HomeSaúde quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017 16:51

RS permanece sem registro de casos autóctones

Dados foram apresentados na manhã desta sexta-feira (17), durante a reunião do Grupo de Monitoramento de Ações Estratégicas de Combate ao Aedes aegypti.

O Rio Grande do Sul não registrou, até as seis primeiras semanas de 2017, nenhum caso autóctone de dengue, chikungunya e zika. Foram identificados, até o momento, somente casos importados, ou seja, quando a doença é contraída fora do território gaúcho. São quatro de dengue, um de chikungunya e um de zika.

O cenário é diferente de 2016, quando, no mesmo período, somente em relação à dengue, já eram 187 casos confirmados. Os dados foram apresentados na manhã desta sexta-feira (17), durante a reunião do Grupo de Monitoramento de Ações Estratégicas de Combate ao Aedes aegypti, e estão no boletim epidemiológico.

Mesmo com os números positivos, o secretário estadual da Saúde, João Gabbardo dos Reis, frisou que não pode haver desmobilização no combate ao mosquito transmissor das doenças. “A boa notícia que temos até o momento mostra a efetividade das ações que começamos no ano passado. É fruto do trabalho de todos”, afirmou. “Mas não podemos deixar de lado o cuidado e voltar à situação anterior”, completou.

Faça seu comentário