Blog Voice, por Eunice Arsand
Blog Voice, por Eunice Arsand
Voice, por Eunice Arsand



Blog

Alfabeto Elisete Uhlik

Publicado em 16/04/2021 10h47 - Atualizado há 3 semanas - de leitura

Cheia de otimismo e projetos, Elisete Teresinha Uhlik é Diretora Presidente do Grupo de Escoteiros Arajás de Santa Rosa.

Elisete é casada com Luiz Tadeu Frohlich e mãe de Artur Uhlik Frohlich. Natural de Erechim veio para Santa Rosa em 1986. Formada em Ciências Contábeis, trabalha a mais de 25 anos na Kunde Indústrias Gráficas, onde atua na área Contábil e de RH. 

Sempre alerta e dedicada ao trabalho do escotismo, que envolve educação, cidadania, educação ambiental, educação cientifica, sobrevivência, este trabalho voluntário é realizado no mundo todo. De 18 a 24 de abril será realizada a Semana Escoteira. Elisete conversou com a VOICE Jornal Noroeste:

“Minha trajetória no Movimento Escoteiro se iniciou junto com meu filho Artur, em 2011, quando ele ingressou no Grupo Escoteiros Arajás. Sempre acompanhei todas as atividades dele, e logo nas primeiras reuniões do grupo de pais me voluntariei para ajudar em um acampamento.
Depois disso, fui me envolvendo cada vez mais. Participei de cursos, reuniões, acampamentos regionais e nacionais e formação de adultos.
Hoje sou Diretora Presidente em segundo mandato.

O Grupo Escoteiro Arajás no ano que vem completará 50 anos de atividades ininterruptas em Santa Rosa. É uma história formada por muitos voluntários que se dedicaram ao Grupo e de muitos jovens que tiveram suas vidas influenciadas pelos ensinamentos e pela vivência no movimento.
Antes da pandemia nosso grupo contava com mais de 100 participantes. Sem as atividades presenciais estamos com um efetivo em torno de 60%. Os jovens de 6,5 aos 10 anos anos podem ingressar como Lobinhos, dos 11 aos 14 anos como Escoteiros, dos 15 aos 17 anos como Sênior e dos 18 aos 21 anos como Pioneiros.

O Movimento Escoteiro proporciona, de forma progressiva, oportunidades para que os jovens cresçam como pessoas, desenvolvendo-se como indivíduos responsáveis, solidários, autônomos e comprometidos, de acordo com os valores da Lei e Promessa Escoteira. Colaboramos de maneira determinante para a aquisição de competências através da vida ao livre, exploramos a natureza, acampamos (atividade muito normal antes da pandemia e acamparemos muito mais depois que tudo isso passar), desenvolvemos a autonomia, autoconfiança, liderança através do sistema de patrulhas, e respeito pela diversidade, além da ajuda ao próximo através de várias campanhas sociais.

Nossas atividades agora na pandemia têm acontecido 100% online. Mas nossos escotistas (adultos voluntários que conduzem o programa educativo) tiveram uma grande habilidade em trazer para o ambiente virtual algumas de nossas atividades, jogos e instruções para que a formação dos nossos jovens seja contínua. Nossa organização nacional também preparou grandes atividades e jogos online de integração para os jovens além de formação para os adultos. É claro que seguimos na expectativa para um retorno presencial quando for possível, para que o contato com a natureza e a vida em grupo, que são pilares do escotismo, retornem para o Arajás.

Ao ingressar no Grupo Escoteiro, não tinha muita noção do que era. Aos poucos fui compreendendo toda a grandiosidade do movimento no mundo e o quanto podemos auxiliar na formação dos jovens. Isso foi me encantando cada vez mais, foi crescendo uma vontade de fazer e conhecer cada vez mais sobre o Escotismo. Neste ano completo dez anos como voluntária.  O que posso dizer, é que o movimento me proporcionou muito conhecimento, novas amizades, aventuras e o mais legal que é a convivência com os jovens. Estar à frente do grupo me proporciona a sensação de poder estar contribuindo com algo maior, de estar sendo útil para a comunidade.


Um dos nossos princípios é entregar melhores cidadãos para o mundo. Acreditamos e apostamos muito na educação das crianças e jovens para um mundo melhor. O contato e a preservação da natureza, além da vida em comunidade com o olhar social para o nosso próximo pode sim transformar vidas. O mundo pós-pandemia terá o escotismo como uma excelente opção para as famílias se conectarem com hábitos saudáveis, atividades físicas e a natureza...

Uma mensagem para a comunidade...
Neste momento tão difícil, onde estamos privados da convivência em grupo, estamos mantendo a chama do escotismo acesa, fazendo nossas atividades online, e nos preparando para o retorno, quando possível, com todos os cuidados necessários para a retomada das atividades presencias.  Queremos nos colocar à disposição da comunidade para acolher os jovens que quiserem fazer parte desta fraternidade mundial.  Os adultos voluntários também são muito bem vindos.  Gostaria de agradecer o acolhimento da comunidade toda vez que o grupo faz suas campanhas. Este reconhecimento é muito importante, pois somos uma entidade sem fins lucrativos que sobrevive do esforço dos seus voluntários”.

Conheça um pouco mais de Elisete, que adora viajar, conhecer lugares e pessoas, curte ouvir as histórias dos lugares, os hábitos e costumes através do seu Dicionário.

A de Artur, meu filho, amor da minha vida.

B de Boa Vontade, o que está faltando na humanidade.

C de Ciência, nunca precisamos tanto como agora.

D de Dedicação, assim conseguimos bons resultados.
 
E de Educação, única forma de mudarmos o mundo.

F de Família, independente da distância, nosso porto seguro.
 
G de Grupo Escoteiro, minha segunda família, onde recarrego minhas energias.

H de História, sempre gostei de estudar e ler sobre.

I de Inveja, o pior dos defeitos.

J de Jamboree (acampamento escoteiro) muitas amizades.
 
K de  Kunde, empresa que trabalho a mais de 25  anos e onde me realizei profissionalmente.

L de Luiz, meu companheiro.

M de Maternidade, melhor experiência de vida.

N de Natureza, tudo vem dela.

O de Oportunidade, a vida não nos proporciona muitas, temos que aproveitá-las.

P de Persistência, não desista, o que você busca pode estar logo ali.
  
Q de Qualidade de Vida, o que eu busco.

R de Resiliência, o que a vida tem me ensinado.

S de Saúde, o resto à gente corre atrás.

T de Trabalho, o que nos define e nos dignifica.

U de União, está faltando entre as pessoas.

V de Voluntariado, um modo de servir ao próximo.

W de WI-FI, não conseguimos mais viver sem. 

X de Xícaras de chá, regam os encontros com as amigas.

Y de Yanni, (músico) minha trilha sonora, melhor show que já vi.

Z de Zoológico, minha primeira viagem de escola.

Últimas do Blog

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

TRF 4 julga ação da Barragem Garabi/Panambi

TRF julga neste momento o recurso contra a decisão que impede os estudos para a construção do Complexo Hidrelétrico Garabi-Panambi.

há uma semana


Lançado projeto do Espaço Poliesportivo e Cultural

há 2 semanas


Aulas na rede municipal não retornam nesta segunda

há 2 semanas