HomeTurismo quinta-feira, 26 de novembro de 2015 09:36

Pesquisa avalia prestação de serviços relacionados ao turismo

Uma das etapas da pesquisa buscou identificar quais são os principais gastos desses turistas enquanto permanecem no município.

O turismo é uma das atividades do setor terciário da economia mais cresce no Brasil e no mundo. Sua importância está diretamente relacionada com a capacidade de gerar empregos e renda, de forma direta e indireta, contribuindo para o desenvolvimento de diversas localidades. O setor movimenta toda uma cadeia que envolve organizações públicas e privadas que movimenta um fluxo de turistas nas cidades, fazendo com que se consumam serviços de hospedagem, transporte, alimentação, dentre outros que servem para dar suporte a esta atividade. O turismo também envolve aspectos educacionais e culturais que podem até mudar a vida de uma região e, se realizado de forma sustentável, trazer muitos benefícios para a população.

A pesquisa foi realizada pelo acadêmico Charles Alberto Schmidt, do Curso de Administração da UNIJUÍ Câmpus Santa Rosa, com 280 pessoas que se hospedaram em hotéis de diferentes categorias nos meses de setembro e outubro com o propósito de avaliar a satisfação dos turistas em relação aos principais serviços prestados na cidade de Santa Rosa e também características que envolvem o seu comportamento de consumo no período.

Quanto ao perfil dos respondentes, 69% foram do sexo masculino, com faixa etária predominante de 21 a 30 anos (33%), seguido de pessoas de 31 a 40 anos (24%). Quanto ao estado civil, 53% são casados e há o predomínio de pessoas com ensino superior completo (39%). Com relação à profissão, destacam-se os Vendedores e Representantes Comerciais (19%), Gestores de Empresas (10%) e Consultores (9%), sendo que a faixa de renda familiar preponderante destes turistas é de seis a nove salários mínimos (28%). Quando questionados se já conheciam Santa Rosa, apenas 7% nunca tinham ouvido falar antes de terem vindo até o município. Os negócios são a principal motivação para os turistas frequentarem o município (53%), seguido de pessoas que visitam por estarem em férias (25%) e por motivos culturais (6%). No que tange à frequência de viagens a Santa Rosa, os maiores índices de respostas foram das pessoas que vêm ao município de quatro a seis vezes por ano (34%), seguido de pessoas que o visitam até mesmo mais de uma vez por mês (25%).

Uma das etapas da pesquisa buscou identificar quais são os principais gastos desses turistas enquanto permanecem no município, bem como os valores envolvidos durante esse período. Os maiores gastos são direcionados à hospedagem - R$ 298,00 em média, seguido de despesas com deslocamento - R$ 198,00, alimentação - R$ 178,00, compras no comércio - R$ 124,00 e diversão/lazer - R$ 105,00.

Na avaliação da satisfação foram analisadas três dimensões: infraestrutura do município, serviços prestados, pontos e eventos turísticos e ainda hotelaria. Com relação à infraestrutura do município, os aspectos com maior satisfação foram limpeza urbana (52%) e iluminação pública (49%) e os que geraram maior insatisfação referem-se ao estacionamento no município (39%) e à sinalização/placas de informação (28%). No que tange aos serviços prestados, os índices mais satisfatórios são da hospitalidade de forma geral (84%) e o atendimento nos hotéis (72%), enquanto os mais insatisfatórios são as opções de diversão noturna (47%) e quanto à diversidade de bares, restaurantes e lanchonetes para o jantar (36%). Quanto aos pontos turísticos as melhores avaliações foram com relação ao acesso ao ponto turístico (53%) e a segurança durante a visitação (45%), já os de maior insatisfação são voltados à sinalização para localização dos pontos turísticos (40%) e quanto às informações prestadas pelos habitantes com relação aos pontos turísticos (23%).

Na avaliação da rede hoteleira, os principais atributos indicados pelos respondentes para a escolha de um hotel são o preço (25%), seguido da localização (21%) e do atendimento (21%). Quanto ao tempo de permanência nesses estabelecimentos, 39% costumam usufruir de duas diárias, 23% uma diária, enquanto 11% costumam se hospedar mais de sete dias. Os maiores índices de satisfação referem-se à localização dos hotéis (86%), atendimento na recepção (77%) e limpeza dos quartos (77%). Os itens de maior insatisfação são relacionados às opções de canais de TV (46%), estacionamento (20%) e produtos disponíveis no frigobar (20%).

O professor Luciano Zamberlan, orientador da pesquisa, destaca que é importante realizar pesquisas que avaliam as percepções dos usuários de serviços turísticos em função da dinâmica do setor e da diversidade de organizações públicas e privadas que são envolvidas na oferta desses serviços.

De acordo com o acadêmico Charles, o estudo traz ainda muitos outros dados e avaliações a respeito da percepção dos turistas com relação ao município. Os resultados podem subsidiar gestores públicos e privados para que possam aperfeiçoar ainda mais essa atividade, melhorando o relacionamento e a retenção do turista quando este estiver em Santa Rosa.

Faça seu comentário