HomeSaúde sexta-feira, 7 de julho de 2017 08:13

Reunião tensa na Fundação

A pauta: um laudo apresentado pela Vigilância Sanitária apontando uma série de questões que devem ser refeitas no Hospital Dom Bosco.

Um encontro na manhã de terça-feira, 04, realizada numa das salas da Fundação Municipal de Saúde, reuniu o promotor de Justiça Marcelo Squarça, o presidente da própria Fundação, Anderson Mantei, o presidente do Conselho Municipal de Saúde, José Leocrides Martins, o coordenador regional de Saúde, Valdemar Fonseca, os vereadores Osório Antunes dos Santos (PDT) e Aldemir Ulrich (PMDB), mais o médico Milton Dummel, presidente da Abosco.

A pauta: um laudo apresentado pela Vigilância Sanitária apontando uma série de questões que devem ser refeitas no Hospital Dom Bosco. Squarça concedeu tempo que entende ser suficiente para o hospital colocar tudo em dia. Dummel disse compreender a função da Vigilância que, segundo ele, sempre vistoriou o hospital. Se responsabilizou em ir à busca de soluções.

A reunião foi claramente tensa porque nosso repórter Sílvio Brasil, proibido de acompanhar o encontro, viu gestos que claramente induziam à irritação de alguns dos participantes, especialmente de Milton Dummel. Porém, nas declarações dadas à imprensa depois da reunião, nenhuma parte falou mal da outra e afirmaram que tudo fora resolvido no diálogo.

--

Faça seu comentário