HomeRegião sexta-feira, 24 de março de 2017 08:21

Sindicato dá continuidade ao Programa de Habitação Rural

Até agora foram concluídas 336 reformas e ampliações e 162 casas novas, totalizando 498 famílias beneficiadas.

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Tuparendi e Porto Mauá tem realizado um trabalho intenso na habitação rural. A melhoria de qualidade de vida é uma luta histórica do movimento sindical. Em Tuparendi e Porto Mauá o trabalho começou mais fortemente em 2000, quando da realização da Semana Sindical. Na época foram visitadas todas as famílias do interior e uma das maiores demandas, identificadas por meio do diagnóstico realizado, era a necessidade de melhores condições de habitação, em aproximadamente 600 casas, algumas já em péssimo estado de conservação. A partir disto, a ação foi buscar junto aos Governos Federal e Estadual, a criação de programas para atender esta demanda.
Em 2005 se iniciaram as primeiras obras. No início o Programa com recursos limitados, mas que, com o passar dos anos e por meio do debate e de mobilizações, se conseguiu avançar e melhorar os critérios de execução, inclusive construção de casas novas.
No final do mês de outubro foram encerradas as atividades de mais um grupo de beneficiários do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), em que 18 famílias foram contempladas com melhorias em suas casas, seja com reformas ou ampliações. São grupos familiares com dificuldades financeiras, que, sem algum Programa desta natureza, não teriam condições de melhorar sua qualidade de vida.
Este trabalho é resultado de um grande comprometimento, pois a demanda de trabalho para execução é grande. São necessárias ações na área de engenharia civil, social, além da elaboração e organização de vários documentos. Assim, diretoria do Sindicato, engenheiro civil, técnica social e serviços de escritório da Entidade precisam de uma grande dedicação para levar a termo a execução das atividades que contemplam, além da obra civil, organização documental, ações educati-vas e informativas, em que se pode citar capacitação sobre geração de renda, educação patrimonial e ambiental, dentre outras.
A cada grupo de famílias atendido, após a conclusão das atividades, se pode confirmar a satisfação destas famílias em ter uma casa que lhes possibilite morar com qualidade de vida. Muitas vezes são depoimentos emocionados, de pessoas humildes, que jamais teriam condições de executar as obras sem algum tipo de auxílio.
Até agora foram concluídas 336 reformas e ampliações e 162 casas novas, totalizando 498 famílias beneficiadas. Mesmo com este trabalho já realizado, ainda existe demanda. Se aguarda novas liberações para atender outras famílias de agricultores familiares. Diante do cenário de dificuldades econômicas, para esta parcela dos agricultores menos capitalizados, esta é uma das ações que possibilita que famílias continuem no meio rural, exercendo uma atividade nobre, que é a produção dos alimentos que vão à mesa dos brasileiros diariamente.

Faça seu comentário