Blog Voice, por Eunice Arsand
Blog Voice, por Eunice Arsand
Voice, por Eunice Arsand



Blog

Alfabeto Marcia Raquel Goral de Paula Moraes

Publicado em 18/06/2021 10h10 - Atualizado há 3 meses - de leitura

Realizada e super atuante a engenheira, Marcia de Paula Moraes atua em projetos e obras em Santa Rosa. É casada com Lazaro Batista da Luz Moraes e mãe de Joana Vitória de Paula Moraes.    

Sua formação Engenheira Civil e Pós Graduada em Licenciamento Ambiental. Formada desde 2013, atua no desenvolvimento de projetos residenciais, comerciais, regularizações, e predominantemente com projetos de loteamentos urbanos. 
No ano de 2012, Marcia teve o diagnóstico do Diabetes Tipo 1, e desde então busca, através de um grupo de apoio, ajudar outros diabéticos no controle da amiga “bete”.  

Marcia atua em um dos setores que mais alavanca a economia, é também um dos que mais vêm mudando sua característica diante do crescimento das mulheres no mercado de trabalho.
Determinada ela traça metas, concretiza seus sonhos e corre atrás das conquistas planejadas com muito esforço e estudo.

Cheia de orgulho, ela abre espaço para histórias inspiradoras da presença de mulheres na construção civil, encorajando muita gente ao seu redor, sendo um exemplo desafiador e de força, coragem e conquistando experiências promissoras.


A VOICE Jornal Noroeste conversou com Marcia, confira:

Quando você ingressou no mercado da engenharia e quais foram os principais desafios da sua profissão?

Iniciei na engenharia já na época da faculdade, trabalhando como estagiária, com isso pude desenvolver habilidades que foram essenciais para iniciar o trabalho como autônoma. Acredito que o principal desafio, em qualquer profissão, é ter a confiança do seu cliente no seu trabalho, talvez por ser mulher, nesse mundo da engenharia que é predominantemente masculino, precisei ainda mais me posicionar para obter bons resultados. Graças a Deus todos os desafios foram transformados em conhecimento e sabedoria para crescer em minha profissão.


Sua carreira já conta com várias experiências na construção civil e também aprovações de loteamentos. Como é seu dia a dia e conquistar este espaço profissional importante no mercado?
Iniciei o trabalho com loteamentos prestando serviço a outros profissionais, e aos poucos fui ganhando espaço, podendo contribuir e desenvolver projetos com melhor aproveitamento para os meus clientes. Embora a maioria das pessoas imagine que o trabalho na engenharia civil seja resumido a desenhos técnicos e cálculos, no dia a dia da profissão preciso estar constantemente buscando atualização das legislações e resolvendo partes burocráticas, que vão desde documentos na prefeitura municipal até o encaminhamento final das averbações junto ao registro de imóveis. Fico muito feliz ao ver o termino de um projeto, não somente da obra em si, mas quando todas essas etapas foram vencidas.
 

A pandemia do Covid 19 atrapalhou suas atividades ou este mercado seguiu com as atividades normais?
No início da pandemia houve uma diminuição nos trabalhos, porém no decorrer dos meses isso foi se ajustando. Procurei dar mais atenção a utilização de ferramentas como whatsapp, podendo resolver muitas questões a distância. Também tivemos a mudança no nosso município com a inclusão da aprovação de projetos de forma on line, diminuindo as idas a prefeitura. Em meu escritório mantive as rotinas, podendo perceber até mesmo crescimento no fluxo de trabalho nesse período.

Qual a sensação depois de uma obra concluída e entregue ao cliente?
Ao realizar o acompanhamento das obras, podemos ver o crescimento de um sonho que foi idealizado no papel se tornar realidade. É muito gratificante perceber que o cliente saiu satisfeito com o resultado, e isso me motiva a buscar aperfeiçoamento e crescimento.

Como avalias a expansão da construção civil em nossa cidade?
Santa Rosa tem um potencial de crescimento muito grande, através da execução dos projetos de loteamento consigo perceber que ainda temos muito espaço para a expansão de uma cidade bonita e próspera.

O que é mais importante na engenharia: solucionar o problema do cliente ou criar uma boa experiência?
As duas questões são importantes, muitas vezes recebo clientes com expectativas que não são permitidas de execução perante a lei relativa à construção, porém através de um bom estudo podemos viabilizar a obra de outra forma, solucionando o problema inicial e gerando uma experiência satisfatória.


A engenharia está em tudo o que vemos?
Com certeza! Todas as áreas das engenharias são extremamente importantes para o desenvolvimento da sociedade, se você se perguntar o “por que” de cada coisa, vai perceber o quanto a engenharia faz parte das nossas vidas, tudo inicia através de um projeto!

O que você mais se orgulha na sua profissão?
Me orgulho em deixar um legado para as próximas gerações, penso que todo o trabalho executado e que leva meu nome, faz parte da construção da nossa sociedade, e posso dizer que contribui para isso!

O que te deixa animada?
Me anima quando algo que parecia um problema é transformado em uma solução! Um professor da faculdade de engenharia sempre dizia: engenheiros são solucionadores de problemas. Não entendia até começar a atuar, e hoje percebo que, dependendo da forma que damos enfoque para o problema, ele pode se transformar em uma bela alternativa para criarmos algo melhor ainda!

Eu gosto e adoro...
Ficar com minha família! Chegar em casa e poder dar um abraço forte em minha filha, um beijo em meu esposo é a melhor parte do dia!


Você é diabética e está sempre engajada em projetos e atividades para ajudar as pessoas a enfrentar a doença.  Fale um pouco sobre e como enfrenta a diabetes?
Como relatei no inicio, recebi o diagnóstico do diabetes no ano de 2012, e eu não sabia nada sobre a doença. Na realidade parecia que minha vida iria terminar em breve... Porém percebi que não era assim, através de informações corretas e um ótimo acompanhamento médico (aqui gostaria de citar minha endócrina Carolina Preissler), que sempre esteve disposta em me ensinar e ditar o caminho, aos poucos senti a necessidade de compartilhar com outros diabéticos tipo 1 minha experiência. 
Desde então mantenho um grupo de apoio a diabéticos do tipo 1 de Santa Rosa e da região noroeste, atualmente devido a pandemia nosso contato se matem através de um grupo de whatsapp. Compartilhamos informações, novidades de tratamentos, dúvidas e o principal, que é nos ajudar  a manter um bom controle glicêmico, incentivando a medição da glicemia e os cuidados na alimentação e exercícios.
Tento levar uma vida normalmente, porém não esquecendo de fazer as medições e aplicações de insulina necessárias para um bom controle, dessa forma consigo “imitar” meu pâncreas que não consegue mais efetuar esse trabalho. Talvez eu não seja o perfeito exemplo de sucesso com o Diabetes, pois falho em diversas vezes, mas sempre busco voltar para o rumo, não posso esquecer que as consequências de um diabetes mal controlado podem ser muito ruins. Hoje com quase 9 anos de diagnóstico, gostaria que todos soubessem que essa doença não é mais forte que minha vontade de viver, viver bem e com qualidade de vida. 

Conheça um pouco mais da Marcia através do seu Dicionário.

A de Ânimo, precisamos nos manter animados para os mais diversos desafios da vida.

B de Belo, contemplar o belo tem sido muito importante para manter minha saúde emocional.

C de Casa, meu lar onde tenho meu porto seguro.

D de Diabetes, faz parte da minha vida e da minha rotina, porém ainda creio na cura!

E de Esforço, quem se esforça consegue ir além das expectativas.

F de Felicidade, aquela que todos buscamos e deve ser conquistada a cada dia.

G de Gratidão, sou grata a Deus pela vida e pela minha família! 

H de Habilidade, temos que dar atenção para nossas habilidades e procurar desenvolve-las.

I de Introspecção, refletir intimamente sobre a vida me faz mais forte. 

J de Joana, minha filha amada e também de Jesus meu salvador.

K de Kit kat, irresistível!

L de Liberdade, a maior riqueza que temos é ser livre!

M de Maternidade, arte que tenho aprendido a desenvolver!

N de Não, saber usar essa palavra em alguns momentos da vida é crucial.

O de Ouvir, saber escutar com amor.

P de “Por que”, indagar os por quês da vida. 

Q de Qualidade de vida! 

R de Relacionamento, essencial para nosso crescimento.

S de Saúde, buscada por toda humanidade.

T de Tempo, ele não volta, mas pode ser planejado.

U de UTI, oremos para que os pacientes se recuperem!

V de Virtudes, quais são as suas?

W de Whatsapp, faz parte da nossa rotina.

X de Xícara de café, sem açúcar por favor.

Y de Yakisoba, comida que gosto muito!

Z de Zelo, zelar pela nossa família e amigos.

Últimas do Blog

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

Presidente Fusiger manifesta-se sobre caso

Presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Santa Rosa/RS, Jonas Fusiger, esteve na Noroeste FM para falar sobre o caso dos servidores que foram flagrados em um automóvel de propriedade da FUMSSAR, fazendo sexo em horário de expediente.

há 4 horas


A telemedicina e seus avanços

há 4 horas


Carla Backes no Com Elas

ontem