Blog Voice, por Eunice Arsand
Blog Voice, por Eunice Arsand
Voice, por Eunice Arsand



Blog

Alfabeto Patrícia Luiza Wisniewsky

Publicado em 09/07/2021 09h48 - Atualizado há 2 meses - de leitura


Corajosa e guerreira, a Coronel Patrícia Wisniewsky é natural da Santa Rosa, filha de Eduardo e Zenaides.
Médica Veterinária por formação e Oficial do Exército Brasileiro.
Conquistou o cargo de Coronel do Quadro Complementar de Oficiais, Chefe da Seção de Comunicação Social do Comando da 6ª Brigada de Infantaria Blindada em Santa Maria –RS.

Acompanhe a entrevista com Patrícia que conversou com a VOICE Jornal Noroeste.

Patrícia você foi promovida ao posto máximo da careira, Coronel do Quadro Completar de Oficiais do Exército, a primeira dentre todas as Grandes Unidades Subordinadas à 3ª Divisão de Exército? Como foi sua trajetória no Exército? 
Quando eu cursava o 6° semestre de Medicina Veterinária na UFSM, um professor que era Coronel Veterinário da Brigada Militar, comentou em sala de aula que o Exército voltaria a ter veterinários de carreira, mediante concurso para ambos os sexos. Fiquei com isso na cabeça e quando me formei, o pai de uma amiga era militar e conseguiu o edital do concurso, fiz a inscrição, prestei a prova e fui aprovada, isso em 1994, mesmo ano em que me graduei em Medicina Veterinária, a formatura foi em agosto e o concurso em novembro do mesmo ano. Cursei a Escola de Administração do Exército, no ano de 1995, na conclusão fui classificada no 5° Batalhão de Suprimento em Curitiba –PR, onde me especializei em Inspeção de Alimentos, área em que trabalhei os 9 anos em que servi lá. Em 2004 vim transferida para Santa Maria, para o Depósito de Subsistência, onde também trabalhei com inspeção de alimentos (estes quartéis possuem um laboratório chamado Laboratório de Inspeção de Alimentos e Bromatologia, onde é analisada a qualidade de toda a alimentação da tropa). Em 2010 fui transferida para Boa Vista –RR, onde pude ter a oportunidade de conhecer a beleza e a diversidade da Região Norte do país. Lá além desta área de alimentos pude ter a oportunidade de trabalhar com animais silvestres, atividade muito gratificante. Em 2013 retornei para Santa Maria, novamente para o Depósito de Subsistência, onde fiquei até 2015. Neste período tive a oportunidade de compor o 21° Contingente Brasileiro na Missão de Paz da Organização das Nações Unidas (ONU) no Haiti, onde trabalhei como Gestora Ambiental (controle de roedores, vetores, potabilidade da água, manejo de resíduos sólidos). Ao retornar do Haiti fui transferida para o Comando da 6ª Brigada de Infantaria Blindada, onde estou até hoje.

Nos fale sobre suas atribuições, comando, atividades que envolve o Coronel? 
Na minha função atual, trabalho diretamente na assessoria do General que é o Comandante da Brigada. Exerço função de Oficial de Estado-Maior, assessorando o Comando nas questões relativas a Comunicação Social, como também das áreas afetas a Medicina Veterinária.


Que orgulho uma santa-rosense chegar a este posto. Além da responsabilidade, sentes orgulho de sair da baixada e ser quem você é agora? 
Com toda a certeza, sempre menciono minhas origens, inclusive como incentivo para que as pessoas não pensem que só quem é oriundo de um grande centro pode ser aprovado em um concurso como este que fiz, de nível nacional. E sempre que posso estou na baixada com minha família que sempre foi minha maior incentivadora.

Você teve um grande homem, que lhe educou e deu incentivos de exército dentro de casa. Como é falar do Sr. Eduardo e não se emocionar e agradecer tudo o que ele proporcionou a você? 
Impossível não me emocionar, porque ele sempre se mostrou um profissional dedicado e orgulhoso de pertencer ao Exército Brasileiro, e nós desde crianças sempre participamos muito de perto desta rotina da caserna, então sempre tive nele um incentivador e torcedor fanático pelo meu sucesso. Tenho certeza de que ele e a mãe seguem velando por nós.

Como foi a Patrícia mulher ingressar e ter uma carreira brilhante no exército? 
Eu atribuo o sucesso ao tratamento igualitário que sempre tive em todas as Organizações Militares por onde tive oportunidade de passar, é necessário ter em mente que precisamos desempenhar nossas atribuições pelo conhecimento técnico, independentemente de gênero. A única distinção que existe entre homens e mulheres é a questão dos índices das provas físicas, onde as mulheres são menos exigidas, mas tudo isso embasado em estudos do Centro de Capacitação Física do Exército.

As empresas, o mundo e as pessoas estão passando por grandes transformações e modernização. Como é esta visão dentro do exército? 
Santa Maria é um grande polo de modernização dentro do Exército, especialmente na área de Simulação de Combate onde o adestramento da tropa é realizado em modernos simuladores, temos uma frase que diz “ O seu Exército nunca para” e realmente estamos sempre buscando aperfeiçoamento e modernizações visando realizar nosso trabalho da melhor maneira possível.


Se sente realizada na profissão que escolhestes? 
SUPER realizada. Tenho dito que este ano de 2021 é um marco na minha vida, fui promovida a Coronel e cheguei aos 50 anos com muita saúde!

Como foi e está sendo enfrentar a pandemia do covid? O exército teve que se adequar com a corporação e as rotinas? 
Desde o início da Pandemia a preocupação foi muito grande em evitar o contágio, uma vez que não paramos nunca nossas atividades, ao contrário, realizamos diversas ações em prol da comunidade tais como sanitização de instalações e vias públicas, montagem de tendas para apoio de saúde, cessão de pessoal para ajudar no atendimento de saúde. Não nos descuidamos nunca do uso correto da máscara e higienização constante de mãos e instalações.

Com que mensagem encara o mundo? 
Gratidão por ter recebido tantas oportunidades e poder estar aqui hoje repartindo estas experiências e quem sabe incentivando outras pessoas a seguir uma trajetória semelhante.

Traço marcante da sua personalidade?
Creio que seja o espírito solidário.

Do que precisa para ser feliz? 
Estar em harmonia com aqueles que amo, tanto pessoas como animais. Tenho verdadeiro pavor de conflitos. Eu gosto, curto e adoro viajar, estar com a família e amigos e especialmente com os animais, conviver com eles nos ensina muito 


Conheça um pouco mais de Patrícia através do seu  Dicionário.


A de amor, é ele que move o mundo.
B de Bondade, ser bom para o outro, nos torna pessoas melhores. Fazer o bem sempre!
C de caridade, porque sempre podemos ajudar, a caridade não necessariamente precisa ser relativa a bens materiais, pode ser desenvolvida no simples fato de ouvir ou dar uma palavra amiga ao próximo.
D de dedicação, sem ela não conseguimos os resultados esperados, dedicar-se sempre em tudo o que for fazer!
E de esperança, é ela que nos impulsiona para frente, é ela que nos faz acreditar num amanhã melhor.
F de fraternidade, precisamos ter união e laços fraternos, sozinhos não somos nada.
G de gratidão, é a palavra que me define, agradecer sempre! A gratidão abre as portas do coração.
H de honestidade, cultivar a verdade sempre, independentemente de qualquer situação. A verdade sempre vence!
I de independência, cultivar a autonomia, quem aprende a ser feliz sozinho, será feliz em qualquer circunstância.
J de justiça, precisamos buscá-la sempre e lutar por ela em todas as esferas de nossa vida.
K de kisses, aguardando ansiosamente passar a pandemia para abraçar e beijar as pessoas amadas!
L de liberdade, ser livre para escolher os seus caminhos.
M de maturidade, saber aproveitar cada fase da vida e fazer da maturidade um resumo de tudo o que se fez.
N de natureza, amar, respeitar e preservar este bem precioso que possuímos.
O de obediência, aprender a obedecer, para um dia poder comandar.
P de parceria, ser incondicionalmente, amiga dos amigos.
Q de querer bem, sempre desejar o melhor ao próximo.
R de responsabilidade, responder por seus atos sempre, cumprir compromissos assumidos.
S de saudade, de meus pais Eduardo e Zenaides que tanto me apoiaram nesta trajetória.
T de tolerância, respeitar a diversidade, colocar-se no lugar do próximo.
U de união, juntos somos mais fortes!
V de vida, dom maravilhoso que temos que valorizar ao máximo e agradecer sempre!
W de Wisniewsky, minha origem! Quem não sabe de onde vem, não saberá para onde vai!
X de xenofobia, que ela acabe no mundo, respeito a diversidade de raças e culturas no mundo!
Y de Yes, em princípio sempre responder sim, ser uma pessoa positiva.
Z de zelo, zelar pelo nosso mundo, pelas nossas crianças, nossos idosos, nossos animais!

Últimas do Blog

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

Presidente Fusiger manifesta-se sobre caso

Presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Santa Rosa/RS, Jonas Fusiger, esteve na Noroeste FM para falar sobre o caso dos servidores que foram flagrados em um automóvel de propriedade da FUMSSAR, fazendo sexo em horário de expediente.

há 4 horas


A telemedicina e seus avanços

há 4 horas


Carla Backes no Com Elas

ontem