HomeSanta Rosa-87 anos sexta-feira, 10 de agosto de 2018 08:22

Como tudo começou...

A solenidade de instalação da nova cidade aconteceu no dia 10 de agosto de 1931.

Nossa região era habitada por indígenas do grupo Tapes. Com a chegada dos jesuítas e espanhóis em 1626, iniciou-se um sistema de redução para catequizá-los.

Santa Rosa integrava o território dos Sete Povos das Missões fundados pelos jesuítas, pertencendo sucessivamente a Porto Alegre, Rio Pardo e Santo Ângelo. Em 1876, o município de Santo Ângelo foi subdividido, sendo criado o Distrito de Santa Rosa. Contudo a efetiva colonização só ocorreu a partir de 1915, quando entrou em execução um vasto plano de loteamento de terras para assentar os nacionais que já habitavam a região.

No ano anterior, Quintino Zanella e mais alguns companheiros, ergueram o acampamento no local onde está construído o Colégio Santa Rosa de Lima, Liminha, que passou a ser propriedade pública. Assim estava fundada a Colônia 14 de Julho. Os primeiros povoadores foram os próprios funcionários do serviço de agrimensura. Mais tarde ocorreu a colonização propriamente dita, quando afluíram descendentes de alemães e italianos, além de outras etnias em menor escala.

As famílias se instalavam nas proximidades do acampamento, derrubavam matas, construíam casas e faziam lavouras. A ocupação dessas terras aconteceu rapidamente, sendo que em 1920 a Colônia já contava com 11.215 habitantes.

A ideia da emancipação surgiu em 1927, quando a Colônia já estava com 35.000 pessoas e uma boa arrecadação. A energia elétrica chegou em 1922, quando José Pittas instalou seu gerador próprio.

Em 1928, começou a funcionar o Cine Odeon, de Agostinho Frainer. Durante quatro anos Frainer passou seus filmes em um caminhão que circulava pelos povoados. O cinema fixo localizava-se onde hoje é o Salão Paroquial, na Rua Sinval Saldanha. Atualmente acontecem sessões de filmes no Centro Cívico e Cultural Antônio Carlos Borges.

Em 1929 a luta pela emancipação crescia rapidamente, sendo o maior argumento a crescente arrecadação da Colônia.

Durante a campanha uma comissão foi até a capital do Estado a fim de apressar a emancipação. O jornal “A Serra” foi fundado para divulgar esta ação e assim, no dia 1º de julho de 1931, o general José Antônio Flores da Cunha (Interventor do Estado) assinava o decreto de emancipação do município de Santa Rosa.

A solenidade de instalação da nova cidade aconteceu no dia 10 de agosto de 1931. Neste mesmo dia tomou posse seu primeiro prefeito, Arthur Ambros, nomeado pelo Interventor Federal do Rio Grande do Sul.

Os primeiros progressos e melhoramentos em Santa Rosa foram feitos através da iniciativa de particulares.

A estrada de ferro que ligava Santa Rosa a Santo Ângelo foi inaugurada em 12 de maio de 1940. Com ela aumentou a população, pois muitos trabalhadores vieram para cá. Já telefone chegou 1945, por iniciativa da Prefeitura Municipal.

Atualmente com uma população de 73 mil habitantes, Santa Rosa possui bons desafios e projetos para o seu desenvolvimento. O exemplo disso é a revisão do plano estratégico “Santa Rosa 100 Anos” que defende três eixos prioritários: infraestrutura, desenvolvimento econômico e gestão pública, com seus respectivos gargalos. Nele são pensadas ações para solucionar questões destas áreas, melhorando o cenário para que o desenvolvimento possa acontecer de maneira sustentável e duradoura. O Santa Rosa 100 Anos está sendo atualizado pela Agência de Desenvolvimento de Santa Rosa, ADSR, em parceria com a Prefeitura Municipal de Santa Rosa.

 

Faça seu comentário