HomeSaúde sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018 08:52

Dom Bosco é sentenciado a pagar R$ 2 milhões

O prédio e equipamentos do hospital foram empenhados por oficiais de justiça como garantia para o pagamento da dívida trabalhista.

A Justiça do Trabalho condenou o hospital Dom Bosco a pagar R$ 2,1 milhões a 170 funcionários que ingressaram na Justiça do Trabalho denunciando o não cumprimento de prazos para o pagamento de férias no período de 2013 a 2017. O hospital não tem mais grau de recurso.

O prédio e equipamentos do hospital foram empenhados por oficiais de justiça como garantia para o pagamento da dívida trabalhista. Lino Puhl, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde voltou a criticar o que chama de falta de qualidade de gestão no hospital.

O médico Milton Dummel, presidente da ABOSCO, mantenedora do hospital Dom Bosco, reconheceu publicamente o descumprimento dos prazos aludidos na ação, mas observou que sempre se tentou negociar o pagamento das férias caso a caso. “Se a sentença for cumprida e o prédio e equipamentos vendidos em leilão, só restará a todos nós voltarmos para casa. O hospital vive um momento delicado, mas está tentando sair da crise. Peço que o sindicato reveja sua posição e postergue a execução da sentença”, pediu Dummel.

Faça seu comentário