Blog Voice, por Eunice Arsand
Blog Voice, por Eunice Arsand
Voice, por Eunice Arsand



Blog

Alfabeto Roslaine Smaniotto

Publicado em 16/07/2021 09h50 - Atualizado há uma semana - de leitura

Hoje é dia de conhecer um pouco mais de Roslaine Smaniotto que é Presidente da Casa da Amizade de Santa Rosa e apaixonada pelas experiências e projetos sociais da comunidade.

Casada com Rodrigo Giordani Ritt é mãe de Júlia Smaniotto Ritt e Lucas Smaniotto Ritt e trabalha como Advogada da Fundação Municipal de Saúde de Santa Rosa – FUMSSAR é especialista em Direito Público.

A VOICE do Jornal Noroeste conversou com Roslaine sobre seu trabalho, família e atividades no novo cargo que assumiu na Casa da Amizade.


Qual o cargo que ocupa na Casa da Amizade e quantos anos participam da entidade?
Assumi como Presidente da Casa da Amizade – Gestão 2021/2023, no dia 06 de Julho 2021, e sou sócia participante desde 2007 (há 14 anos).

Como podemos definir a Casa da Amizade? 
É uma entidade civil de caráter assistencial e cultural, reconhecida como de utilidade pública, e fundada, oficialmente, em 1º de junho de 1971.
Naquela época, um grupo de senhoras, esposas de rotarianos, companheiras e amigas resolveram se reunir para fazer o bem, com o compromisso de servir. 
Atualmente, em parceria com os Rotarys Clubes da cidade, a Casa é formada não só por esposas de rotarianos, mas também por voluntárias que são convidadas e apresentadas por companheiras, tendo por norte promover ações para servir a nossa comunidade nas suas necessidades, no ideal de “Dar de si antes de pensar em si”. As suas associadas são companheiras, parceiras, amigas entre si, que fazem o bem sem esperar nada em troca.

Quantos anos ela está comemorando e o número de sócias/participantes em Santa Rosa?
Em 1º de junho a Casa da Amizade fez 50 anos. Atualmente, possui 54 sócias.


“Conectando o Mundo com Solidariedade, Amor e Respeito”, podemos dizer que esta afirmação é a razão de existir das Casas da Amizade? 
Com certeza! O amor e o respeito ao próximo é que fazem nascer dentro de nós o sentimento da solidariedade, essa disposição de ajudar o outro, com boas intenções e generosidade. 


Qual é o principal foco dos trabalhos e campanhas prestado pelas senhoras da Casa da Amizade?
O principal foco é promover ações para amenizar o sofrimento das pessoas ou as dificuldades das instituições que acolhem pessoas em situação de vulnerabilidade ou carência, seja no aspecto emocional ou material.
A carência do ser humano não pode só ser entendida como falta de condições materiais, de saúde, etc... muitas vezes uma palavra de afeto ou algum ensinamento pode salvar uma vida.

Como está sendo os encontros e as atividades agora com a pandemia?
Até o mês de junho, as reuniões estavam sendo realizadas virtualmente. Os trabalhos e campanhas propostas participam somente as companheiras que não pertencem a algum grupo de risco. 
É um período bem difícil, esse, porque o contato entre todas nós,  sempre foi muito grande. Todas as reuniões e ações eram realizadas de forma muito palpável, presente, com muitos abraços, beijos e sorrisos. Aí, de repente, tudo mudou. O se conectar através de um computador ou celular, amenizou um pouco a saudade, mas não supriu a necessidade do encontro, do abraço.
Agora, a partir desse mês de julho, observando as normas legais para as reuniões presenciais, como distanciamento, uso de máscara, e álcool em gel, e o fato de quase todas as companheiras já terem tomado as duas dose das vacinas, vamos retornar à forma presencial, aos pouquinhos.

Como se sente, em se dedicar e contribuir com trabalho voluntário da Casa da Amizade?
A Casa da Amizade transformou a minha vida. Na verdade, cada dia do meu tempo, dedicado às ações voluntárias da Casa, é transformado em vida. Me sinto muito feliz, orgulhosa e abençoada por isso.   

Quais são os principais projetos realizados pela Casa da Amizade?
Nas últimas gestões os projetos se concentraram em trabalhos e  eventos em prol da AFAPENE e outras instituições carentes, como o Brechó da Amizade, o Artesanato da Casa, o Coquetel das Patronesses, que vamos dar continuidade de uma forma possível; somos parceiras da ACISAP na condição de guardiã da Biblioteca de Rua; vamos continuar incentivando a campanha lançada pela gestão passada "Vacina não dói, Fome dói", em parceria com  FUMSSAR.
No entanto, em razão desse período atípico na vida da gente, fomos incentivadas a realizar novos projetos.
A Coordenadoria Nacional das Casas da Amizade, lançou o lema para a gestão 2021-2023 "Amizade, União, Comprometimento e Ação". Queremos realizar ações que façam diferença na vida das pessoas, e entre elas a execução do projeto “Mulheres Inspiram Mulheres” que vai abranger vários segmentos de trabalhos; queremos colocar em prática, também, um projeto musical chamado "Rouxinóis da Amizade"; e, ainda o projeto, recentemente pensado, em razão do desemprego e da fome, intensificados pela pandemia, em algumas localidades do município, que é a “Cozinha Itinerante da Amizade”, e por aí vai...


Uma mensagem para a comunidade...
"No fim, o que conta não é quantos anos você teve em sua vida. É quanta vida você teve em seus anos." Abraham Lincoln
E, complementando..., entendo que o maior sentido das nossas vidas é dar sentido a outras vidas.

Um hábito que não abre mão?
Agradecer a Deus, por tudo, sempre, diuturnamente. Inclusive pelas dificuldades ou problemas que ocorrem no meu dia a dia. São estes que me dão discernimento e força para superá-los e crescer como ser humano.  
Ah!! Outros que não abro mão.. .Limpar muito bem o rosto antes de dormir e usar protetor solar...

Quem é a Roslaine do seu dia a dia...
Sou uma mulher relativamente tranquila, caseira, prefiro escutar mais do que falar. Sou uma mãe zelosa, diligente. Gosto das coisas organizadas.
Me irrito facilmente quando vejo algo sendo feito com desleixo, ou quando me deparo com alguma uma injustiça, aí sim, abro a minha boca!
Me dedico muito naquilo que me proponho fazer. Às vezes me sobrecarrego, com tantas responsabilidades assumidas, por não saber dizer não... mas quando vejo que consigo dar conta, e que no final dá tudo certo, relaxo e fico feliz. No meu trabalho sou muito exigente comigo mesma, em razão da própria função que exerço.
Na pandemia comecei a cultivar plantas. Minha casa virou uma floresta. Aprendi que as plantas me dão uma energia incrível.

Eu adoro e curto?
A adoro estar com toda a família reunida, adoro cantar, adoro sol, adoro praia, adoro viajar com o marido e com os filhos... mas viajar com as amigas, isso sim é curtição!

Conheça um pouco mais de Roslaine através do seu dicionário:

A de “Ainda, que eu falasse a língua dos homens e falasse a língua dos anjos, sem Amor eu nada seria...”Cor.13.

B de Bondade, benevolência, qualidade de quem pratica o bem.

C de Caridade. Ela enche o coração de quem recebe, mas muito mais, de quem a pratica. 

D de “Dar de si, antes de pensar em si’. Esse é o verdadeiro propósito dos clubes de Rotary e das Casas da Amizade de todo país.

E de Empoderamento feminino, muito diferente de “poder”, o poder por si só, corrompe e é corrompido; o empoderamento engrandece e prepara a mulher para enfrentar as vicissitudes que a vida possa apresentar.

F de Força. Força necessária que recebo de Deus para superar todos os obstáculos e desafios que preciso percorrer para atingir os objetivos a que me proponho.

G de Gratidão, por tudo o que sou e pelo que conquistei; Gratidão por reconhecer que a vida é um presente. 

H de Honrada, por estar presidente da Casa da Amizade de Santa Rosa, até 2023, a frente de ações que possam mudar a vida das pessoas.

I de Independência, fundamental na vida de uma mulher, financeira e emocional. Só assim a mulher conseguirá apropriar-se de si mesma e entender que ela é a protagonista da sua própria vida. 

J de Júlia, minha filha de 21 anos, tão amada e abençoada. Razão do meu viver.

K de Koinonia, do original grego, que significa comunhão, compartilhamento, companheirismo. Viver em harmonia uns com os outros, livre do preconceito.

L de Lucas, meu filho de 18 anos, da mesma forma, tão amado e abençoado. Mais um presente de Deus e, também, razão da minha existência.

M de “Mulheres que Inspiram Mulheres”. Sejamos mulheres inspiradoras. 

N de “Não é o quanto fazemos, mas o quanto de amor colocamos naquilo que fazemos. Não é o quanto damos, mas quanto amor colocamos em dar” (Madre Tereza de Calcutá)

O de Organização, fundamental na vida do indivíduo. Para que possamos traçar metas ou caminhos a serem seguidos, precisamos ser organizados. 

P de Parcerias. Parceiros são sempre necessários, para que as ações com objetivos comuns, sejam levadas a diante e finalizadas com êxito.

Q de Quero um mundo melhor, mais justo, mais fraterno. Quero a compaixão das pessoas, a empatia e o respeito ao próximo.
R de Recomeçar. “Recomece! Se refaça! Relembre o que foi bom. E se um dia lá na frente, a vida der uma ré, Recupere a sua fé, e recomece novamente.” (Brálio Bessa)

S de Solidariedade. Esse ato de bondade e de compreensão, com relação ao próximo podem transformar o mundo.

T de “Tudo tem o seu tempo determinado e há tempo para todo propósito debaixo do céu: há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de chorar e tempo de rir; tempo de abraçar e tempo de afastar-se; tempo de amar e tempo de aborrecer; tempo de guerra e tempo de paz...” (Eclesiaste 3).

U de União faz a força. Ninguém chega a algum lugar sozinho. Por mais individual que sua atribuição possa parecer, é o trabalho em equipe que promove os melhores resultados.

V de Vida, dádiva de Deus, cujo significado é dado de acordo com o que cada um faz no seu dia a dia. Mas também me remete a uma palavra muito triste: Violência doméstica, esta cresce a cada dia de forma assustadora. Temos que nos unir e promover ações que libertem a mulher que sofre desse tipo de abuso.

W de WhatsApp, que se tornou um importante meio de comunicação, tornando parte da rotina dos jovens e dos adultos, também está contribuindo, infelizmente, segundo pesquisas, para o aumento de ansiedade e hipervigilância dos seus usuários.

X de Xadrez. Me lembrou a série da Netflix, “O Gambito da Rainha”, recomendo.

Y de Yoga, para a melhora da flexibilidade, diminuir o stresse, aumentar a concentração e promover o autoconhecimento. Pretendo um dia começar essa prática milenar.
Z de Zelar com carinho e cuidado àqueles que nos são caros. Nessa época, mais do que nunca, zelar pela vida é responsabilidade de todos

Últimas do Blog

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

Projeto de iluminação LED

Jairo Madril conversa sobre o assunto com Orlando Desconsi e Dado Silva

há 16 horas


Mobilização dos trabalhadores

há 16 horas


Grupo de orações

há 2 dias