HomeRegião sexta-feira, 16 de junho de 2017 08:27

Tuparendi estima perdas de R$ 15 milhões

A administração levou em conta os prejuízos causados pelas fortes chuvas que resultaram em danos materiais, prejuízos econômicos e sociais.

No último sábado, 10, o prefeito de Tuparendi, Leonel Petry, assinou o Decreto 3.249, decretando “situação de emergência”, no município pelo período de 180 dias. A administração levou em conta os prejuízos causados pelas fortes chuvas que resultaram em danos materiais, prejuízos econômicos e sociais.

Segundo a secretária de Administração, Dolores Turra, o Governo Municipal fez um relatório que aponta prejuízos que somam R$ 15 milhões, em diferentes áreas. As lavouras foram as mais atingidas, segundo dados da repassados à administração pela Emater. “As chuvas, que somaram mais de 600 milímetros nos últimos 15 dias danificou completamente as lavouras, causando prejuízos sérios, inclusive em segmentos como hortigranjeiros, pastagens, soja, e erosão no solo”, explicou. Dolores ainda salienta que Tuparendi teve prejuízos em estradas, pontes e pontilhões. “Tivermos várias pontes prejudicadas, pontilhões destruídos e eles precisam ser refeitos”, relatou.

Conforme a secretária, a publicação estabelece que sejam adotadas de forma imediata medidas necessárias, em regime de cooperação, para enfrentar as situações emergenciais na região. “Nosso prefeito esteve na segunda-feira, 12, em Porto Alegre, em busca de ajuda financeira do Estado e da União, para auxiliar os municípes neste momento. Na semana passada Leonel suspendeu o transporte escolar, que deverá voltar ao normal, salvo que alguma estrada não dê condições de trafegabilidade.

Após decretado pelo município, o processo pode ser homologado pelo Estado e reconhecido pela União. Com a aprovação nestas três esferas, a localidade têm acesso a materiais de ajuda humanitária, materiais para recuperação, até recurso financeiro para reconstrução.

Faça seu comentário