Polícia

Delegados fazem alerta e explicam como se proteger do “Golpe do PIX”

Entidade afirma que o PIX se tornou um facilitador de golpes, orientando a população gaúcha sobre como se proteger de ações criminosas.

Publicado em 23/02/2021 11h47 - Atualizado há 2 semanas - de leitura
Delegados gaúchos fazem alerta e explicam como se proteger do “Golpe do PIX” / Foto: Agência Brasil

A Associação dos Delegados de Polícia do Rio Grande do Sul (ASDEP/RS) fez um alerta para a população gaúcha sobre a facilidade de aplicação de golpes via WhatsApp com o PIX. A entidade afirmou que o PIX se tornou um facilitador de golpes.

Lançado em novembro de 2020, o PIX é um meio de pagamentos eletrônicos do Banco Central do Brasil que aumenta a velocidade em que pagamentos ou transferências são feitos e recebidos. Em pouco mais de três meses, mais de 65 milhões de usuários já se cadastraram para fazer transações. 

De acordo com o presidente da ASDEP, delegado Pedro Carlos Rodrigues, o PIX tornou os golpes por WhatsApp ainda mais fáceis de serem aplicados. Ele faz um alerta sobre os perigos do sistema. “Em função da praticidade e rapidez, o PIX se tornou um facilitador de golpes. Antes era necessário fazer um TED ou DOC para que a vítima fosse lesada, agora o golpe é realizado com uma simples clonagem de telefone”, afirmou o delegado.

O delegado explicou como são feitos os golpes. “O criminoso aciona a vítima por WhatsApp se passando por um amigo ou familiar. Então, ele inventa alguma desculpa, como que está sem limite no cartão, por exemplo, e solicita a transferência por PIX para uma conta clonada. Após a transferência, o dinheiro é sacado imediatamente para que o banco não possa anular a transferência. Por isso, a agilidade do PIX facilitou os estelionatos”, explicou Rodrigues.

Ainda segundo o delegado, a principal forma de se proteger é atentar-se aos detalhes, uma vez que o Banco Central garantiu a segurança da ferramenta. “Sempre desconfie quando alguém vem pedir dinheiro por WhatsApp. Pergunte para outros familiares ou amigos se eles sabem o motivo do pedido e uma maneira de confirmar a veracidade é telefonar para quem está pedindo. O PIX é seguro, basta estar atento”, conclui.



Últimas notícias

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

O que fecha e o que pode abrir?

Podcast Noroeste deste sábado (27) com os jornalistas Jardel e Luciano, atualizando as principais informações referente a bandeira preta na região.

há uma semana


Unidade Dom Bosco chega a 100% de ocupação da UTI

há uma semana


Situação dos leitos de UTI na Unidade Dom Bosco

há uma semana