HomePolícia sexta-feira, 17 de março de 2017 09:55

Mais um preso na Operação Noite Branca

A 19ª prisão foi efetuada na noite da quinta-feira, em Florianópolis.

A Polícia Civil efetuou no início da noite de ontem, 16, mais uma prisão, resultado da Operação Noite Branca. Segundo o delegado Vilmar Schaefer, coordenador das investigações, a 19ª prisão foi realizada em Florianópolis, Santa Catarina, e o indíviduo é apontado por vender cocaína e LSD em Santa Rosa.

A Operação Noite Branca, com o objetivo planejado de combater o tráfico de drogas em Santa Rosa, durou 18 meses e prendeu durante as investigações oito pessoas, e foi deflagrada em alguns municípios da região, que recebiam vários tipos de entorpecentes do Vale dos Sinos e da Grande Florianópolis. As equipes da 10ª Região Policial Santa Rosa, comandados pelo delegado Regional Ubirajara Daniel Diehl Júnior cumpriram mandados de busca e apreensão. Entre os detidos está um vereador e presidente da Câmara de Vereadores de Bom Progresso.

Segundo o delegado Vilmar Schaefer foram 18 meses de investigações que comprovaram o envolvimento dos in-diciados. Drogas sintéticas, como LSD e Êxtase eram trazidas de Florianópolis (SC). "A grande maioria dos presos já possui passagem por tráfico de drogas e a Operação constatou que o grupo movimentava cerca de R$ 300 mil por mês com o tráfico na região", disse. Investigações apontaram a rede de traficantes e a policia buscou garantir o resultado jurídico. "Tínhamos duas opções e optamos em desarticular a quadrilha", afirmou o delegado.

Vilmar ainda salientou que foram identificados 30 pontos de vendas de drogas, todos desmontados na Operação. Na maioria dos casos as mulheres presas atuavam na cobrança da droga.

Um apenado do presídio de Santa Rosa também é apontado nas investigações por comandar de dentro da penitenciária a venda de drogas na cidade.

A Operação Noite Branca foi acompanhada pelo Chefe de Polícia do Interior, delegado Fernando Sodré de Oliveira e do delegado Rodrigo Bozzetto, diretor do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC). Para Sodré, a eficácia do trabalho da Polícia Civil da região soma em qualidade de vida à população. "Ações no combate à crimina-lidade geram sensação de segurança para a população. Uma polícia eficiente identifica e desmonta quadrilhas, como está sendo feito na Região de Santa Rosa", afirmou.

Participaram da Operação Noite Branca cerca de 200 policias, viaturas e um helicóptero.

Faça seu comentário