Economia

Caminhoneiros prometem greve maior que a de 2018

Paralisação está marcada para o dia 1º de fevereiro, devido à alta no preço do diesel.

Publicado em 14/01/2021 08h19 - Atualizado há 6 dias - de leitura
Nova greve dos caminhoneiros está prevista para o dia 1º de fevereiro / Foto: Reprodução

Caminhoneiros autônomos de todo o país planejam greve para o próximo dia 1º de fevereiro. De acordo com o presidente da Associação Nacional do Transporte Autônomos do Brasil (ANTB), José Roberto Stringasci vem crescendo o número de adesões e poderá ser maior do que a realizada em 2018, devido ao grau crescente de insatisfação da categoria, principalmente em relação ao preço do diesel e às promessas não cumpridas após a histórica greve no governo Temer.

Integrante do Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC), que na semana passada já alertou para a possibilidade de uma paralisação nacional, a ANTB representa cerca de 4,5 mil caminhoneiros, e não vê problema de realizar uma greve em plena pandemia.

Segundo ele, a alta do preço do diesel é o principal motivador da greve, porém conquistas obtidas na paralisação de 2018, que chegou a prejudicar o abastecimento em várias cidades, também estão na lista de dez itens que estão sendo reivindicados ao governo para evitar a greve. "Esse (diesel) é o principal ponto, porque o sócio majoritário do transporte nacional rodoviário é o combustível (50% a 60% do valor da viagem) Queremos uma mudança na política de preço dos combustíveis", informa.

Em reunião online na noite da quarta-feira (13), com cerca de 50 lideranças dos caminhoneiros, foi discutida uma pauta que vai desde manifestações contra o projeto BR do Mar (que incentiva a navegação pela costa brasileira) ao piso mínimo do frete e reclamações contra a política de preços de combustíveis.



Últimas notícias

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

"Trevos Assassinos"

Entrevista com André Stürmer, sobre os "trevos assassinos" da nossa região.

há 5 dias


Janeiro Branco

há 5 dias


Colheitadeira é removida, após quase cair de ponte em Três de Maio

há 7 dias