HomePolítica segunda-feira, 15 de janeiro de 2018 08:24

PT reage às declarações de Paulinho

Sobre as declarações o Partido dos Trabalhadores respondeu ao vereador Paulinho dos Santos, PPS.

Em declarações à Rádio Noroeste e também através de nota distribuída à imprensa, o Partido dos Trabalhadores respondeu ao vereador Paulinho dos Santos (PPS), ex-presidente da Câmara, sobre declarações veementes feitas na semana passada, onde Dado Silva teria sido um dos traidores diante da decisão do pagamento do 13º salário.

“Os 15 vereadores foram reunidos e o assunto foi apresentado. Depois dois deles se mostraram contra, negando-se a assinar um documento de adesão”, criticou Paulinho. Dado Silva contrapôs: “desconheço o encontro mencionado de que todos os vereadores aceitaram. Sempre deixei claro que dependia de uma orientação de meu partido sobre como proceder”, respondeu Dado.

“O PT não tem moral para emitir nota à imprensa orientando seus vereadores a não receber o abono, porque quase quebraram nosso país”, acusou Paulinho dos Santos. “O PT tem uma posição clara e firme de combater privilégios, especialmente dentro do setor público, e mais ainda no que tange à cargos políticos. É um princípio basilar do partido, desde sua fundação”, acentuou a nota.

E a nota continuou: “os resultados colhidos ao longo dos 13 anos de governo do PT no país, dão conta de que nos governos petistas de Lula e Dilma, o Brasil deixou de ser devedor e tornou-se credor do FMI. A economia cresceu em todos os aspectos, o que gerou 22 milhões de empregos formais neste período. O País saiu do mapa mundial da fome, pela primeira vez na história, e 36 milhões de brasileiros saíram da miséria”.

 

Dado Silva considera o 13º salário para vereador um ato imoral.
Faça seu comentário