Blog Aquiles Giovelli
Blog Aquiles Giovelli
Aquiles Giovelli



Blog

Estátuas e monumentos tremem

Publicado em 19/06/2020 13h00 - Atualizado há 3 semanas - de leitura

 A morte de George Floyd, negro, pelo policial Derek Chauvin, branco, provocou uma onda de protestos nos EUA, espalhando-se pelo mundo. Nas manifestações surgiram ameaças a estátuas de figuras acusadas de escravocratas (possuíam escravos), ou de escravagistas (defendiam a escravidão), ou de exterminadores de índios, ou de ditadores. A propósito de tão controvertida questão, o mundo tem mais perguntas do que respostas. Nos EUA, três estátuas de Cristóvão Colombo foram abaixo. Ah, Santa Rosa tem uma, perto do antigo Liminha, que poucos sabem. A nossa, que destino terá? Em SP, um abaixo- assinado propõe a derrubada do busto de Borba Gato, sob a acusação de ter sido mercador de índios. Em todos os casos, quem deverá decidir? Os manifestantes (fanáticos)? A Comissão da “Verdade”, que até Bolsonaro assumir, à custa do Tesouro Nacional, concedeu R$ 10 bilhões em indenizações e pensões a “perseguidos” políticos? 

A Avenida Castello Branco, principal via de entrada e saída de Porto Alegre, por proposição do ver. Pedro Ruas (PSol), mudou de nome, só retornando à origem por decisão judicial recente. Getúlio Vargas, homenageado em centenas de cidades com estátuas e nome de ruas, passará incólume? Para Flávio Tavares (ZH), Getúlio foi ditador, “mas bonzinho”. Ora, ditador por ditador, ambos - Castello e Getúlio - foram. A propósito, sobre o regime de 1964, o jornalista Fernando Gabeira, militante armado contra o governo da época (sequestrador de embaixador do EUA), diz: “ ... o programa político que nos movia era voltado para uma ditadura do proletariado”, o seja, luta por democracia não havia, mas raros não se dizem vítimas do regime. Enfim, o título de ditador anula sua obra patriótica, benemérita? A apologia à ditadura de Fidel Castro se enquadra como liberdade de manifestação? E ao regime militar de 64, não?

Castelo Branco, o 1º presidente do regime de exceção pós-64, é herói da 2ª Guerra Mundial por enfrentar, com sucesso, o fascismo em solo europeu. Getulio Vargas foi responsável pela criação da CLT, da Petrobras, do Código Florestal etc, mas, em 1937, fechou o Congresso. Luís Carlos Prestes foi homenageado com um Memorial em Porto Alegre, construído dinheiro público, sendo, até a morte, ferrenho defensor do stalinismo. O “Cavaleiro da Esperança” nunca foi intérprete da democracia nem herói esquecido. Bento Gonçalves, herói Farroupilha, nome de ruas, de CTGs, etc, deixou escravos de herança a seus filhos. Ah, só para lembrar: Tarso Genro, ao assumir o governo do Estado, hasteou a bandeira de Cuba no Palácio Piratini, em homenagem à democracia? Em hipótese alguma. A esses cinco, o que dirão os manifestantes de rua?

À dialética exacerbada do momento, invoco Nelson Mandela. Pois Mandela, depois de 27 anos de prisão, reuniu força para governar a África do Sul. Eleito, quando o mundo temia - mas muitos desejavam - vingança, editou uma Constituição, e todos - brancos, negros, indianos e mestiços - passaram a gozar de igualdade. Em 2010, conheci a África do Sul, um País de extremas desigualdades. Mandela era seu presidente. Dois lugares me tocaram: 1) o Soweto, Bairro miserável com quase 4 milhões de pessoas (de Joanesburgo), no qual Mandela presidente continuou a residir; 2) o Memorial Mandela com todas as fases e obra do líder, no qual, na saída, em livro de registros, consignei: “Mandela, tu és o cara!”, apondo meu nome, País, Estado e cidade.

Sobre o “acerto de contas”, ainda uma pergunta: a Basílica de S. Pedroiniciada pelo Papa Júlio II, em 1506, sob a acusação de ser construída, em parte, com a venda de Indulgências, e a Muralha Chinesa, erguida com sacrifícios de vidas humanas, estarão salvas?

Últimas do Blog

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

Camera de segurança registra momento em que água invade residência em Santa Rosa/RS

Camera de segurança registra momento em que água invadiu a residência, de Claudio Wendland, no Bairro Sulina, em Santa Rosa/RS nesta terça-feira (7). Segundo Claudio a água derrubou o muro de seu vizinho, depois invadiu a sua residência derrubando o muro e a sua garagem. Por pouco ninguém ficou ferido. ''O Prejuízo foi grande, tenho que reconstruir minha garagem, praticamente perdi minha moto, ela era quase nova, mas vamos pra luta mesmo em tempos difíceis, não dá para baixar a cabeça, Deus tem algo maior para nós dar'' afirmou Claudio

há 4 dias


Benedetti reclama da falta de recursos para o Combate ao Câncer de Próstata

há 5 dias


Desenvolvimento de bebês através da psicologia

há 5 dias