Blog Bem Te Vi
Blog Bem Te Vi
Bem Te Vi



Geral

Deu muito o que falar

Publicado em 13/12/2019 09h35 - Atualizado há 2 meses - de leitura

# Nossa direita não sabe negociar. Tanto que deu muito o que falar o projeto da Liberdade Econômica, que acabou com um barulhento recuo de Vicini na Câmara.

# Algumas incongruências saltaram aos olhos na pós retirada do projeto, provocada por uma emenda assinada por nove vereadores que iria propor a supressão do artigo que liberava domingos e feriados para o comércio funcionar.

# Aldemir Ulrich, o relator, por exemplo, respondendo aos sindicalistas sobre a ausência dos trabalhadores na montagem do projeto, disse que a classe está representada por vereadores na Câmara. É uma justificativa furada, porque ele e a liderança do governo chamaram a Acisap para dentro da casa legislativa para discutir a matéria.

# Por que só a Acisap no debate? Por que a ausência da representação sindical?

# Vicini, então, baixou o nível intelectual do debate. Disse que se o comércio não pode funcionar aos domingos, então que se feche a UPA, postos de gasolina, farmácias...

# Bah, Vicini. Os setores mencionados têm legislação específica para funcionar nos domingos e feriados. São serviços essenciais.

# João Roque, da Intersindical, deixou claro que os sindicatos não são contrários ao funcionamento do comércio aos domingos. Contanto que as horas trabalhadas sejam remuneradas com vantagens. Não simplesmente trocando o domingo trabalhado por uma segunda-feira.

# A coligação PP e MDB deu mostras na prática do quanto não apresenta liga em debates de interesse do Executivo. Dos nove vereadores que votariam contra o projeto da Liberdade Econômica, dois são do MDB.

# Votariam contra o projeto: Sonia Conti (PCdoB), Dado Silva e Márcia Carvalho (PT), Cláudio Schmidt e Renato Schaefer (MDB), Fernando Borela (PP), Júlio Cunegatto (PDT) e Miro e Paulinho (Cidadania). 

# Mesmo que PP e MDB fechassem questão, Miro e Paulinho seriam decisivos na aprovação da emenda.

# Favoráveis ao projeto só restaram quatro vereadores do PP e Aldemir. Migue só votaria em caso de desempate.

# Que projeto é construído com tamanha rejeição?

# No que e em quem o governo apostava para a aprovação do projeto? Com tantos contrários dentro da base de apoio atual e da base futura?

# MDB tem mais um pré-candidato a vice: Aldemir Ulrich. Nesse ritmo, o partido terá que promover uma campanha de novos filiados.

# PT só se definirá em março sobre a candidatura de Orlando. E nem precisa ter pressa, com tantos cabos eleitorais dos lados de lá.

# Orlando e Benedetti devem ter rido bastante nas últimas horas.

# Orlando e Benedetti? Benedetti e Orlando? Não estaria aí uma chapa majoritária sendo discutida nos bastidores?

# Somos campeões estaduais de basquete. Sem palavras para elogiar a diretoria do SOJÃO que trabalha desde 2014 no projeto.

Últimas do Blog

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

Comissão do Musicanto na Fenasoja 2020 fala sobre o festival

Entrevista no programa Ponto e Contraponto da Rádio Noroeste, com Jairo Madril

ontem


Convidados falam sobre o cenário político em Santa Rosa

há 2 dias


Rafael Rufino e Quin Massotti falam sobre obras da CORSAN e da Empresa SUL CAVA no Ouro Verde

há 2 dias