de latrocínio e 34,5%% nos homicídios, em comparação ao mesmo período no último ano.

Para o secretário Cezar Schimer, os números apresentados refletem o esforço do governo estadual em fornecer os recursos humanos e materiais necessários ao desempenho das funções dos órgãos da Segurança Pública. “Cabe destacar o trabalho realizado pela Brigada Militar e pela Polícia Civil no combate a criminalidade”, afirmou.

 

Faça seu comentário