Blog Voice, por Eunice Arsand
Blog Voice, por Eunice Arsand
Voice, por Eunice Arsand



Blog

Reflexão em Tempos de Coronavírus

Publicado em 06/04/2020 14h48 - Atualizado há 3 meses - de leitura

É sabido e notório que estamos vivendo uma Pandemia. A Pandemia do Coronavírus, que está revolucionando costumes e hábitos nas pessoas, em âmbito mundial. E esse é um momento de REFLEXÃO, para nós, seres humanos, e os convido a pensarem comigo.

Em um determinado sentido, no sistema de crenças de que todos somos matéria, “robôs” de certa forma, a nossa situação é semelhante, pois todos se encontram expostos a um vírus invisível, intrigante, para o qual precisamos nos proteger com medidas higiênicas mais rígidas, normas de biossegurança adequadas e afastamento social.

Diante disso, as pessoas apresentam, em determinados momentos, maior fragilidade emocional, dependendo da compreensão do problema, dos seus pensamentos, das suas crenças, das suas lembranças, do “bombardeio que sofrem”, da labilidade emocional e de uma série de outros fatores.

Posto isso, penso que há algo que nos diferencia ou diferenciará uns dos outros, neste momento de Pandemia, que é a VISÃO do mundo que cada um carrega em si.

Em analogia: pergunto-lhes, se somos adultos, podemos correr ansiosos por ajuda, apavorados, em pânico, pedindo socorro, para a “barra da saia da mãe”, agora?

Isso ocorre, em diferentes atitudes tomadas pelas pessoas (e não há mãe que socorra!), há os que paralisam esperando o ”milagre acontecer”, “a vacina surgir”, os que adoecem e só falam no assunto “corona” (dando-lhe energia), não saem da frente da televisão ou do whatsApp, atualizando-se instante a instante, procurando alguém para  “falar no que está ocorrendo no mundo, falar de desgraças.” 

O que isso lhes acrescenta em VIDA? O que muda nas suas vidas? Alguns se tornam mal-humorados, outros “depressivos”, dificultando a convivência na quarentena com os pares, familiares. (Queixa frequente, em minha experiência profissional atual, relato.)

Ou, se somos adultos, supostamente maduros, ao contrário do que expus anteriormente, podemos aproveitar o momento inquietante, um momento que considero de crise, como um desafio novo, para encontrarmos novas alternativas para sobreviver ao impacto do “isolamento”, da impressão desta novidade sem entrar na ”grande aflição”, buscando estratégias e alternativas inteligentes e produtivas?

Para mim, é na crise que se dá o encontro da criatividade (que é um salto quântico, a descontinuidade para mudar um contexto, que a gente vive a nossa vida, nos mais diferentes aspectos) com a calma (que considero outro salto quântico, onde a consciência e o chacra cardíaco e o do plexo solar passam a tomar conta de nós, e não apenas o cérebro.)

Assim, nos reinventamos, inclusive nas profissões! Hoje, home office. No meu caso, tive que adaptar as minhas consultas fonoaudiológicas, do presencial para o on-line, por exemplo. (O que foi consentido e indicado pelo meu Conselho Profissional).

Mas para isso, é óbvio que “queimei neurônios”, (e ainda estou estudando, participando de lives, cursos, etc), readaptando os atendimentos, reformulando estratégias. O que está funcionando muito bem!

Olho pelo lado positivo, tudo que estudei de outras áreas, além da Fonoaudiologia, estou fazendo uso hoje. Então, estudar e se atualizar em diversas áreas é importante, lhes digo da minha teoria, nunca se sabe o amanhã, além de ser interessante.

E aí está! Apenas alguns exemplos de estudos que fiz, extra Fonoaudiologia, nesta minha larga caminhada e carreira, Física Quântica, Holismo, Neurolinguística, Saúde Mental, Psicologia do Desenvolvimento, Neuropsicologia, Informática na Educação, entre outras, e que neste instante me ajudam como pessoa e profissional, me dão um suporte maior, qualidade, e contribuem tanto nos planejamentos quanto no trabalho, que é o de Fonoaudiologia!

Trabalho com amor ao que faço, e este “criar” aliado à “calma”, que lhes disse anteriormente, e que “executo” a seguir, é um grande estímulo e uma forma de superação e inovação, que indico a todos que me leem, a cada um na sua profissão.

Porém, estudem, planejem, reflitam nos seus saberes, vibrem em frequência elevada e se ouçam com carinho! Somos seres integrais!

Prescrevo-lhes, umas linhas básicas, que dão um norte, neste ínterim:

Tenham em mente que a Meditação faz parte da vida e precisa ser praticada, que a crise está nos convidando a sentir a energia do nosso corpo, a entrar em contato com a nossa energia vital, a energia do coração, a energia da gratidão, a sair um pouco do nosso cérebro, nos convidando à fé, à elevação da consciência, ao autoconhecimento, ao recolhimento, ao colocar-se no lugar do outro.

Atentem para o fato de que a expressão do AMOR é a antítese do medo! (Não caiam na energia do medo, por favor!).

O amor pode ser expresso de tantas formas, na família, no trabalho, no convívio com os amigos. (Hoje os contatos estão mais limitados, mesmo assim podemos expressá-lo.) É um familiar, um amigo ou um paciente que entra em contato, necessitando de um conforto, e você faz uma oração, diz-lhe uma palavra de ânimo, aplica um reiki ou mesmo lembra uma passagem engraçada! É uma luz de amor e gratidão que você envia às pessoas e ao planeta. Um bom atendimento que você presta ao seu paciente, transmitindo-lhe ensinamento, positividade, calma e paz! É uma cesta básica que você distribui, e por aí vai...

 

Crie positivamente! Observe seu foco, o quanto antes! Mantenha a calma!  Seja resiliente!  É momento evolutivo!  A vida não parou!

É hora de uma expansão de consciência não localizada, pois não há mais lugar exato para se estar, ser e fazer no processo! Estamos vivendo com a total inserção das tecnologias nas nossas vidas, sem que nos desumanizemos! É o que importa, saber relacionar-se com tudo isso! Aprender, reaprender! Estarmos dispostos ao novo e a dele fazermos bom uso! Não importa se você está, faz ou é na sua casa, país, empresa, escola (o mais improvável no momento), o que interessa é aprender a viver a vida enxergando as pessoas de forma mais empática e ética, enfim como iguais a você (este é outro salto quântico) em uma hierarquia entrelaçada de respeito mútuo, de afeto, de compaixão, de solidariedade, sem distâncias.

Depois que tudo passar, e passará, pois TUDO PASSA NESSA VIDA, minha gente, teremos grandes transformações no mundo. Transformações como talvez nunca tenhamos visto. Espero que todos estejam expandindo suas consciências no melhor sentido, vibrando positivamente, equilibrados, emanando luz e amor, para que saíamos, deste período, pessoas melhores, mais fortes e todos unidos! Tenhamos confiança! A nossa consciência é cocriadora do Universo! Há infinitas possibilidades, por certo! Logo nos abraçaremos! 

Dra Véra Maggioni – Fonoaudióloga

 

Santa Rosa, 5 de abril de 2020.

Últimas do Blog

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

Camera de segurança registra momento em que água invade residência em Santa Rosa/RS

Camera de segurança registra momento em que água invadiu a residência, de Claudio Wendland, no Bairro Sulina, em Santa Rosa/RS nesta terça-feira (7). Segundo Claudio a água derrubou o muro de seu vizinho, depois invadiu a sua residência derrubando o muro e a sua garagem. Por pouco ninguém ficou ferido. ''O Prejuízo foi grande, tenho que reconstruir minha garagem, praticamente perdi minha moto, ela era quase nova, mas vamos pra luta mesmo em tempos difíceis, não dá para baixar a cabeça, Deus tem algo maior para nós dar'' afirmou Claudio

há 4 dias


Benedetti reclama da falta de recursos para o Combate ao Câncer de Próstata

há 5 dias


Desenvolvimento de bebês através da psicologia

há 5 dias