HomeSaúde sexta-feira, 8 de dezembro de 2017 09:27

Temos mais de 400 portadores de AIDS

Em consonância com o mundo, neste período a Fundação Municipal de Saúde intensifica suas ações na prevenção, diagnóstico e conscientização sobre a doença, através de suas equipes de saúde e de seu serviço especializado (SAE).

O número, que pode ser ainda maior, foi fornecido pela farmacêutica Luciana Legg na sexta-feira passada, 01, quando transcorreu o Mundial da Luta Contra AIDS. Em consonância com o mundo, neste período a Fundação Municipal de Saúde intensifica suas ações na prevenção, diagnóstico e conscientização sobre a doença, através de suas equipes de saúde e de seu serviço especializado (SAE).

Além das ações habituais, este ano a atividade chave foi a participação no Dia do Bem, que aconteceu no Parque de Exposições no domingo passado, com a oferta de testes rápidos para diagnóstico da infecção por livre demanda e distribuição de material informativo, não só de HIV, mas também de Sífilis e Hepatites B e C. Os testes rápidos são a grande aposta do setor.

A Imunodeficiência Humana Adquirida (AIDS) é a doença causada pelo vírus HIV, que pode ser transmitido através do sangue, pela relação sexual, pelo compartilhamento de agulhas e de mãe para o filho na gestação, no parto ou na amamentação (transmissão vertical).

A taxa de detecção do HIV vem reduzindo no Brasil e no Rio Grande do Sul. Santa Rosa, porém, está na contramão das estatísticas, com aumento de casos.

Atualmente pouco mais de 400 portadores estão cadastrados (alguns são da região). E existe a expectativa de que pelo menos mais 30% deste número acresce o cenário, com portadores que não sabem que desenvolveram o vírus.

Os casos que mais crescem em Santa Rosa situam-se nas faixas etárias dos jovens e dos idosos.

Faça seu comentário