Saúde

Vacina de Oxford pode causar coágulos, confirma agência europeia

Segundo o órgão regulador europeu, o tromboembolismo causado pela vacina contra a Covid-19 é uma reação adversa “muito rara” do imunizante.

Publicado em 07/04/2021 14h00 - Atualizado há 2 semanas - de leitura
Agência Europeia de Medicamentos (EMA) confirma que a vacina de Oxford pode causar coágulos / Foto: Agência Brasil

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) confirmou, nesta quarta-feira (7), que os coágulos sanguíneos desenvolvidos em pessoas vacinadas com o imunizante anticovid da AstraZeneca, desenvolvido em parceria com a Universidade de Oxford, devem ser considerados um efeito colateral “muito raro” do produto. O órgão regulador europeu, porém, considera que o balanço entre riscos e benefícios permanece “positivo”.

Em um comunicado, a agência estabeleceu “uma possível ligação com casos muito raros de coágulos sanguíneos incomuns, juntamente com níveis baixos de plaquetas sanguíneas”. Além disso, "nenhum fator de risco específico, como idade, sexo ou histórico médico foi confirmado”, explicou Emer Cooke, diretor-executivo da EMA.

O governo do Reino Unido já identificou pelo menos 79 casos de pessoas que desenvolveram tromboembolismo após receberem a vacina Oxford/AstraZeneca. Destas, 19 morreram.

A descoberta dos casos se deu em 51 mulheres e 28 homens com idades entre 18 e 79 anos. Por esse motivo, o Comitê Conjunto de Vacinação e Imunização britânico recomendou que o Reino Unido não aplique a vacina Oxford/AstraZeneca em menores de 30 anos, quando possível. 

A diretora da agência de medicamentos britânica (MHRA), June Raine, também insiste que os benefícios da vacina continuam superando os riscos para a “vasta maioria” da população.



Últimas notícias

VER MAIS NOTÍCIAS



Top Vídeos

:: assista aos destaques

Privatização da Corsan

Ex-prefeito de Santa Rosa, Orlando Desconsi, falou na manhã desta segunda-feira (19) sobre a privatização da Corsan.

há 17 horas


Mantei avalia os 100 primeiros dias de governo

há 18 horas


Programa Podcast Noroeste

há 18 horas