HomeRetrospectiva 2017 sexta-feira, 29 de dezembro de 2017 10:22

Junho: Investimentos no Vida & Saúde e a 6ª Indumóveis

O mês de junho foi marcado pelo ato oficial de inaugurações de quatro obras no Hospital Vida & Saúde e que tiveram investimentos na ordem de R$ 7,5 milhões.

O mês de junho foi marcado pelo ato oficial de inaugurações de quatro obras no Hospital Vida & Saúde e que tiveram investimentos na ordem de R$ 7,5 milhões. A solenidade inserida na programação do 82º aniversário da instituição reuniu lideranças políticas e empresariais que, junto com a direção do Vida & Saúde testemunharam o importante passo visando a ampliação da cobertura e resolutividade do hospital, referência regional. Foram inauguradas duas UTIs, novo setor de Oncologia e o moderno equipamento de Radioterapia. No ato, o reconhecimento a lideranças políticas que articularam em todas as esferas de governo, os recursos aplicados nas melhorias. Enquanto isso, as dificuldades financeiras por que passa o Hospital Dom Bosco teve novo capítulo. Com a aprovação da Câmara de Vereadores, que precisou realizar sessão extraordinária, a Fundação Municipal da Saúde fez o repasse de R$ 350 mil à instituição. O recurso foi aplicado no pagamento do salário atrasado dos servidores.

No campo religioso, o destaque foi para a programação visando as comemorações do Centenário da Comunidade Evangélica Luterana São João, que em ato simbólico abriu a urna guardada há 68 anos, quando do lançamento da pedra fundamental da construção da nova igreja, situado na Rua São Francisco. Com o olhar atento dos fiéis, a urna foi revelando documentos históricos, como o estatuto social da comunidade, jornais da época e uma lista com o nome de todos os membros da igreja em 1948. O mês foi marcado também pelo grande número de reclamações contra a operadora Vivo junto ao Procon de Santa Rosa. Segundo a responsável, mais de 30 queixas em uma única semana. Tratava-se da qualidade do sinal de telefonia além de inúmeros casos relacionados à internet móvel. O Jornal Noroeste destacou à época, que o assunto seria pauta de audiência promovida pelo Ministério Público, já que o promotor Marcelo Squarça, da Vara do Direito do Consumidor já tratava do tema, inclusive reforçando à população a importância de efetuarem denúncia na Promotoria e Procon caso sentissem prejudicados.

Outro grande momento que viveu Santa Rosa no mês de junho foi a realização da Indumóveis. Em sua 6ª edição, a feira presidida por Ademir Meinerz registrou mais de 20 mil visitantes, que foram ao parque de exposições Alfredo Leandro Carlson para conhecer as novidades e tendências relacionadas ao ramo da construção civil, mobiliário e decoração.

Enquanto isso, na região, o destaque era para os prejuízos registrados com as fortes chuvas de junho. Em Tuparendi, por exemplo, a estimativa do prefeito Leonel Petry foi de que as perdas seriam de R$ 15 milhões, entre problemas no campo e na cidade. Em 15 dias a cidade registrou mais de 600mm de chuvas, que destruíram estradas, pontes, lavouras de soja, pastagem e a produção de hortigranjeiros. O município decretou Situação de Emergência por 180 dias.

Na área policial o destaque foi a operação da Polícia Civil, que mobilizou inúmeros agentes e diversas viaturas na região, resultando na apreensão de mais de 140 kg de carne e produtos impróprios para consumo humano, como mortadelas, cucas, salsicha e salame. Também, em junho, a morte do policial militar Bruno Scholl Engroff, chocou a população de Campina das Missões. Ele foi assassinado com um golpe de faca desferido por uma mulher, que foi presa. O fato ocorreu em um bar. O PM havia intervido na tentativa de retirar a agressora do local que perturbava os presentes no estabelecimento.

Já em Santa Rosa, a Polícia dava início ao inquérito sobre a morte de um bebê de 11 meses, ocorrido na última semana de maio em uma escola de educação infantil da Vila Progresso, bairro Cruzeiro. O delegado Tiago Tescke, responsável pelo caso, passou a ouvir testemunhas, entre elas pais da criança, funcionárias da escola e do posto de saúde onde o bebê foi atendido, além dos médicos que concederam o atestado de óbito da criança, que teria morrido por obstrução das vias aéreas 'causadas por um líquido'. O caso teve enorme repercussão na cidade.

Foram inauguradas duas UTIs, novo setor de Oncologia e o moderno equipamento de Radioterapia
Faça seu comentário