Blog Bem Te Vi
Blog Bem Te Vi
Bem Te Vi



Blog

2020 demorou pra passar

Publicado em 28/12/2020 10h34 - Atualizado há 3 semanas - de leitura

# Em 2020 não cabe aquela máxima de “como o ano passou rápido”. Demorou pra passar. E já vai tarde!

# Na política partidária foi um ano de eleições municipais. Um pleito que prometia ser mordedor. Tudo calmo, mas merece algumas referências e lembranças.

# Mantei venceu um pleito começando bem atrás de Orlando e com boa margem de diferença.

# Orlando perdeu a eleição obtendo sua maior votação majoritária na história das seis que disputou.

# Miro elegeu sua esposa Cleo, mostrando que tem café no bule.

# Três vereadores não se reelegeram: Aldair Melchior, Renato Schaefer e Paulinho.

# A proibição das coligações proporcionais valorizou os partidos. O PCdoB, por exemplo, reelegeu Migue Knorst, mesmo que 11 candidatos tenham feito mais votos.

# Lires jamais se envolveu em qualquer polêmica e foi a mais votada do PP. É um jeito diferente de fazer política.

# Benedetti fez votação de vereador concorrendo a prefeito. Seu estilo de apontador de dedo foi rechaçado pelos eleitores.

# Colla conviveu com a segunda derrota consecutiva à Prefeitura. Vai insistir? Sua simpatia na comunidade não repercute nas urnas.

# Alcides Vicini está concluindo seu quinto mandato. E com fôlego para concorrer à deputação estadual em 2022.

# Marcão errou em ir para o PSB, não pelo PSB, um partido de esquerda. É que concorreu pelo PRB, hoje Republicanos a deputado estadual em 2018, uma sigla de direita em Santa Rosa. Pode refazer seu rumo.

# Tá desgastado esse papo de alguns políticos da esquerda local de que o PP ganhou a eleição majoritária por causa do dinheiro. De novo?

# Alguém ainda tem dúvidas de que o eleitor de Santa Rosa é conservador e pró-direita? É só ir para a história. Alvírio Scalco, Osmar Terra, Júlio Brum e Orlando Desconsi são as exceções na política contemporânea. Nos demais anos, só deu PP.

# Quando a direita local tinha tudo para se desgastar e levar anos para se recuperar, o MDB compôs com o PP e ajudou a eleger Anderson Mantei. Mais do que isso, revelou um substituto para Alcides Vicini.

# A direita faz o que a esquerda não faz. Renova. Sim, apesar dos cinco mandatos de Vicini, sempre renovou. Teve Antônio Carlos Borges e Erni Friderich, duas legendas da sigla que antecederam Vicini.

# Nos anos 1990 a então esquerda concentrada no MDB, conseguiu o feito de eleger dois prefeitos em sequência: Terra e Júlio. Orlando se elegeu em 2012 no vácuo da ausência de Vicini.

# Júlio Brum é falecido. Terra nunca mais disputará uma eleição municipal. E Orlando, é bom que se diga, resistiu até o fim para não concorrer em 2020. Concorreu porque o PT não tinha opção.

# Quem são os candidatos a prefeito em potencial, hoje, da esquerda? Jeferson Fernandes pelo PT? Não é uma opção, é um sacrifício. Vamos lá, forcem a mente e citem agora pelo menos um candidato que uniria a esquerda local. Não tem. Por hora, é uma figura a ser fabricada.

# E a direita? Anderson Mantei. Se o casamento com o MDB se consolidar, tem mais um: Aldemir Ulrich.

# Anderson tem 50 anos, disputou um pleito majoritário e venceu.

# Agora, se me perguntarem quem pode reconfigurar a esquerda, cito um nome de A a Z.

# É claro que Cláudio Franke nunca foi e jamais seria o Secretário de Comunicação Social. Era o emissário dos novos nomes do próximo governo.

Últimas do Blog

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

"Trevos Assassinos"

Entrevista com André Stürmer, sobre os "trevos assassinos" da nossa região.

há 3 horas


Janeiro Branco

há 8 horas


Colheitadeira é removida, após quase cair de ponte em Três de Maio

há 2 dias