HomePolítica quinta-feira, 23 de março de 2017 09:46

TRE mantém cassação de Beate Petry

Vaga na Câmara de Vereadores deve ser assumida pelo suplente da Coligação.

Por unanimidade o Tribunal Regional Eleitoral manteve a sentença da Justiça Eleitoral de Santa Rosa e a vereadora reeleita pelo PT de Tuparendi, Beate Petry está com seu mandato cassado.

Conforme decisão o diploma de Beate deve ser cancelado e declarada a inelegibilidade da mesma por oito anos. Já os votos obtidos por Beate devem ser computados para a Coligação Mudança e Desenvolvimento.

Sem diploma, Beate deixa de ser vereadora, cargo que deve ser assumido pelo 1º suplente da coligação Geraldino Antônio Morin-PT, que atua como secretário de Obras no Governo de Leonel Petry. Se Morin permanecer como secretário, ele abre a vaga para o 2º suplente, Vilmar Francisco Feltraco-PDT.

Na manhã desta quinta-feira, 23, Beate participou do Programa Ponto e Contraponto da Rádio Noroeste, onde afirmou que buscará recuso ao TSE-Tribunal Superior Eleitoral.

Faça seu comentário