Blog Gilberto Kieling
Blog Gilberto Kieling
Gilberto Kieling



Blog

A batalha final

Publicado em 22/07/2020 08h17 - Atualizado há 3 semanas - de leitura

Nós, humanos, apreciamos a ideia de que tudo haverá de terminar de forma apocalíptica, dramática e teatral. O Bem contra o Mal. Os humanos contra os ETs. Deus contra o Diabo. O planeta Terra versus um enorme meteoro vindo do fundão do espaço sideral. Nossa imaginação até inventou um tal Juízo Final, onde haverá anjos tocando trombetas e decisões serão tomadas em definitivo (está lá no livro do Apocalipse). De fato, gostamos dessa ideia de um “gran finale”, onde tudo terá fim, numa espécie de apoteose. É o armagedom.

Mas já vi outras versões para a “batalha final”, desta vez com menos dramaticidade. Gremistas versus Colorados. Fumantes contra não-fumantes. Chineses contra americanos. Solteiros contra casados (num futebol-sete no sábado à tarde). Batman versus Coringa. Robôs contra humanos. Gaúchos versus Catarinenses nas areias de Camboriú. 
Também tem aquela versão na qual, após a guerra nuclear, os humanos lutam pela sobrevivência contra exércitos de baratas. As baratas vencem...

***

Mas no Brasil e no mundo deste ano pandêmico, a batalha final parece já estar acontecendo. É a ciência versus a ignorância. Este primeiro semestre já mostrou que os países que combinaram ações políticas com ações científicas estão se saindo bem na luta contra o coronavírus. Aqueles que não fizeram esta articulação estão mal, o que inclui o Brasil.

O problema é que quando a ciência é relegada (ou vista com desconfiança) as consequências são as piores possíveis. Uma delas é a arrogância de governantes que se consideram iluminados. Geralmente, acabam impotentes contra as crises. Na epidemia de 1918, a gripe só foi controlada após inúmeros estudos que envolviam tipos de moradias, comportamento, localização das populações, acesso a saneamento, etc. Ou seja, os governantes tiveram de se dobrar à combinação de política pública com ciência.

Outra consequência é a desinformação. As pessoas começam a acreditar em soluções mágicas, como acontecia nos tempos medievais. Acreditam que a pandemia é um castigo de Deus. Se o governo não orienta e a ciência está sufocada, o medo toma conta. O melhor exemplo é essa guerra infantil envolvendo cloroquina e a ivermectina. Vi pessoas comprando estoques destes remédios e usando-os, sem qualquer orientação médica e sem imaginar os riscos que correm.

Neste momento há inúmeras pesquisas, no Brasil e no mundo, buscando a solução para o coronavírus. Há uma corrida acelerada (e desesperada) para encontrar a vacina, enquanto as soluções “mágicas” têm sido descartadas pela Organização Mundial da Saúde e também pela Anvisa. Os riscos são muito grandes. O resto é propaganda ou tentativa fraudulenta de obter lucros em cima do desespero das pessoas.

A desinformação vai desde o consumo de remédios não recomendados até àquelas histórias envolvendo conspirações chinesas para controlar o planeta ou vacinas com propósito de matar velhos ou como arma biológica. No passado, por exemplo, a vacina contra varíola foi acusada de causar autismo nas crianças (um absurdo completo). 
É como você imaginar que possa, no caso de pane no seu automóvel, usar azeite de oliva porque um primo da amiga da sua sogra, que mora em Curitiba, afirmou que está usando há tempo. O mais provável é que o motor do seu carro vá parar no lixo... O meu medo, neste momento, é que a ignorância vença a batalha final. O melhor não seria fugir para as montanhas?...

Últimas do Blog

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

Unidade Dom Bosco é adquirida em leilão pelo Vida & Saúde

O Hospital Vida & Saúde de Santa Rosa/RS adquiriu em leilão a estrutura do Hospital Dom Bosco, que ocorreu na manhã desta terça-feira, 11. O valor do negócio foi de R$ 9.354.000,00. Ele aconteceu às 10h, via internet, quando tiveram dois interessados. O Vida & Saúde arrematou, dará uma entrada de R$ 2,5 milhões em 24 horas e parcelará o restante em 30 vezes.

há 10 horas


89 anos de Santa Rosa

ontem


Santa Rosa comemora hoje, 10 de agosto, 89 anos de emancipação.

há 2 dias