HomeRegião sexta-feira, 8 de setembro de 2017 16:13

Tucunduva dos 58 anos

Programação especial marca o aniversário do município.

No ano de 1920 chegaram as primeiras fontes de colonização vindas de Bento Gonçalves, e aqui encontraram a família de João Tucunduva, cujo sobrenome deu origem ao nome do município.

Com a chegada dos colonizadores, as terras foram sendo povoadas e vilas começaram a se formar. Os primeiros habitantes eram originários de diferentes grupos étnicos como alemães, italianos e poloneses. O trabalho árduo e muita dedicação dos antepassados transformaram as áreas antes ocupadas pela mata em lavouras que garantiam a subsistência do povoado formado em 1926. Com o aumento da população, técnicas artesa-nais começaram a ser utilizadas, possibilitando assim a comercialização de produtos agrícolas.

Em 1931, com a emancipação de Santa Rosa, Tucunduva passou à categoria de Vila e no dia 19 de abril de 1934 foi elevado à 7º Distrito do município de Santa Rosa. A década de 50 foi marcada pela intensificação do comércio e pela introdução da cultura de soja no município e no campo político tem início o movimento emancipacionista.

O dia 10 de setembro de 1959 tornou-se uma data histórica para os tucundu-venses. Neste dia o município conquistou sua emancipação político-administrativa e a instalação do mesmo aconteceu em 31 de dezembro de 1959 com a posse do primeiro prefeito municipal Florentino Rossato. Entre as décadas de 70 e 80, com a intensificação do plantio da cultura da soja, tem início o processo de mecanização das lavouras de Tucunduva, o que rendeu ao município o título de "Capital da Lavoura Mecanizada" e Terra do Músico.

Os anos passaram, exatos 58, e muitas lideranças contribuíram para o desenvolvimento do município. A cada dia um novo desafio. Hoje, o momento econômico do país atinge diretamente as cidades, e Tucunduva não fica de fora. A queda da arrecadação torna o desafio do prefeito Marcelo Burin ainda mais complexo. Com receita reduzida, e um orçamento estimado em R$ 24 milhões, a administração precisa olhar de forma diferente e optar por investimentos necessários, garantindo assim a saúde financeira e a promoção pelo desenvolvimento. "Estamos pensando a Tucunduva dos próximos 30 anos, para isso está em construção, junto com a comunidade, um Plano de Desenvolvimento Estratégico, que para ter resultado deverá ter sequência nas próximas gestões", afirmou o prefeito.

A Administração diz que os problemas financeiros devem ser combatidos com trabalho, gerenciamento, e controle de gastos. "Estamos pensando o município de forma diferente. A primeira medida foi aplicar o princípio da economicidade, reduzimos os cargos de confiança, diminuindo os gastos e fazendo investimentos em áreas necessárias", afirmou. Marcelo diz que as gestões passadas acumularam dívidas de cerca de R$ 550 mil, e em oito meses o déficit foi reduzido para R$ 86 mil. Entre as ações está a cobrança de dívidas atrasadas da população. Hoje o município busca a quitação das pendências, facilitando para que o contribuinte parcele em até 60 vezes os vencimentos.

Por ser um município principalmente agrícola, o prefeito destaca que embora não possua a Secretaria de Agricultura, a pasta da obras supre as necessidades. "Além de economizar com salários, conseguimos dar suporte às atividades‘ fundamental aos produtores do município", reiterou.

Tucunduva que também sedia a Festa do Músico por questões de economia, mais uma vez deixará de realizar os festejos. "Se depender de dinheiro público o evento não sairá. Entendemos a sua importância, mas neste momento o recurso será destinado para outras áreas, como garantia de repasses a saúde, educação e infraestrutura”.

Na saúde, o hospital da cidade recebeu neste ano o implemento de 20% no repasse, garantindo R$ 40 mil mensais. A entidade trabalha com um projeto para se capacitar a ser uma referência regional no setor de geriatria. Na rede municipal, os postos de saúde contam com dois médicos cumprindo rigorosamente o horário de atendimento.

No fortalecimento do comércio, a cidade realiza ações que fortalecem a economia, como por exemplo o apoio a campanha de Natal. "Comprando no município, além de garantir empregos no comércio, fortalecemos a economia, e para isso temos ações contínuas de apoio ao empreendedorismo", afirmou.

"Somos o melhor município para viver, e trabalhamos para deixá-lo cada vez mais forte e desenvolvido. Para isso contamos com o apoio de uma comunidade participativa e comprometida com a cidade", comemorou o prefeito.

Faça seu comentário