Comportamento

Os 90 anos do Padre Ivo Kreutz

Foram 64 anos dedicados a missão de Padre em diversas comunidades da região.

Publicado em 03/11/2020 07h10 - Atualizado há 2 meses - de leitura
Padre Ivo Kreutz dedica seu tempo para orações, meditação, leituras e aconselhamento a casais. / Foto: Divulgação

Texto: Claudiomiro Sorriso

Ele já não tem a mesma energia de outrora. Em 2020 chegou a ser internado por três oportunidades, porém antes da pandemia celebrou missas em várias comunidades. O santo-cristense Ivo Kreutz chegou aos 90 anos, dos quais 64 dedicados a sua missão: ser Padre.

Nascido em 24 de outubro de 1930, despertou muito cedo o gosto pelos estudos e pela leitura. Tendo como base a família e o testemunho dos pais, viu florescer a vocação para a vida religiosa. Aliás, não só ele. Quinto filho de Jorge e Catarina Kreutz, Ivo seguiu os mesmos passos de Estanislau, que tornou-se bispo da Diocese de Santo Ângelo e viu sete de suas manas tornarem-se Irmãs Franciscanas.

Quando adolescente, buscou a inspiração para evangelizar escrevendo peças teatrais. Em 2 de dezembro de 1956, com 26 anos, foi ordenado sacerdote. Vale a ressalva de que foi o primeiro na nova igreja matriz de Santo Cristo, recém concluída. Com o lema “Levar Deus aos homens e os homens a Deus”, seguiu sua missão tendo passado por Cerro Largo, Roque Gonzales, Pirapó e Guarani das Missões, entre outras cidades, até assumir, em 1988, a Paróquia Sagrado Coração de Jesus de onde nunca mais saiu.

Ajudou a fundar a rádio e TV São Miguel e sempre gostou das comunicações, tendo apresentado programas em emissoras de rádio. Como sacerdote, passou a desenvolver uma importante tarefa dentro da Igreja Católica, como Juiz no Tribunal Eclesiástico – Regional RS. Na função, acompanhou inúmeros bispos do RS e SC às Congregações Romanas e ao Papa.

Em 2001, Padre Ivo entregou o ofício de Pároco e, para maior tranquilidade, transferiu-se para sua residência no Bairro Ouro Verde.

A pedido de bispos de seis Dioceses fundou em 2002 o Tribunal Interdiocesano Centro-Oeste. Nesse período, como juiz eclesiástico da Câmara Eclesiástica da Diocese de Santo Ângelo, já elaborou mais de 500 sentenças de nulidade matrimonial, sempre com decisões baseadas no Direito Canônico da Igreja.

Aos 90 anos, dedica seu tempo para orações, meditação, leituras e aconselhamento a casais que o procuram, aos quais atende de forma personalizada. 

Padre Ivo Kreutz costuma afirmar que o cristão não se aposenta neste mundo e que seu propósito é, enquanto Deus lhe der forças, servir aos valores do Reino.



Últimas notícias

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

"Trevos Assassinos"

Entrevista com André Stürmer, sobre os "trevos assassinos" da nossa região.

há 4 horas


Janeiro Branco

há 9 horas


Colheitadeira é removida, após quase cair de ponte em Três de Maio

há 2 dias