Blog Gilberto Kieling
Blog Gilberto Kieling
Gilberto Kieling



Blog

Vazamentos

Publicado em 08/02/2021 11h49 - Atualizado há 4 semanas - de leitura

Descobri que tenho grande admiração e gratidão por um cidadão norte-americano já falecido. Eu sequer sabia que ele existiu. Estou falando de Willis Carrier, um engenheiro mecânico de Minneapolis.

A razão desta admiração é simples. Willis é o inventor do ar condicionado! Em 1902 ele criou uma geringonça que acabou com o ar quente que infernizava a vida dos trabalhadores de uma gráfica. Mas seu invento para uso residencial só foi possível doze anos mais tarde, em 1914. Cinco anos depois o ar-condicionado chegava aos cinemas. No verão de Santa Rosa, o tal Willis Carrier virou meu herói. E eu nem sabia da sua existência.

***

Na era da informação, os bancos de dados das empresas públicas e privadas viraram objeto de desejo de grandes empresas, e, também, de bandidos.

Dias atrás ocorreu o vazamento de milhões de informações de cidadãos e de empresas do Brasil, num evento que está sendo chamado de “vazamento do fim do mundo”, tal a sua magnitude. Para se ter uma ideia, foram hackeados 224 milhões de CPFs e 40 milhões de CNPJs. Esses dados são “furtados” destes bancos de dados, e depois utilizados para venda de informações, chantagem, extorsão e até para fabricação de documentos falsos. O caso está sob investigação.

Se você quiser saber se os seus dados vazaram, entre na página “fuivazado.com.br” e pesquise com seu CPF ou CNPJ. Os meus dados, por exemplo, foram vazados e eu não tenho a menor ideia do que pretendem fazer com eles.

O caso já é visto como o maior vazamento de dados do mundo.

Este megacrime cibernético acontece justo no momento em que o Brasil tenta colocar em prática a nova Lei Geral de Proteção de Dados (a LGPD), que surgiu justamente para estabelecer regras de proteção das informações do cidadão (aquelas que você fornece para lojistas, bancos, governos, sites da internet, etc). Aliás, diante do que aconteceu, esta lei pode entrar na lista daquelas leis que “não pegam”. Existem no papel, mas não têm impacto na vida real. Esperamos que isso não aconteça.

Pois o impacto disto é o seguinte. Estaremos sujeitos a golpes e fraudes durante anos! A dica, portanto, é simples. Tome todo o cuidado com os seus dados particulares. Coisas como CPF, Identidade, endereço, dados bancários, entre tantos outros, podem ser ferramentas de crimes em mãos erradas. E quando envolver senhas, então, jamais descuide!

***

E falando em vazamento, e já trocando de assunto, a imprensa está trazendo a público, de forma gradual, a partir de autos judiciais dos processos da Lava Jato, as conversas entabuladas entre os promotores e o juiz Sérgio Moro.

Somente estas conversas já serviriam para uma séria reflexão sobre o direito e o Judiciário brasileiro. Imagine que você, por qualquer motivo, seja réu de um processo judicial (o que não é nenhum bicho de sete cabeças). Mas agora imagine que você descobre conversas entre o promotor e o Juiz do processo, no qual ambos combinam a sua condenação, antes mesmo que o processo tenha terminado, escolhendo provas e testemunhas que interessam a eles. Pois foi isso mesmo o que aconteceu na Lava Jato, que se transformou numa máfia sem qualquer pudor, interessados em fama, poder e dinheiro.

Acho até que estas conversas deveriam vir a público integralmente. Para que os estudantes de Direito (e todos que atuam na área) as analisem. E também para que toda a população brasileira veja o quanto foi enganada...

Últimas do Blog

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

O que fecha e o que pode abrir?

Podcast Noroeste deste sábado (27) com os jornalistas Jardel e Luciano, atualizando as principais informações referente a bandeira preta na região.

há uma semana


Unidade Dom Bosco chega a 100% de ocupação da UTI

há uma semana


Situação dos leitos de UTI na Unidade Dom Bosco

há uma semana